Prefeitura implanta farmácia solidária em Guaxupé

Publicado em 17/07/2019 - saude - Da Redação

Prefeitura implanta farmácia solidária em Guaxupé

Nesta semana a Prefeitura de Guaxupé, através da Secretaria Municipal de Saúde, implantou em todas as Unidades de Saúde e nas duas Farmácias Municipais o Programa “Farmácia Solidária” para que possa ser feita a captação não onerosa e a dispensação de medicamentos, que não estão sendo mais utilizados pela população. Essa medicação, após recolhida, passará por uma triagem por farmacêuticos e profissionais da Saúde e aquelas que estiverem dentro do prazo de validade e em condições de uso, distribuídas na Farmácia Municipal. Já aquelas vencidas ou violadas serão recolhidas por uma empresa especialista em destinação de resíduos de serviços de Saúde.

O Programa Farmácia Solidária é mais um passo importante dado pelo Governo Municipal, visando a promoção integral da saúde e do uso racional de medicamentos: “Muitas pessoas tem aquele medicamento em casa que não está mais utilizando. Mas certamente aqui na cidade temos outras pessoas que precisam desta medicação. Então criamos o Farmácia Solidária para que quem puder e não estiver mais fazendo uso, que doe ao Município, e assim, o medicamento será repassado pelo farmacêutico para quem realmente está necessitando”, explicou o prefeito Jarbinhas.

De acordo com a Secretária de Saúde, Daniela Bettelli, o uso racional de medicamentos é linha prioritária de ação da Secretaria Municipal de Saúde e visa garantir o acesso, a segurança e a eficácia dos medicamentos prescritos nas Unidades de Saúde: “Quantos de nós deixamos algumas caixas de medicamentos no armário de casa e passado muito tempo, passamos por algum problema de saúde e recorremos a estes medicamentos que estão guardados. Isso é um perigo! Pois podem estar vencidos e até mesmo a automedicação, sem a prescrição médica, pode gerar outros graves problemas de saúde. Então o mais correto é utilizar a medicação conforme o médico orientou e o que restou, trazer para a Farmácia Solidária”, disse.