Tevez sai do futebol amador, ganha chance no profissional da Caldense e marca gol de placa na estreia

Publicado em 19/10/2020 - esportes - Da Redação

Tevez sai do futebol amador, ganha chance no profissional da Caldense e marca gol de placa na estreia

Guilherme Henrique Usberti é seu nome. Centroavante, 21 anos. Recebeu apelido de Tevez pela similaridade com o argentino Carlitos Tevez. Até pouco mais de um mês estava jogando bola no futebol amador de Campinas-SP, sua cidade natal. Sem oportunidades em clubes profissionais, vinha cogitando desistir de tentar carreira como jogador. Até que chamou a atenção em alguns jogos e sua vida mudou.

Seu amigo Cristiano viu suas atuações e, por conhecer o técnico da Caldense, Marcus Paulo Grippi, e o preparador de goleiros da Veterana, Vhenycius Zarpelão, pediu uma oportunidade ao jovem. Os integrantes da comissão técnica alviverde abriram as portas do clube, e Tevez começou a treinar no Ninho dos Periquitos no final de agosto para ser avaliado.

"Vim da favela, não tinha muitas oportunidades. Cheguei a jogar na Itapirense-SP por um período entre 2016 e 2017, mas não deu muito certo. Mas sempre mantive a fé em Deus, rezava todas as noites para ter uma chance. Agora abriram as portas para mim na Caldense" – disse o jogador.

A Caldense iniciou a disputa da Série D abaixo de esperado e os dois centroavantes do elenco, Luis Henrique e Igor Gomes sentiram lesões musculares. Tevez estava se destacando nos treinos, fazendo gols e a comissão técnica então resolveu inscrevê-lo no campeonato. Seu nome foi publicado no BID e logo na partida seguinte conquistou uma vaga na equipe titular, para enfrentar o Palmas-TO, pela sétima rodada da competição nacional.

O jogador entrou em campo, foi bastante participativo, buscou o jogo e finalizou algumas vezes com perigo, até que aos 27 minutos do primeiro tempo, marcou um gol de placa, como poucas vezes se viu no Estádio Ronaldão.

"O Matheus Guarujá passou a bola para mim, eu vi o adversário vindo. Pensei que se chutasse de primeira ela iria travar, então dei o corte. Vi o outro vindo de carrinho, dei mais um corte, saí de frente com o goleiro e fui feliz na finalização" – descreveu Tevez.

No segundo tempo o atacante quase marcou mais. O goleiro adversário defendeu algumas finalizações e já nos acréscimos da partida, Tevez acertou a trave e, no rebote, Gabriel Tonini completou e fechou a vitória de 2 a 0 da Veterana frente ao time de Tocantins.

Emocionado depois da partida, Tevez teve de conter as lágrimas durante entrevista. "Tenho que agradecer muitos aos que acreditaram em mim e minha mãe que sempre batalhou por mim, orou e deu forças. Cheguei até a chorar em alguns momentos, sozinho no quarto, quando enfrentei momentos de dificuldades. Mas esta noite estou grato em fazer um golaço e por ter ajudado a equipe" – completou o jogador.

https://youtu.be/dzMxsCXW6AY


ASCOM / Fotos: Renan Muniz / Caldense