A Voz de Todos - Edição 951

Publicado em 04/09/2009 - vonzico - Ivon W. Vieira (Vonzico)

PENSAMENTO DA SEMANA – “Quem sabe falar ou escrever bem, pode calar os maus” (Todos nós).
ERRADICAÇÃO DE “TOCOS” NA AVENIDA E OS PASSEIOS (CALÇADAS) – Nossa Avenida Dr. Américo Luz é sem sombra de dúvida uma das mais belas da região, mas de longa data está abandonada. Agora estão sendo erradicados os tocos que ficaram após o corte de diversas árvores podres, mas o mais triste é olharmos os passeios (calçadas) por toda a Avenida em “petição de miséria”, isto é, com buracos, com ladrilhos quebrados, dando a impressão de “terra de ninguém”. Ao redor de nosso Clube Recreativo então é de dar dó. Que tal a Prefeitura determinar o conserto urgente? Ou então que faça o conserto, uniformize tudo, e cobre como imposto dos proprietários dos respectivos imóveis onde o passeio circunda. Será que é tão difícil ou a Prefeitura não tem um fiscal que veja tais anormalidades? Estamos cansados de bater na mesma tecla, mas temos esperança que algum dia alguém leia, e tome uma providência. Muzambinho merece mais atenção, ou não?

VETERANOS (MASTER) DO PALMEIRAS E CORINTHIANS EM GUAXUPÉ – No dia 06 de setembro próximo, às 15:30 horas, no Estádio Carlos Costa Monteiro, em Guaxupé, uma festa retumbante para quem aprecia um belo futebol, ou seja: os veteranos (máster) do Palmeiras e Corinthians, de São Paulo, num confronto para matar saudades. Haverá também uma grandiosa preliminar. Quem torce para ambas as equipes não pode perder a oportunidade de rever diversos ídolos do passado. Estaremos presentes!

GRANDE FESTA EM MUZAMBINHO NO DIA 03 DE SETEMBRO – O dia 03 de setembro próximo, em nossa Escola Agrotécnica, também será de festa, a partir das 8 horas, seguindo as festividades, com palestras de diversas personalidades: almoço das 11 às 13 horas, sendo que no encerramento, lá pelas 16 horas, a palavra será franca para perguntas aos palestrantes. A nossa Escola Agrotécnica Federal, hoje temo pomposo nome de Instituto Federal do Sul de Minas. A programação é extensa e todos que se interessam por agricultura, de um modo geral, não podem perder tal reunião. A reunião tem o apoio da EMATER-MG e MITSUL e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia.

SOU UM DEVORADOR DE LIVROS – Desde a juventude que não perdíamos uma boa leitura e fomos, sem a menor dúvida, “um devorador de livros”, mormente os grandes romances. E agora, estamos lendo pela quarta vez “A Vingança do Judeu”, de autoria de J.W Rochester, que é lindo, romântico e atual. Certa vez a TV Tupi, com o ator Sérgio Cardoso no papel principal, como o Judeu, transformou o livro numa linda novela, que foi sucesso na ocasião. Feliz é aquele que gosta de ler, pois além da distração nos transporta para lugares inimagináveis. Temos em nossa mini-biblioteca diversos romances de autores de nomeada. Portanto, quem tiver oportunidade, procure sempre ler, o que é muito bom.

VISITA DE NOSSO CARLOS ALBERTO, DEPOIS DE ALGUNS ANOS – Nosso filho Carlos Alberto, que tem um Spa em Rolândia (PR), depois de muitos anos ausente de Muzambinho onde nasceu e viveu sua primeira infância, nos visitou, trazendo uma alegria para nossa casa. Ele é casado com Daniela Kaphan e três filhos. Foram momentos alegres que passamos, visitando diversos lugares em Muzambinho, matando um pouco a saudade, pois o muzambinhense esteja onde estiver jamais esquece de sua santa terrinha.

VISITA AO LYCEU DE MUZAMBINHO – A convite das jovens Iara, Isabela, Iana, Letícia e da senhora Robênia Mara Ribeiro, que estiveram em nossa residência, comparecemos nas dependências do Lyceu de Muzambinho na tarde do dia 26 do corrente, quinta-feira, onde fomos mui bem recepcionados, e numa sala ampla, lotada com os alunos da 5ª Série da Professora Lara Bonelli, da cátedra de Português, passamos momentos agradabilíssimos contando nossos “causos”, tudo num ambiente alegre e descontraído. Como é bonito vermos jovens bonitas e sadias, sorrindo e querendo saber fatos folclóricos da cidade e da região, bem como conhecer a nossa gloriosa história. Estaremos sempre às ordens para não deixarmos cair no esquecimento as “estórias e causos” de nossos antepassados.

PRECISAMOS ACABAR DE VEZ COM “GUERRINHAS POLÍTICAS” – Muzambinho tem uma história muito triste no que concerne à política, pois em tempos imemoriais, as divergências atrasaram nossa cidade, dando prejuízos que até os dias de hoje são sentidos. No entanto, estamos notando que a Câmara de Vereadores atual, onde cinco vereadores são oposição ao governo Esquilo e quatro são favoráveis, alguns estão partindo para refregas de ordem pessoal, e não vemos com bons olhos tais atitudes. Somos a favor que antagonismos, ponto de vista, programas, tudo deve ser ventilado nas eleições, mas após o resultado, todos devemos apoiar os vencedores e pensar no bem estar da população e progresso da cidade. Infelizmente, tal não está acontecendo, mormente lendo a FR da edição passada. Será que voltaremos aos “maus” momentos de outrora? Que tal todos lutarem em prol de melhorias, ao invés de ficarem se acusando mutuamente? Ao invés de cinco “contra” e quatro “a favor”, que todos se unirem e apoiarem o Prefeito no que ele se propor para o bem e também no mesmo número serem contra algo que não estiver a contento? Chega de “picuinhas” que não levam a nada! Muzambinho é uma cidade sofrida, que já foi uma das grandes da região e hoje, por “briguinhas” partidárias e antagonismos por motivos pessoais está ficando em situação de atraso em relação à suas vizinhas, o que é lamentável. Que os eleitos para dirigirem os destinos da cidade, lembrem dos dizeres que eram colocados nas passagens da Cia. Mogiana de Estradas de Ferro: “Parem, olhem, escutem”, e quem sabe nossa cidade volte a ser o que foi outrora: “Atenas Sul Mineira”, e todos nós possamos viver em paz! É pedir muito?

BELÍSSIMA ENTREVISTA DO PREFEITO SÉRGIO ESQUILO NA RÁDIO RURAL – No dia 29 do corrente no programa de Vagner Alves, na Rádio Rural de Muzambinho, foi entrevistado o Prefeito Sérgio Paolielo (Esquilo) durante mais de hora, e como sempre ele foi direto, não fugiu a nenhuma pergunta, e demonstrou a todos nós a razão de ter sido eleito pela segunda vez como Chefe da Prefeitura. Seu dinamismo e amor à cidade e a todos nós que aqui vivemos é contagiante e nos enche de orgulho e satisfação, pois temos certeza que continuará firme nos últimos três anos e meio que lhes falta para cumprir o mandato e muitas realizações serão concretizadas. Temos certeza que nossa cidade está em boas mãos e ele cumprirá fielmente seu programa de governo. Muzambinho merece nosso amor e dedicação e somente pedimos à Câmara de Vereadores que permaneçam firmes, apoiando o que estiver certo e votar contra se algo estiver errado, mas sem jamais partir para confrontos de ordem partidária por mero antagonismo.

DIA 08 DE SETEMBRO: 60 ANOS DE CASAMENTO (BODAS DE DIAMANTE) – No próximo dia 08 de setembro, com a graça de Deus, Teresinha e eu, completaremos sessenta anos de casamento, e lembramos com saudade quando o Frei Rodrigo foi até a casa de nosso sogro Luiz Valério e realizou o nosso casamento na residência da Rua Tiradentes, pois, infelizmente, por questões de ordem religiosa (Teresinha católica e eu protestante) o enlace não foi realizado na Igreja, e por ai se vê quanto eram atrasados os dirigentes religiosos da época, colocando obstáculos por questões de menor importância. O casamento civil também foi efetuado no mesmo local tendo como Juiz de Paz, o Sr. Antônio Vilela. Os padrinhos de Teresinha foram o Sr. Alfredo Gonçalves e D. Hercília Siqueira Gonçalves, e os nossos Domingos Cerávolo e D. Olívia de Almeida Cerávolo, no religioso, e José Valério e Guiomar no Civil, e Luiz Carlos Fernandes e D. Hercília Rios Fernandes, respectivamente. Em seguida foi servida uma mesa de doces e bebidas, que ficou a cargo de Laura Martiniano, e tudo isso na mesma residência. São lembranças que jamais serão esquecidas. Por aí se pode verificar como era difícil um casamento de pessoas de religiões diferentes, e os Freis Franciscanos não permitiam que fossem realizados na Igreja, sendo que hoje, felizmente, tão abominável exigência acabou. Felizmente quando completamos Bodas de Ouro, o Padre Francisco dos Santos, em plena Igreja Matriz de Muzambinho, nos recepcionou e pudemos ser abençoados na presença de amigos e parentes, bem como na Igreja Presbiteriana Independente de Muzambinho, como Pastor Gervásio, fomos abençoados, e com isso aquela tristeza do passado foi refeita. Aproveitando, agradecemos a Deus por toda essa nossa jornada, dando-nos três filhos, uma outra adotiva, e nove netos e dois bisnetos. Adotamos aquele comentário bíblico: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”. Ninguém!

BELÍSSIMO DESFILE DE TRADIÇÕES DOS BONS TEMPOS – O domingo, dia 30 de agosto, foi festivo em Muzambinho, com um belíssimo desfile de carros-de-boi, charretes, cavaleiros e até montaria de touros, pelas principais vias da cidade, culminando com a Avenida Américo Luz que ficou “apinhada de gente”, e num ambiente alegre e descontraído. Muitas comitivas das cidades vizinhas se fizeram presentes, dando um maior brilho ao desfile. Diversas ruas da cidade foram percorridas, até o Parque do Peão. É Muzambinho mantendo as velhas tradições de nossos antepassados. Foi realmente uma manhã de gala, relembrando os bons tempos sonde o carro-de-boi era o número um nos transportes e o cavalo o meio de locomoção mais adequado. São os “velhos” tempos voltando e que jamais podem ser esquecidos.

A “TAPEAÇÃO” DOS 99 E 90 NO COMÉRCIO BRASILEIRO – Essa mania das firmas oferecerem seus produtos por 999 ou 9,99 e mesmo 9,90 é somente engodo para atrair clientes, pois não haverá nenhum troco possível, muito menos um centavo. Aparentemente parece uma grande oferta, no final é somente ilusão de ótica. Enfim, acredite quem quiser. Imaginem alguém fazer uma compra de 999 reais, será que vai receber um (1) real de troco? E o que valerá? É uma forma que transforma o cliente em idiota, e mais idiota ainda é quem acredita em tais ofertas. Enfim, estamos na época do “vale tudo”! O número nove nunca foi tão valorizado como agora!

PIADA DA SEMANA: CUIDADO COM OS MAUS ADVOGADOS (SEPARAÇÃO DE BENS) – Depois de passarem muitos anos sem se ver, dois amigos se reencontram por acaso no meio da rua. Assunto é o que não falta, e eles logo emendam uma conversa animada. Papo vai, papo vem, e um dos dois resolve comentar: Eu já me casei, já me separei... Já até terminei a dolorosa partilha dos bens! Curioso, o outro pergunta: E vocês têm filhos? Sim. O Juiz decidiu que as crianças ficariam com aquele que mais bens receber na divisão. Então elas moram com a mãe? Deve ser difícil ficar longe dos filhos, não é? Balançando a cabeça, o separado responde: Não, não, não... Ficaram com nosso advogado.