A Voz de Todos - Edição 1069

Publicado em 16/12/2011 - vonzico - Ivon W. Vieira (Vonzico)

PENSAMENTO DA SEMANA: “Não há vento favorável para quem não sabe para aonde vai”. (Sêneca)
ANO NOVO... VIDA NOVA? –
Todos os anos elevamos nosso pensamento no sentido que a passagem de um ano para o outro nos trará felicidades, grandes realizações, e uma centena de promessas alvissareiras, mas tudo não passa de ilusão, pois tudo será o mesmo, saldo se tivermos fé e confiança, e continuemos a trabalhar com afinco e dedicação, procurando sempre o melhor sem esmorecimentos e fé em Deus. Portanto, vamos receber o próximo ano com animo e bastante vontade e ai seremos vitoriosos e felizes.

E OS NOSSOS POLÍTICOS, COMO FORAM E COMO VÃO? – Devemos avaliar nossos políticos e ver o que fizeram em prol de nossa cidade, e também o que deixaram de realizar, para que possamos cobrar deles as suas promessas, por vezes mirabolantes, quando pleiteavam nossos votos. Devemos, também, cobrar nosso Prefeito as realizações que a cidade precisa. Nossa esperança é que o próximo ano seja profícuo no sentido de transformar nossa cidade num lugar bom para se viver e que tudo caminhe da melhor maneira possível. Devemos ficar de olho aberto com os Deputados que elegemos, bem como o Governador, Senadores, e até o Presidente. Vamos parar os bons para que tudo caminhe da melhor maneira possível. Chega de promessas vãs!

SERÁ QUE ALGUM DIA TEREMOS ASFALTO? – As principais vias de nossa cidade, Avenida Dr. Américo Luz, Rua Tiradentes e Praça Pedro de Alcântara Magalhães (Jardim), continuam com paralelepípedos, e aí vem aquela pergunta de muitos anos: Não está na hora de serem asfaltadas? Já imaginaram todas asfaltadas? Que beleza seria? Com a palavra o nosso Prefeito e Vereadores. Chega de picuinhas, brigas e discussões inúteis. Queremos ação e menos discursos. É pedir muito?

E OS ENFEITES DE NATAL? – Todos os anos nossas principais lojas e estabelecimentos comerciais colocam luzes e enfeites nas fachadas, e este ano parece, pelo menos até agora, nada está acontecendo! Aguardamos notícias a respeito, pois devemos manter nossas tradições e reverenciar a data do Natal e do Ano Novo! Vamos aguardar!

E AS TARDES ESPORTIVAS, ACABARAM DE VEZ? – Outrora, não muito distante, as tardes esportivas enchiam os campos, mas de uns tempos a esta parte, tudo passa em branco. Não temos mais futebol, nem na cidade nem nos bairros? Basquete, vôlei, tudo acabou de vez? Uma cidade com grandes estabelecimentos de ensino, parece não ter a cátedra de Educação Física, pois não vê nenhum movimento esportivo. Será que estamos fora da situação? Aguardamos noticia!

NOSSOS CLUBES “ESTÃO À MOSCAS”, NÃO FUNCIONAM MAIS? – Outrora a mocidade tinha onde se divertir nos fins de semana, com brincadeiras dançantes no Clube Recreativo, no Automóvel Clube, no Clube da Frente Negra, e na Associação Operária, mas de muitos anos à esta parte nada mais funciona? Será que tudo acabou de vez? “Muzambinho a Terra que tinha”? Todas as cidades procuram manter suas tradições, mas em Muzambinho tudo é ao contrário. A única coisa que continua, e muito ruim, são as picuinhas de ordem política que somente atrasam o progresso! Vamos dar uma guinada em tudo? Os políticos de hoje são fracos? Ou estamos errados? Temos uma Câmara bem construída, um Prefeito atuante, e asz Organizações Liberais? A mocidade muzambinhense e a sociedade num todo não tem o que fazer nos fins de semana, nos feriados e datas importantes. Será que tal marasmo vai continuar indefinidamente? Muzambinho sempre foi uma cidade que se destacava nas festividades, nas comemorações cívicas, mas tudo hoje passa em branco. O que está acontecendo? Com a palavra quem de direito!

E OS “SARAUS” DA ESCOLA AGROTÉCNICA, QUE SAUDADE! – Lembramos com saudade dos Saraus promovidos pela Escola Agrotécnica, onde um congraçamento se fazia presente, com reuniões literárias e almoços apetitosos. Será que teremos que viver sempre com o passado? Vamos dar uma guinada, e voltarmos no tempo? Alô diretores, professores e alunos, esperamos notícias e providências, ou estamos errados?

E AS EXPOSIÇÕES NO COLÉGIO SALATIEL, ACABARAM DE VEZ? – Há pouco tempo atrás, no saguão do Colégio Salatiel eram realizadas exposições diversas, e tudo parece que ficou no tempo. Em Muzambinho, infelizmente, tudo começa com entusiasmo e em poucos dias tudo é esquecido. Será que é “praga de alguém”? Os fins de semana são melancólicos e nada acontece de extraordinário. Vamos voltar aos bons tempos? Com a palavra quem de direito. Alô educadores, contamos com suas providências e atitudes!       

O QUE SALVA AINDA, SÃO OS RESTAURANTES! – O que ainda salva nos fins de semana em Muzambinho são nossos Restaurantes, onde podemos comer bem e rever amigos, pois caso contrário teríamos que ficar presos em nossas casas, ligados na TVs com seus repetidos quadros dominicais. Esperamos que tudo permaneça num crescimento razoável, pois chega de perdas! Esperamos que nossas autoridades municipais procurem algo como promover reuniões, palestras, festividades, pois Muzambinho merece o melhor, sempre!

E AS QUERMESSES, ACABARAM DE VEZ? – Os fins de semana, mormente em épocas religiosas, Barraquinhas eram aramadas, e as noites eram festivas, com música ao vivo, leilão de gado, de prendas, cantores, e tudo o mais, mas de uns tempos a esta parte tudo caiu no esquecimento, ou estamos errados? Aguardamos noticias!

AINDA TEMOS AQUELA ARENA PARA MONTARIA DE TOUROS E CAVALOS? – Que saudade quando íamos até a Arena, que ficava lotada todas as noites para assistirmos grandes cavaleiros, tentando domar animais, não só potros, mas também bois. Era uma festa, com grandes cantores sertanejos, e a Praça ficava lotada. O que aconteceu? Tudo passou num momento de mágica? Aguardamos notícias!

LEMBRAM DOS DESFILES DE ANIMAIS, CARROS ANTIGOS E RAINHAS? – Com saudade recordamos dos Desfiles Cívicos nas datas nacionais e municipais, onde nossa Avenida Dr. Américo Luz ficava apinhada de gente para assistir o Desfile de belos cavaleiros que vinham de longe para mostrar suas habilidades. Certa vez até automóveis antigos vieram de longe para abrilhantar as festividades. Belos cavalos de raça e até alguns pangarés davam sua graça! Será que estamos sendo muito saudosistas, ou tudo passou e não volta mais? Certa vez até um grande baile foi realizado na Escola Agrotécnica por ocasião da “visita do Muzambinhense ausente” e a cantora conterrânea Carminha Alegreti cantou alguns de seus sucessos. Como é bom revermos conterrâneos e amigos que estão residindo fora da cidade. Que tal alguém ou mesmo as autoridades municipais tomarem pulso e voltarem a patrocinar tais eventos? Muzambinho merece maior carinho e atenção, ou não? Aguardamos noticias e que sejam as melhores possíveis!

CURIOSIDADE FUTEBOLÍSTICA - No dia 21 de outubro de 1970, foi marcado o primeiro gol de goleiro no Brasil. O goleiro Ubirajara, do Flamengo do Rio de Janeiro, e partida contra o Madureira, que venceu a partida por 2x1. E daí por adiante muitos outros goleiros começaram a bater faltas e pênaltis, sendo que Rogério Ceni do São Paulo tornou-se um exímio cobrador.

PIADA DA SEMANA: EMPREGA DOMÉSTICA DE PRIMEIRA – A patroa flagra a empregada doméstica tomando um cálice de licor importado, caríssimo, e diz: Eu não gosto nada disso, Maria. Ah, dona Laura, responde a empregada: A senhora não sabe o que está perdendo!