A Voz de Todos - Edição 1048

Publicado em 22/07/2011 - vonzico - Ivon W. Vieira (Vonzico)

PENSAMENTO DA SEMANA – “O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê oportunidade em cada dificuldade.” (Wiston Churchil)
REUNIÃO DE MEMBROS DA ACADEMIA MUZAMBINHENSE – Na noite do dia 16 do corrente, membros da Academia Muzambinhense de Letras, por convocação de sua presidente D. Maria de Lourdes Armelim Martins de Oliveira, foi realizada uma reunião rotineira, para comentários e ao tempo um congraçamento entre os pares, tendo comparecido, além da presidente, os seguintes acadêmicos: D. Zilda dos Reis Rios, João Batista da Silva, José Roberto Del Valle Gaspar, Estevão Bortolotti, Othonelson Eduardo Prado, Américo Carnevalli e também onde passamos momentos agradabilíssimos e tomando conhecimento de algumas explanações da direção. Após, nos foi servida uma mesa com guloseimas. Esperamos que tais reuniões se tornem mais rotineiras, para que possamos trocar idéias, sempre no intuito de elevar ainda mais o nível cultural de nossa querida “Atenas Sul Mineira” ou “Atenas do Sul de Minas” como dizem alguns autores.

VISITANTES ILUSTRES E QUERIDOS – O fim de semana em nossa casa foi de pura alegria, pois recebemos advindos de São Paulo, nossa filha Iara Lúcia, a neta Victória e sua amiga de escola Bianca, e também o sobrinho Júlio César, sua esposa Rosana, pois receber pessoas gratas é uma herança que recebemos de nossos pais, pois nossa casa era sempre lotada de amigos e parentes, e nossa mãe Noêmia os recebia com alegria e prazer, mormente nos fins de semana e feriado. É muito bom termos condições de receber pessoas que nos visitam, principalmente amigos de nossos filhos.

FUTEBOL BRASILEIRO MUITO FRACO: JOGADORES “MEIA BOCA” – Quem teve a oportunidade de assistir jogos de nossa seleção em outros tempos, fica hoje triste e apreensivo, pois os jogadores de hoje são medíocres, não tendo nenhum que possa dar um destaque maior. Empatar com Paraguai, nosso freguês de outros tempos, é o “fim da picada” como diziam os mais antigos. Já pensaram quando tivermos de enfrentar argentinos, alemães, italianos e outras seleções de maior destaque? Vamos aguardar! Também o nosso técnico é muito fraco, o Mano Menezes. Se não fizeram uma troca geral, vamos fazer feio na próxima Copa do Mundo, é só esperar para ver!

AS RUAS CONTINUAM ESBURACADAS E OS PASSEIOS TAMBÉM – Entra prefeito, sai prefeito, e tudo continua na mesma no que concerne a calçadas (passeios), mormente no centro da cidade, com buracos e desnivelamento total. Não existe uma lei que obriga o proprietário a consertar a sua calçada? Que tal a Prefeitura fazer e colocar junto ao imposto, e somente assim teremos lugares bonitos e normais. Nossa Avenida Américo Luz, a mais bela da região, está em “petição de miséria” como costumavam dizer os nossos antepassados. Não existe na Prefeitura um fiscal para levar ao conhecimento do Prefeito tais aberrações? Aguardamos notícias e que sejam alvissareiras. É pedir muito?

PELO MENOS NOSSAS ESTRADAS ESTÃO BEM – Boas notícias foram publicadas na edição anterior no que concerne à conservação de estradas, bem como a compra pela Prefeitura de dois novos caminhões. Esperamos que sejam usados em todas as estradas vicinais do município para que os fazendeiros e sitiantes possam realmente transportar seus produtos até os locais necessários para escoamento da produção. Como dizia o ex-presidente Washington Luiz, “que governar bem é abrir estradas”, pois em tempos imemoriais tínhamos alguns “caminhos” e hoje, felizmente temos belas rodovias, mas precisam ser conservadas, ou estamos errados?    

NOSSOS CAUSOS ESTÃO SENDO BEM ACEITOS – Conforme já tivemos oportunidade de comentar em edições anteriores, no próximo mês de setembro, iremos à São Paulo, novamente, pois fomos convidados para contar nossos “causos”, numa festividade programada na Escola de nossa neta, como aliás, já o fizemos uma vez e parece que gostaram, razão do novo convite. Aproveitando a oportunidade, até o fim deste ano pretendemos editar um novo livro, com pelo menos umas cem novas “estórias” de nossos antepassados, cujas aventuras não podem cair no esquecimento, pois as “assombrações” estão relegadas a plano inferior, e em nossa infância e juventude eram notícias diárias, e ninguém ficava na rua após as 21 horas, e durante a quaresma então, as “mulas sem cabeça”, “lobisomem” e “saci-pererê”, não deixavam nenhuma criança dormir sozinha. Bons tempos aqueles!

E OS SARAUS DA ESCOLA AGROTÉCNICA ACABARAM DE VEZ? – Estamos com saudade dos famosos saraus que eram realizados em nossa Escola Agrotécnica, com apresentação de cantos, teatro, declamações, e uma série enorme de atividades. Não podemos deixar cair no esquecimento tais solenidades. Com a palavra a diretoria e os alunos. Lá não existe um Grêmio? E aproveitando a oportunidade: e a fanfarra acabou de vez? Que era uma beleza, não há a menor dúvida, quando os alunos garbosos “batiam os tambores” e desfilavam com garbo. Aguardemos notícias!

E POR FALAR EM FANFARRA: DO COLÉGIO SALATIEL TAMBÉM ACABOU? – A Fanfarra do Colégio Salatiel também era uma beleza e durante os desfiles, nos deixaram alegres e felizes, pois os alunos desfilavam com garbo e os acordes da fanfarra rebibombavam por todos os quadrantes da cidade. Será que tudo caiu no esquecimento? Seremos nós uns saudosistas natos? Com a palavra os responsáveis! Chega de perdas! Vamos ressurgir das cinzas como diziam os gregos de antanho? Aguardamos notícias e de preferência que sejam boas!

MAIS DOIS CAMINHÕES TAMBÉM, PARABÉNS! – Além de dois novos ônibus para transporte de alunos da zona rural, a atual administração, capitaneada pelo Esquilo (Sérgio Paoliello) e sua equipe, foram adquiridos também dois novos caminhões, conforme publicação na FR, o que é realmente uma ótima notícia, mostrando que a atual direção de nossa cidade está mostrando a que veio, isto é, com dinamismo e vontade de elevar o nível de vida de todos nós. Parabéns efusivos, pois Muzambinho merece o carinho e o amor de todos nós.

MUZAMBINHO É REALMENTE UMA CIDADE ESTUDANTIL – Nossa cidade sempre se primou no que se refere à educação, pois desde os primórdios de sua existência, grandes estabelecimentos de ensino foram destaque em nossa história. Atualmente o Colégio Comercial “Dr. José Januário de Magalhães”, numa noite de gala, conforme publicação na FR, formou novos técnicos em contabilidade e administração, numa demonstração do alto grau de ensino superior. Parabéns a todos os formandos e à direção de um modo geral. Muzambinho sempre foi a Meca do Ensino na região e felizmente, continua no mesmo diapasão, isto é, com grandes estabelecimentos de ensino, relembrando os tempos imemoriais que era chamada de “Atenas do Sul Minas”. Eta Muzambinho danada!

OUTRO ESTABELECIMENTO DE DESTAQUE: COLÉGIO LYCEU FAET – Para não perder o pique temos também com destaque em nossa cidade, o Lyceu FAET que a cada dia se destaca entre os melhores, mostrando a todos a pujança de nossa cidade no setor educação, e na edição anterior da FR foi dado destaque a alunos oriundos do Lyceu que prestaram vestibular em diversas faculdades e foram aprovados com distinção. É Muzambinho, como sempre, sendo destaque no que concerne ao estudo em geral. Parabéns aos diretores e professores.