POR CAUSA de você

Publicado em 05/11/2018 - ponto-de-vista - Da Redação

POR CAUSA de você

Faço tudo, e mais alguma coisa, por você – por causa de você. Faço, não faço, eis a questão: por causa de você. Isto é de agora e sempre e em muitas fases de minha vida: jovem caminhando, mesmo sem saber ainda o que queria da vida. Já adulto, mais decidido do que querer seguir, numa trajetória, agora juntos. Idoso, mas com muita vontade de prosseguir e fazer muito mais... Por causa de você, invento qualquer coisa, que valha a pena. Assim, de coisas simples, para evitar que a tristeza apareça e tome conta, como estar em nossa casa, acostumados que somos com as nossas coisas, nossas manias... Cuidar das rosas sem espinhos, colhidas no nosso jardim e espalhadas, ornamentando os espaços já habituais, sorrindo e cantando, por causa de você. Somos a vida de sonhos bons, aqui comigo não há mundo mau! Isso tudo, se somado, é amor?! Ah, então somos o amor de toda a vida e, porquanto, ainda temos pela frente, sem falar em tempo, para quê? Não choro o que já foi. Abraço o hoje simplesmente e vamos para lá, pra frente sempre. De novo, de volta ao Arraial Novo, Jacuí, Ipatinga e Belo Horizonte, em Minas; Ribeirão Preto, em São Paulo, ao Brasil, ao Japão: “paro tudo por causa de você”. E pronto!

Fernando de Miranda Jorge

Acadêmico Correspondente da APC

Jacuí/MG – e-mail: [email protected]