Sebrae Minas e Sicoob Saromcredi transformam vida de empreendedores em Passos

Publicado em 22/02/2021 - geral - Da Redação

Sebrae Minas e Sicoob Saromcredi transformam vida de empreendedores em Passos

Em pouco mais de três meses, foram realizados quase 200 encontros com micro e pequenos empreendedores do município, por meio do Programa Agente Local de Inovação
 
Nos últimos anos, o Sebrae tem investido amplamente em fomentar a inovação para os pequenos negócios.  Em Passos, na região Sudoeste de Minas, desde a implantação do Programa Agente Local de Inovação (ALI), em novembro de 2019, centenas de pequenos negócios já foram atendidos. Em todo o estado, mais de 2 mil empresas têm sido beneficiadas com o programa. Para muitas delas, o ALI tem transformado a falta de esperança em continuar o negócio em novas e boas perspectivas.
 
Desde outubro de 2020, quando o Sebrae Minas iniciou o segundo ciclo do ALI na cidade de Passos, em parceria com o Sicoob Saromcredi,  21 empresas deram início à participação no Programa. Dessas, quatro são do setor da Indústria, cinco de Serviços e 12 do Comércio. Desde então, foram realizados 194 encontros, sendo 100% na modalidade on-line, totalizando 380 horas de atendimento às empresas e apoio no desenvolvimento das ferramentas do Programa ALI.
 
Diferentemente do ciclo anterior, em que as empresas apresentavam problemas ligados ao acompanhamento de indicadores e à administração financeira, nesta etapa foi observada a necessidade de melhorias ligadas ao marketing, principalmente no que diz respeito às ferramentas digitais. Além disso, pretendemos otimizar a avaliação da experiência do cliente a partir de um canal de pós-venda, inexistente na maioria das empresas, explica o agente local de Inovação do Sebrae Minas Lucas Conde Stocco, com base em avaliações sobre a situação das empresas participantes.
 
Resultados observados
 
De acordo com Lucas, de maneira geral, as empresas não encontraram dificuldade em fazer o levantamento dos resultados mensais, como faturamento, despesas, número de clientes e número de vendas. Outras passaram a se preocupar com a melhoria da comunicação com os clientes nas redes sociais, ou seja, com o marketing digital.
 
A microempresária Dúnia Freire Brandão Mattar, que administra uma chocolateria, conta que, a partir de sua inserção no programa do Sebrae e da implantação das ferramentas sugeridas pelo ALI, suas vendas já aumentaram em 10% no atendimento de balcão e também nas redes sociais.
 
O Programa me fez enxergar melhor os clientes e seus interesses, fazendo com que eu me colocasse no lugar deles. Houve crescimento nas vendas, principalmente, em decorrência da melhor comunicação da empresa com o mercado por meio das redes sociais, comenta Dúnia.
 
O gerente do Sebrae Minas na Regional Centro-Oeste e Sudoeste, Leonardo Mól, explica que no ALI são trabalhadas estratégias de marketing e finanças para buscar formas diferentes de aumentar o faturamento. O Programa proporciona orientação proativa, gratuita e personalizada para micro e pequenas empresas, estimulando o talento e a criatividade dos empreendedores, incentivando a inovação e impulsionando negócios e ideias, finaliza.
 
Sobre o ALI
O programa tem como objetivo auxiliar as empresas a tomar decisões e colocar em prática estratégias de inovação para identificar e sanar os possíveis gargalos que impendem o desenvolvimento do negócio.
 
Programa ALI em números
Dezesseis meses de duração (dois ciclos de oito meses cada).
52 agentes em todo estado de Minas Gerais.
A cada ciclo, um agente fica responsável pelo atendimento de 20 empresas.
1.040 empresas atendidas por ciclo.
Total de 2080 empresas atendidas nos dois ciclos do programa de inovação.


ascom