Saúde e Serviços Públicos retiram 35 toneladas de lixo e entulho da Zona Leste de Poços

Publicado em 19/02/2020 - saude - Da Redação

Saúde e Serviços Públicos retiram 35 toneladas de lixo e entulho da Zona Leste de Poços

Foi um final de semana de muito trabalho para os agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde e para os servidores da Secretaria Municipal de Serviços Públicos. Programado para o sábado, 15, o mutirão de limpeza teve que ser estendido também para o domingo, 16, tamanho o volume de lixo, entulho, móveis e eletrodomésticos retirados. A ação foi concentrada em três bairros da região Leste: Chácara Alvorada, Dom Bosco e Estância São José. “Foram 12 caminhões e mais as caminhonetinhas, o que totalizou 35 toneladas. Sem dúvidas esta quantidade surpreendeu a todos nós, tanto que precisamos retornar no domingo pela manhã, para buscar o que não conseguimos levar no sábado”, comentou a agente de endemias e supervisora do Controle da Dengue, Márcia Helena Geremias de Paula. Os secretários de Saúde Carlos Mosconi e Flávio Togni de Lima e Silva estiveram com as equipes na manhã do sábado, 15, durante concentração realizada na Escola Estadual Doutor Edmundo Gouvêa Cardillo. “Pela disposição, pelo empenho e pelo comprometimento, essa equipe merece todo o nosso reconhecimento. Sabemos que não é um trabalho fácil e que é essencial para a saúde de todos”, comentou Togni. “Esse setor de prevenção das arboviroses é muito atuante, sempre promovendo ações desta natureza. É fundamental que a população se conscientize e também cuide de seus quintais e também evite jogar lixo em locais inapropriados. É com a participação de todos que este trabalho se torna ainda mais efetivo”, complementou Mosconi. O coordenador da Divisão de Zeladoria da Região Leste, Jonei Eiras, também esteve presente.

Ações contra o Aedes

Durante o mês, ações educativas já foram realizadas nos bairros Bandeirantes, Centenário e São José, além de um mini mutirão na zona Sul que retirou 8 caminhões de lixo e entulho. Todas estas medidas, somadas à intensificação do trabalho de campo já constantemente realizado, fazem parte do enfrentamento ao Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika e chikungunya. O período é de alerta, porque reúne condições climáticas para a proliferação do mosquito: chuva e altas temperaturas. No Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti, o LIRAa, realizado na segunda quinzena de janeiro, os agentes de endemias visitaram 3.402 pontos, entre imóveis, terrenos e áreas públicas. 83 focos foram encontrados, o que representa 2,4% de Índice de Infestação Predial, considerado médio risco pela escala do Ministério da Saúde.

Telefones Úteis contra o Aedes

Denúncias ou casos que mereçam a visita dos agentes de endemias podem ser registrados na Ouvidoria Municipal de Saúde, pelo 0800-283-0324, atendimento com ligação gratuita, de segunda a sexta, das 8h às 17h. O contato também pode ser feito pelo telefone da Vigilância Ambiental: 3697-5977. Importante lembrar que os agentes trabalham identificados com uniforme e/ou colete e também portam crachá. Reclamações de terreno sujo são no 3697-2072. Já o cata treco para o recolhimento de móveis e eletrodomésticos pode ser agendado pelo 3697-2073, para moradores das regiões oeste e central; pelo 3697-2319 para a zona Sul e pelo 3697-2188, para a zona Leste.