A Voz de Todos - Edição 947

Publicado em 07/08/2009 e atualizado em 07/08/2009 - vonzico - Ivon W. Vieira (Vonzico)

PENSAMENTO DA SEMANA – “É triste falhar na vida, porém mais triste ainda é não vencer.” (Roosevelt)
PRIMEIRO ENCONTRO DOS ACADÊMICOS DE MUZAMBINHO – Na noite do dia 1º de Agosto corrente foi realizada a primeira reunião dos membros da Academia Muzambinhense de Letras, no Salão Nobre da Casa da Cultura Dr. Lycurgo Leite, com a presença de todos os membros, incluindo o Presidente da Comissão de Fundação, Dr. Otonelson Eduardo Prado e membros José Sales de Magalhães Filho, Dr. José Roberto Del Valle Gaspar, D. Maria Antonieta Coimbra Campedelli, bem como os novos agraciados com o título de “Acadêmicos”: Amir Além Aquino, Ana Maria Alves Dias, Cristal Rodrigues Recchia, Estevão Bortolotti, Fabíola Pafume Durante dos Reis, Lúcia Cardoso Vieira Oliveira, Dr. Marco Antônio Vilas Boas, D. Maria Ignez Bócoli Martins, D. Maria de Lourdes Armelim Martins, Paulo Dipe, José Donizetti Otávio, Ivon Waldete Vieira, José Nário de Fátima dos Reis Rios, sendo que o Dr. Flávio Umberto Moura Schmidt, por motivos particulares não se fez presente. Após um comentário do Dr. Otonelson deu-se o início da reunião, onde diversos assuntos foram ventilados, inclusive em se fazer um Diploma ou um Pergaminho para cada um dos novos acadêmicos, como uma lembrança perene de tal acontecimento. Diversas pessoas usaram da palavra, sendo que a próxima reunião será no dia 15 de agosto, e as próximas de 30 em 30 dias, salvo algo importante que possa acontecer. Foi realmente uma reunião alegre e descontraída, onde pudemos manter contato com todos os presentes. É mais um fato importante, inclusive para se estudar um nome a dar à nova organização, e sugerimos o nome do ilustre cidadão que em priscas eras cognominou Muzambinho como a “Atenas Sul Mineira”, pelo seu grande potencial de cultura, o filósofo e professor Jackson de Figueiredo. Oportunamente será escolhido o patrono de nossa Academia. Foi realmente uma reunião profícua, onde D. Lourdes Martins com desprendimento e galhardia presidiu tal sessão.

ORIGEM DAS COMEMORAÇÕES DO “DIA DOS PAIS” – A idéia nasceu na antiga Babilônia há mais de quatro mil anos. Um jovem chamado Elmeau moldou e esculpiu em argila o primeiro cartão. Desejava sorte, saúde e longa vida a seu pai. Nos Estados Unidos, Sonora Luise resolveu criar o Dia dos Pais em 1909, motivada pela admiração que sentia por seu pai John Bruce Dodd. O interesse pela data difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington e daí se tornou uma festa nacional. Em 1972, o presidente americano Richard Nixon oficializou o Dia dos Pais. Naquele país, ele é comemorado no terceiro domingo de junho. Aqui no Brasil, é comemorado no segundo domingo de agosto. A criação da data é atribuída ao publicitário Silvio Bhering, em meados da década de 50. Este comentário está no livro “Guia dos Curiosos”, de autoria de Marcelo Duarte, que temos em nossa Biblioteca. Este ano o Dia dos Pais será comemorado no segundo domingo de Agosto, ou seja, no dia 09.

VOLTAMOS A INSISTIR: A PREFEITURA TEM FISCAL DE RUA? – A pergunta é pertinente, pois, os mini-jardins (dois primeiros) continuam em terra batida, as pedrinhas multicolores que forma os pisos internos da Av. Américo Luz que foram retiradas para se colocarem os postes das barraquinhas da festa não foram recolocadas, e nos lugares grandes buracos e pedrinhas soltas estão por todo o lado. Até que enfim cortaram as árvores podres e secas, mas não vão plantar outras nos locais? É uma boa pergunta. Se não tem fiscal que leve tais problemas à Administração que nomeiem um com urgência, e se tiver está falhando, o que é uma pena! Aguardamos notícias e que sejam alvissareiras. Muzambinho agradece!

ALÔ SECRETÁRIO DO TRÂNSITO: CASAS EM PERIGO – Não está havendo uma fiscalização mais rigorosa sobre caminhões e veículos de grande porte que circulam pela cidade. Nossa casa que fica numa esquina e é sólida, sente o impacto quando passam caminhões ou outros veículos de grande porte, muitos carregados, e o barulho é como se fosse um terremoto e tudo trepida. Muitos moradores de casas menores já nos procuraram reclamando de tal situação. Não seria melhor uma fiscalização mais rígida, proibindo a circulação de tais veículos em algumas ruas centrais, a fim de se evitar alguma catástrofe? Parece que estamos exagerando, mas é a pura verdade, e todos se assustam quando um caminhão carregado e até alguns tratores passam por nossas ruas, causando um impacto horrível. Não seria de bom alvitre uma proibição? Aguardamos notícias e providências antes que algo pior aconteça! O desrespeito continua e dia destes um caminhão carregado subiu a Rua Salatiel de Almeida, não dando a menor atenção à placa que diz ser proibido o trânsito de caminhões ou ônibus. Lamentável!

NOSSO CEMITÉRIO DIGNO DE NOSSOS ANSCESTRAIS – O cemitério de Muzambinho é um dos lugares mais bonitos da cidade, dando-nos conforto, quando perdemos nossos entes queridos. Parabéns ao Servinho pela limpeza. Visitamos o túmulo de nossos pais e notamos a beleza do lugar.

TRIBUTO A UM GRANDE HOMEM: WALDOMIRO VIEIRA – Os nossos leitores que nos desculpem, mas vamos tomar a liberdade de escrever sobre um grande homem em todos os sentidos, nosso pai Waldomiro Vieira, que neste dia 02 de agosto corrente faria 105 anos de idade. Foi homem com H maiúsculo, pois sendo motorista de praça ou “chaufer” como se dizia antigamente, construiu uma família com nossa mãe Noêmia, tendo doze filhos e todos com nível universitário, o que era muito difícil em sua época. Portanto, agora que iremos reverenciar o Dia dos Pais no dia nove de agosto, aproveitamos a oportunidade para homenageá-lo e por conseqüência todos os pais que vivem neste mundo afora, incluindo nossos dois filhos e irmãos que são progenitores, e porque não dizer, a nós mesmo que somos pai e avô. Que Deus na sua Onipotência abençoe todos os pais e que os filhos dêem um abraço carinhoso aos seus. Que saudade temos de nosso “velho” embora por diversas vezes tenhamos discutido e até umas “briguinhas”, mas tudo dentro de um respeito. A gente somente dá valor ao pai quando ele parte para a eternidade, o que é uma pena!

VOLTAMOS A INSISTIR: NOSSA AVENIDA ESTÁ “ABANDONADA”! – Como já cansamos de repetir, nossa Avenida Américo Luz é sem dúvida uma das mais belas da região, mas está praticamente abandonada, pois seus dois primeiros canteiros, a partir do Clube Recreativo, estão em terra batida, sem nenhuma grama ou flores. Muitas árvores estão sendo cortadas em razão de estarem mortas, e os tocos ficam expostos. Esperamos que a atual administração determine uma total recuperação, pois como já dissemos, é o nosso “cartão de visitas” e precisa ser bem cuidado, ou estamos errados? Como sabemos e confiamos no prefeito Esquilo, esperamos uma atitude sua na total recuperação de nosso principal logradouro.

ESQUILO, VOCÊ É A NOSSA ÚLTIMA ESPERANÇA –
Sabemos que o Prefeito Sérgio Cerávolo Paolielo é uma pessoa dinâmica, entusiasta, e com visão acima da média, razão pela qual pedimos que olhasse nossas avenidas e ruas, mormente as centrais, e estude uma forma de asfaltá-las, pois os tempos são outros e os paralelepípedos já tiveram seu tempo. Aguardamos notícias e providências! Paralelepípedos somente nas vias íngremes, ou estamos errados? Temos que seguir a evolução natural das coisas, sob pena de ficarmos tão atrás que perdemos o sentido do progresso, e como diz o velho ditado popular: “É pra frente que se anda!” E os momentos alegres devem ser lembrados e os tristes esquecidos!

“MILAGRE” EM MUZAMBINHO: TOCOS DE ÁRVORES NA AVENIDA –
Estão cortando as árvores velhas e mortas e deixando diversos tocos espalhados pela Avenida Dr. Américo Luz e consultamos um especialista e ele nos informou que o que se usa no mundo são tocos de árvores, e não as árvores propriamente ditas, pois todos são mais belos. Que pena, nossa Avenida uma das mais belas da região além de terem seus mini-jardins (?) “desgramados”, em terra batida tem uma série enorme de tocos de árvores. Será que é moda agora? É uma pena e já estamos cansados de escrever a respeito, o que é lamentável sob todos os aspectos. Onde andam os fiscais? E a administração não vê? Será que algum dia nossa principal artéria será tratada com carinho e como se deve? Como a esperança é a última...

PIADA DA SEMANA: MULHER RUIM NINGUÉM QUER – Em um disputado jogo de pôquer, o sujeito aposta todo o dinheiro que tem e perde. Convencido de que sua sorte vai mudar, ele aposta o carro e perde. Sem outros bens, ele não vê outra opção. Eu aposto a minha mulher! Os outros jogadores ficam espantados e seu melhor amigo desiste do jogo: Estou fora. O sujeito grita: Ah! Está com medo de perder, né? Eu não! Então, por que está fora? Estou com medo é de ganhar!