A Voz de Todos - Edição 1046

Publicado em 08/07/2011 - vonzico - Ivon W. Vieira (Vonzico)

PENSAMENTO DA SEMANA – “Como estiveveres, Deus te guarde; como pensas, Deus te use; onde te encontres, Deus te ilumine; Com quem estejas, Deus te guie; No que fizerdes, Deus te ampare; e em todos os seus passos, Deus te abençoe!
MUZAMBINHO, TERRA ABENÇOADA POR DEUS! – Desde os primórdios de sua existência, quando o fazendeiro Pedro de Alcântara Magalhães, estava à procura de terras para formar sua fazenda, lá pelos idos do século passado, que num dia de São José, que por sinal tornou-se seu padroeiro, quando o crepúsculo vespertino se descortinava no horizonte, eis que num lampejo divino, resolveu descansar e após um sono reparador, lhe veio a idéia de comprar terra naquelas paragens, e após algum tempo tudo foi se modificando, e o lugarejo tornou-se um povoado, mais tarde Vila, até que com o crescimento vertiginoso tornou-se a nossa MOCAMBINHO, que com o tempo o nome foi mudando com a pronúncia de muitas etnias, e para que soasse melhor veio a ser a nossa queria MUZAMBINHO, cidade de glórias mil e de pioneiros que engrandecem sobremaneira sua história, e nós dá um orgulho sem dimensões aquilatáveis, ultrapassando os anais de Minas Gerais e do Brasil num todo. Quem tem a oportunidade de folhear os compêndios sobre a cidade, nota-se de início o valor inconteste de seus fundadores, forasteiros de todos os quadrantes da terra, tais como sírios, libaneses e em sua maioria italianos, que mesclando com os portugueses, negros e nativos, formaram uma cidade cuja história ultrapassa os anais do Brasil. Portanto, todos nós, nascidos aqui ou quem aqui vive, devem-se orgulhar da cidade e num diapasão de fraternidade e amor, vivamos sempre com o pensamento voltado à paz, alegria e em uníssono trabalharmos para o engrandecimento do município e de todos nós que por estas paragens vivemos. É pedir muito? Um povo ordeiro, trabalhador, ciente de suas responsabilidades pessoais, familiares e de amor à terra, pode e deve viver em paz pensando sempre no bom viver com seus semelhantes e tudo fazer para que a cidade e todo o município cresça em paz e cordialidade entre todos. Eta Muzambinho danada e querida!

NOSSOS EDUCANDÁRIOS NÃO TÊM AULAS DE GINÁSTICA OU ESPORTES? – Temos grandes estabelecimentos de ensino, desde o primário, secundário e finais, mas estamos notando que a parte atlética dos alunos, parece-nos que está relegada a plano inferior, pois tínhamos jogos, disputas de atletismo, com destaque para o Vôlei, Basquete, Futebol, Corridas e hoje não se vê e nem se ouve comentários sobre o assunto. Estamos errados? Não é prioridade Educação Física, como outrora? Muzambinho sempre foi destaque na região, e quiçá no Brasil, uma terra de grandes esportistas, mas de um tempo a esta parte, tudo caiu no ostracismo, ou estamos mal informados? Com a palavra quem de direito! Até a Corrida de São Silvestre, no último dia do ano que era famosa, caiu no esquecimento. Que pena!

MUITOS DIZEM QUE VIVEMOS NO PASSADO... MAS! – Quando o passado é glorioso, jamais deve ser esquecido, e nossa querida Muzambinho, conforme consta nos anais de sua linda história, sempre foi destaque entre suas vizinhas, não só na parte educacional desde os primórdios do Lyceu, do Ginásio Mineiro, da Escola Normal, do Patronato Agrícola e hoje da Escola Agrotécnica, Comercial, mas nota-se, infelizmente, que tudo está ficando para trás, e nada mais acontece de extraordinário e a mocidade fica à mercê do imponderável, sem destino e sem saber o que fazer. Vamos pensar e agir, naturalmente partindo das autoridades que dirigem não só a cidade, mas também dos estabelecimentos educacionais? Lembram das disputas do “Azul e Vermelho”, “Atenas e Esparta”, da escolha de rainhas? Dos desfiles de cavaleiros, carroças e carros-de-bois? E as quermesses defronte a igreja? Alguém certa vez escreveu: “Muzambinho, a Terra que Tinha”, e infelizmente tal premissa está se tornando realidade, lamentavelmente! Aguardamos providências de quem de direito. Lembram dos saraus e bailes da Escola Agrotécnica? Como dizem os mais afoitos: “Vamos dar uma chacoalhada na cidade?”

E A NOSSA JUVENTUDE PARA ONDE VAI? – Outrora tínhamos o Automóvel Clube, o Clube Recreativo, a Associação Operária e a Frente Negra, onde os jovens e até os adultos tinham um lugar para se reunirem, organizarem festas de formatura, bailes, brincadeiras dançantes aos domingos, mas hoje tudo está “FECHADO” e os prédios quase que em total abandono! Que dá saudade de nossa juventude, não há a menor dúvida e hoje os jovens não tem para onde irem nos fins de semana e o que acontece? Não precisamos comentar, pois todos já sabem, infelizmente. Que dá uma saudade de nossa juventude, não há menor dúvida. Felizmente, ainda temos o carnaval, pois até os rodeios ficaram no esquecimento! Com a palavra quem de direito!

CURIOSIDADE DO FUTEBOL – Em 1970, foi marcado o primeiro gol de goleiro no Brasil. O autor foi Ubirajara, do Flamengo, em partida contra o Madureira, que venceu a partida por 2 as 1 no Rio de Janeiro. Houve até uma celeuma, pois muitos diziam que o gol não valia, mas consultado a FIFA, ficou esclarecido que o gol era válido, e depois muitos outros goleiros começaram inclusive bater faltas e pênaltis. Rogério Ceni, goleiro do São Paulo FC é um exímio cobrador de faltas. Somente não vale gol com a ajuda das mãos ou braços, o que é lógico, mas com os pés e de cabeça, tudo bem. É como diz o ditado, tudo tem a primeira vez!

SERÁ QUE ALGUM DIA UM PREFEITO ASFALTARÁ NOSSA AVENIDA? – Nossa Avenida Dr. Américo Luz, é sem dúvida uma as mais lindas da região, mas o seu calçamento de PARALELEPÍPEDOS (coisa ultrapassada) a transforma num leito de altos e baixos, trepidante, causando rachaduras nas casas, e fazendo um barulho horrível quando algum automóvel ou caminhão por ela transita. Será que não é hora de um estudo para que seja asfaltada? Temos a impressão que seria uma das mais belas da região, mudando por completo o visual do centro de Muzambinho. Muitos dirão que as “pedras de granito rosa” são tradicionais e retrucamos “quem vive de passado é museu”, ou estamos errados? Devemos avançar conforme o progresso exige, e o tempo das pedras já passou! Foi realmente um grande passo quando o calçamento foi feito sobre a terra batida, mas precisamos evoluir sob pena que “quando acordamos”, nossas vizinhas estejam tão em frente, que jamais a alcançaremos. Precisamos fazer como lavradores: “tempo de arar a terra, tempo para adubar, tempo para semear e tempo para colher”. Não podemos antecipar, mas continuar evoluindo sempre. O passado é bonito para ser reverenciado, mas o futuro é para progredir, ou estamos errados?

PIADA DA SEMANA : CONFUSÃO DE MÁQUINAS – Um jovem executivo se prepara para ir embora do escritório quando vê o presidente da firma em frente à máquina de picotar papéis com um documento na mão. O presidente diz: Por favor, esse documento é muito importante e minha secretária já foi embora. Você sabe como funciona essa máquina? Lógico! Então me ajude, por favor. O rapaz liga a máquina, enfia o documento e aperta um botão. O presidente agradece: Excelente, muito obrigado. Não por isso. Eu preciso só de uma cópia! (???).

SEGUNDA PIADA: SELEÇÃO DE FUTEBOL DO BRASIL – A Seleção de Futebol atual do Brasil, somente como piada, pois está horrível e até a Venezuela onde se joga beisebol, não conseguimos vencer. Vamos dar vexame com times mais fortes, como Argentina e Uruguai. É aguardar!