Profissionais da Promoção Social participam de curso sobre sinais vitais nas pessoas em situação de rua

Publicado em 12/08/2019 - regiao - Da Redação

Profissionais da Promoção Social participam de curso sobre sinais vitais nas pessoas em situação de rua

Poços de Caldas - Agentes de atendimento emergencial, técnicos do Centro POP e cuidadores das casas de passagem e abrigos que atendem pessoas em situação de rua participaram, na  quinta-feira (8), de um curso voltado para a identificação de sinais vitais e reconhecimento de hipotermia (queda na temperatura corporal) nesse público. A capacitação foi ministrada pelo médico Álvaro Lúcio Mendes Campos Almeida e pelo enfermeiro Ronan Alves Ribeiro, da equipe do Consultório na Rua, serviço da Secretaria Municipal de Saúde que presta atendimento especializado a pessoas em situação de rua.

A capacitação foi realizada no novo endereço do Centro POP (Rua João Pinheiro, 551 – Casa 2). O enfermeiro Ronan Alves Ribeiro abordou a identificação dos sinais vitais. Já o Dr. Álvaro Lúcio falou sobre o reconhecimento dos primeiros indícios de hipotermia. Segundo o médico, a capacitação é de fundamental importância, especialmente nesta época do ano, já que os agentes que atendem diretamente as pessoas em situação de rua terão condições de acionar os serviços de urgência e emergência nos primeiros sinais de alerta, proporcionando atendimento adequado em tempo hábil.

A coordenadora da Proteção Social Especial de Média Complexidade da Secretaria de Promoção Social, Caroline de Souza, destacou que este tipo de iniciativa é de grande relevância para aqueles que prestam o atendimento na ponta do processo, diretamente ao público atendido. “São conhecimentos que podem salvar vidas”, afirmou.

Ela aproveitou também para informar que o Centro POP mudou recentemente de endereço e agora está instalado na Rua João Pinheiro, 551 – Casa 2. O Centro de Referência Especializado no Atendimento à População em Situação de Rua oferece atendimento técnico a essa população, banho, café da manhã, local para lavagem de roupas e alimentação, além de oficinas de artes, durante o dia. À noite, é oferecido o acolhimento nas entidades parceiras.

A proposta é oferecer atendimento integrado a esse público, por meio dos serviços da Promoção Social e do Consultório na Rua, da Secretaria de Saúde. Uma nova capacitação será realizada em data ainda não definida, com o tema redução de danos.

A população pode ajudar não dando esmolas e acionando a equipe de abordagem, 24 horas por dia. Basta ligar 156 ou 3697-2645.


ASCOM