A Voz de Todos - Edição 1062

Publicado em 28/10/2011 - vonzico - Ivon W. Vieira (Vonzico)

PENSAMENTO DA SEMANA: “Nem sempre o vencedor é aquele que leva os louros”. (Ditado popular).
TRABALHO: EM BUSCA DE NOVOS ARES – A juventude hoje anda meio atordoada, sem saber o que quer e o que fazer, e em razão disto existem locais apropriados para avaliar a capacidade de cada um, a fim de que possa ser escolhido um caminho, ou melhor, uma diretriz para que cada ser humano possa ser algo na vida, mormente fazendo aquilo que mais se adapte às suas condições. Temos exemplos de pessoas que por influencia dos pais ou de parentes que cursaram determinadas escolas, mas não se sentem bem e não são felizes. Portanto, devemos sempre procurar algo que realmente a pessoa gosta e sente-se feliz, e assim viverão em paz e progredirão. Conhecemos muitas pessoas que cursaram grandes estabelecimentos de ensino, formaram-se, mas se sentem como peixe fora d’água. Assim sendo, é mister que os pais ou mesmo professores conversem com os jovens, façam testes, para verem o que eles querem, e naturalmente farão o melhor. Conhecemos muitas pessoas frustradas, formadas até em alto nível, mas que se sentem infelizes, pois não se adaptam. Portanto, um lembrete aos pais, procurem conversar, fazer testes antes de colocarem seus filhos em Escolas ou mesmo Faculdades que nada tem em haver com eles. Hoje existem muitos testes vocacionais, e com isto todos sairão ganhando e felizes. Vamos experimentar? Não é que um pai médico, advogado, engenheiro, ou outra profissão que se seus filhos devem segui-los, a não ser que tenham vocação para tal. Vivemos novos tempos, ou não?

EM MUZAMBINHO, ESTAMOS BEM COM O “SETOR SAÚDE”! – Felizmente temos uma bela Santa Casa de Misericórdia, onde grandes profissionais ali trabalham, numa demonstração de carinho e determinação, o que coloca nossa cidade entre as primeiras da região, deixando a  população feliz e com garantia de um bom atendimento, geralmente na hora mais problemática para uma família. Tivemos a oportunidade de fazer uso da mesma, mormente na área de laboratório, e fomos realmente bem atendidos. Aliás, Muzambinho sempre teve bons enfermeiros, enfermeiras, médicos dedicados, e funcionários bem treinados, razão pela qual podemos ficar tranquilos nesta parte. De parabéns nossa Santa Casa de Misericórdia, que sempre foi e continua sendo uma referência na região.   

VAMOS INSISTIR ATÉ A EXAUSTÃO: ASFALTO JÁ! – Será que entra administração e sai, e nossas vias continuam com os famigerados PARALELEPÍPEDOS, provocando rachaduras nas casas quando automóveis e caminhões por elas transitam? Será que algum dia teremos uma administrador com visão futura, e nossa Avenida Dr. Américo Luz, Rua Tiradentes, Praça Pedro Alcântara Magalhães, e muitas esquinas, sejam recobertas com ASFALTO? Estamos até nos tornando enfadonhos em repetir tal assertiva quase que a todo momento, mas como dizia aquele velho adágio popular: “água mole tanto bate até que fura”. Quem sabe? Pode ser que um dia o nosso Prefeito acorde disposto e determine a respeito.

MUZAMBINHO SEMPRE FOI REFERÊNCIA, ISTO É...FOI! – Nossa cidade antigamente denominada “Atenas Sul Mineira”, ou “Atenas do Sul”, como dizem alguns historiadores, de uns tempos a esta parte está relegada a plano inferior, tornando-se uma cidade comum, sem perspectivas, o que muito nos entristece. O muzambinhense sempre teve orgulho em comentar sua origem, mas de uns tempos para cá, não é bem isto o que está acontecendo. Lembram do “doce de leite”? Do artesanato? Das tecelagens? Das Olarias? Do futebol e basquete? Das lindas rainhas do Azul e do Vermelho? E por falar nisso, acabaram os jogos do Colégio Salatiel? E os jogos entre Esparta e Atenas? Na Escola Agrotécnica não se pratica mais esportes, e o seu grande futebol de anos anteriores? Que saudade dos grandes jogadores da Escola Agrotécnica! E a Corrida de fim de ano? Lembram do Angu, do Edson Dino, Ivan Surdão, e muitos outros? Alguém já disse: “Muzambinho a terra que tinha”! Vamos dar uma guinada em tudo? Ainda temos a Escola de Educação Física? Não se fala mais nela!...

E AS FESTAS JUNINAS E DE FIM DE ANO, ACABARAM DE VEZ? – Lembram das barraquinhas defronte a Igreja Matriz e também defronte o Colégio Salatiel? Quem viveu aqueles áureos tempos, sente uma nostalgia e tristeza ao ver tudo caindo no esquecimento. Vamos voltar aos bons tempos? Com a palavra quem de direito! Não temos na Prefeitura uma Secretaria ou mesmo Departamento para tratar de tais assuntos? Lembram dos Saraus da Agrotécnica? Dos belos almoços lá? Vamos dar uma guinada de noventa graus em tudo, e voltar aos bons tempos? Uma cidade eminentemente estudantil, com belos Educandários em diversos níveis, não pode cair no marasmo que se encontra, ou estamos errados? Com a palavra quem de direito!

E A CASA DA CULTURA “DR. LYCURGO LEITE” AINDA FUNCIONA? – Temos uma bela Casa da Cultura, mas de uns tempos a esta parte nada se realiza lá. Que tal os responsáveis promoverem reuniões e inclusive incentivando grupos teatrais e afins? Muzambinho sempre se destacou na região, com grande escritores, atrizes e atores teatrais de nomeada, grandes poetas, cantores, mas parece que tudo está ficando num passado distante. Não temos uma Secretaria para tal fim? Se não tem deve ser criada imediatamente, pois nossa cidade merece sempre o melhor, ou não?

O QUE SALVA: “A FOLHA REGIONAL”! – Ainda bem que temos a “Folha Regional”, que semanalmente leva ao conhecimento da cidade e da região que ela abrange, as noticias de um modo geral, e reivindicações, procurando sempre manter viva na mente de todos que tudo pode ser melhorado , bastando a boa vontade de quem está na direção. Portanto, conterrâneos e vizinhos, não devemos jamais “deixar a peteca cair” e acreditar sempre em dias melhores e que nossas cidades progridam em todos os setores e que a amizade e o carinho entre todos seja um lema indispensável.

PIADA DA SEMANA: MULHER PELADA (NATURISTA) - A garota totalmente nua, entra em um bar e pede uísque. O barman  despeja a bebida em um copo e fica olhando fixamente para o corpo dela. A garota bebe o uísque, e o barman continua olhando fixo na jovem. Até que a moça não aguenta: o que foi? Nunca viu uma mulher pelada? Claro que sim, só estou curioso para saber de onde você vai tirar o dinheiro para pagar a bebida!