“Poços curte em casa”: 27 horas de programação, 84 artistas e 38 conteúdos artísticos na primeira etapa

Publicado em 14/08/2020 - regiao - Da Redação

“Poços curte em casa”: 27 horas de programação, 84 artistas e 38 conteúdos artísticos na primeira etapa

A programação da primeira etapa do festival cultural online “Poços curte em casa” se encerrou no domingo, 9 de agosto. Desde o início do festival, em 18 de julho, foram quase 27 horas de programação, nas mais variadas linguagens artísticas.

O objetivo da iniciativa é permitir a realização de ações culturais que promovam a produção artística de Poços de Caldas, movimentando a cadeia produtiva da cultura durante a pandemia do novo coronavírus e, ao mesmo tempo, oferecer conteúdo artístico de qualidade à população, com produtos culturais disponibilizados em formatos digitais, virtuais e remotos, respeitando o distanciamento físico.

Foram 38 conteúdos artísticos postados nos canais de comunicação criados especialmente para o festival “Poços curte em casa”, sendo 21 apresentações musicais, dois documentários, três apresentações de dança, quatro conteúdos voltados para o público infantil, três apresentações teatrais, duas galerias virtuais disponibilizadas, um debate, um conteúdo de artes integradas e um espetáculo circense.

“Avaliamos positivamente essa primeira etapa do festival Poços curte em casa, tanto na participação dos artistas locais, gerando renda e movimentando a cadeia produtiva da cultura, como na diversidade e qualidade da programação oferecida ao público”, destaca o secretário municipal de Cultura, Ricardo Fonseca.

Das 42 propostas aprovadas na primeira etapa do edital de Ações Culturais Emergenciais – Poços curte em casa, 38 foram executadas, com a participação de 84 artistas no total. Desses, 32 são mulheres (17 brancas, 6 pretas, 5 pardas e 4 não se autodeclararam) e 51 artistas são homens (sendo 28 brancos, 9 pretos, 10 pardos e 4 não se autodeclararam), além de uma artista de diferente identidade de gênero, conforme consta em edital.

Festival online
Os canais de divulgação do festival na internet estrearam em 10 de julho. Em um mês de programação, foram mais de 6,1 k de visualizações, com 462 inscritos no Youtube, 33 vídeos postados, sendo cinco “lives” e 28 conteúdos audiovisuais gravados, que geraram 1,2 k de curtidas e 293 comentários.

Já na rede social “Facebook”, foram 66 publicações, com mais de 9 mil pessoas alcançadas, 363 curtidas e 417 seguidores na página “Poços curte em casa”. No Facebook, foram três transmissões ao vivo, com 4.251 “views”, 150 comentários e 106 curtidas. No Instagram, foram 1.208 curtidas, 643 seguidores, 56 posts e 89 comentários.

A responsável pela criação de toda a identidade visual do festival “Poços curte em casa” é a estagiária de Publicidade da Secretaria Municipal de Cultura, Pâmela Frison. “Tem sido muito gratificante poder colocar em prática os conhecimentos adquiridos na universidade e, ao mesmo tempo, trabalhar com os fazedores de cultura de Poços de Caldas. Agora, já estamos na etapa de criação visual da segunda etapa”, ressalta a estagiária, que está no 4º período do curso de Comunicação Visual, Publicidade e Propaganda da PUC Minas. Pâmela Frison também atua como social media do festival “Poços curte em casa”.A programação da primeira etapa do festival cultural online “Poços curte em casa” se encerrou no último domingo, 9 de agosto. Desde o início do festival, em 18 de julho, foram quase 27 horas de programação, nas mais variadas linguagens artísticas.

O objetivo da iniciativa é permitir a realização de ações culturais que promovam a produção artística de Poços de Caldas, movimentando a cadeia produtiva da cultura durante a pandemia do novo coronavírus e, ao mesmo tempo, oferecer conteúdo artístico de qualidade à população, com produtos culturais disponibilizados em formatos digitais, virtuais e remotos, respeitando o distanciamento físico.

Foram 38 conteúdos artísticos postados nos canais de comunicação criados especialmente para o festival “Poços curte em casa”, sendo 21 apresentações musicais, dois documentários, três apresentações de dança, quatro conteúdos voltados para o público infantil, três apresentações teatrais, duas galerias virtuais disponibilizadas, um debate, um conteúdo de artes integradas e um espetáculo circense.

“Avaliamos positivamente essa primeira etapa do festival Poços curte em casa, tanto na participação dos artistas locais, gerando renda e movimentando a cadeia produtiva da cultura, como na diversidade e qualidade da programação oferecida ao público”, destaca o secretário municipal de Cultura, Ricardo Fonseca.

Das 42 propostas aprovadas na primeira etapa do edital de Ações Culturais Emergenciais – Poços curte em casa, 38 foram executadas, com a participação de 84 artistas no total. Desses, 32 são mulheres (17 brancas, 6 pretas, 5 pardas e 4 não se autodeclararam) e 51 artistas são homens (sendo 28 brancos, 9 pretos, 10 pardos e 4 não se autodeclararam), além de uma artista de diferente identidade de gênero, conforme consta em edital.

Festival online
Os canais de divulgação do festival na internet estrearam em 10 de julho. Em um mês de programação, foram mais de 6,1 k de visualizações, com 462 inscritos no Youtube, 33 vídeos postados, sendo cinco “lives” e 28 conteúdos audiovisuais gravados, que geraram 1,2 k de curtidas e 293 comentários.

Já na rede social “Facebook”, foram 66 publicações, com mais de 9 mil pessoas alcançadas, 363 curtidas e 417 seguidores na página “Poços curte em casa”. No Facebook, foram três transmissões ao vivo, com 4.251 “views”, 150 comentários e 106 curtidas. No Instagram, foram 1.208 curtidas, 643 seguidores, 56 posts e 89 comentários.

A responsável pela criação de toda a identidade visual do festival “Poços curte em casa” é a estagiária de Publicidade da Secretaria Municipal de Cultura, Pâmela Frison. “Tem sido muito gratificante poder colocar em prática os conhecimentos adquiridos na universidade e, ao mesmo tempo, trabalhar com os fazedores de cultura de Poços de Caldas. Agora, já estamos na etapa de criação visual da segunda etapa”, ressalta a estagiária, que está no 4º período do curso de Comunicação Visual, Publicidade e Propaganda da PUC Minas. Pâmela Frison também atua como social media do festival “Poços curte em casa”.


ASCOM