NOVA MODALIDADE DE ESPORTE: FUTEBOL DE PÊNALTIS

Publicado em 29/07/2011 - ze-nario - Zé Nário

A cada nova edição das olimpíadas, novos esportes são incluídos nas competições. Nos jogos acontecidos em Pequim, em 2008, foram introduzidos o ciclismo BMX (corridas em terrenos irregulares) e as maratonas aquáticas de 10 km para homens e mulheres. Para os jogos de Londres, em 2012, foi escolhido o boxe feminino em todas as categorias hoje disputadas pelos homens. Na edição brasileira, em 2016, as novidades serão o rúgbi de sete jogadores e o golfe de 72 buracos. Pois bem, ao final da Copa América de Futebol, diante da tremenda ineficácia dos nossos futebolistas, uma ideia vem ocupando meus pensamentos: quem sabe os dirigentes do esporte nacional pudessem sugerir o lançamento de mais uma modalidade esportiva nas olimpíadas de 2016 aqui no Brasil: o futebol de pênaltis. Teoricamente seria bem mais fácil aos brasileiros ganhar uma medalha nesse esporte. Apenas teoricamente, pelo que se viu ultimamente!
E o que seria esse tal de futebol de pênaltis?
Como ficou bem evidente nos jogos da seleção brasileira na Copa América, os jogadores brasileiros estão com muitas dificuldades de marcar gols no tempo normal, nas eventuais prorrogações e também nas disputas de pênaltis. Aliás, estão com muitas dificuldades até de jogar o futebol como o conhecemos no tempo normal e em outros “tempos”. 
É um tremendo desperdício, e um desrespeito com a torcida, gastar energia correndo atrás da bola de um lado para outro, durante 120 minutos, para não se ver nem um golzinho, por mais feio que seja. É uma baita sacanagem os atores principais do espetáculo - os jogadores - ganhar uma fortuna para fazer de conta que jogam futebol.
Por tudo isso, acredito, poderiam simplificar o jogo e partir direto para os pênaltis. Os paraguaios, em particular, exímios e inacreditáveis retranqueiros, iriam gostar muito desse novo esporte.
Dá até para imaginar algumas variações para essa nova modalidade esportiva. Poderíamos ter o futebol de pênaltis normal, ou seja, o jogador adversário bate, o goleiro defende. Outra variação: futebol de pênaltis com uma perna só. O batedor teria que pular igual ao Saci Pererê e chutar a gol. Não sei se alguém iria conseguir, mas que seria engraçado, seria! Outra possibilidade: futebol de pênaltis sem goleiro. Esta é óbvia: somente o batedor age, chutando com o gol livre. Mais uma: futebol de pênaltis sem goleiro e com os olhos vendados.
E como será que iriam se sair os jogadores brasileiros no futebol de pênaltis?
Naquela primeira variação, o pênalti normal, os brasileiros já provaram que são péssimos. Na segunda versão então... Nem se fala! Se com os dois pés no chão eles já não conseguem acertar o gol, imagine com um pé? Na terceira versão, aquela do pênalti sem goleiro, pode até ser que tenhamos algum sucesso. Mas para isso teria que duplicar o tamanho do gol.
Ou pelo menos aumentar a altura da trave. Nesse caso em particular, poderiam trocar o gol normal por aquele “y” do futebol americano, que tem as colunas laterais imensas e é aberto em cima.
Assim os jogadores brasileiros de futebol de pênaltis não errariam tantas cobranças. Pra falar a verdade... (hã... hã...) ainda fico na dúvida se eles conseguiriam acertar o gol...
Mas... E a última versão? Aquela com os olhos vendados? Como seria o desempenho dos jogadores brasileiros? Acho que para os jogadores brasileiros não iria fazer muita diferença... Parece que eles já estão treinando cobranças de pênaltis com os olhos fechados há muito tempo...