COMPASSO de espera

Publicado em 06/09/2017 - ponto-de-vista - Da Redação

COMPASSO de espera

Já viram isto? Já ouviram ou passaram por esperas? Em tudo o que fazemos e vivenciamos, esperamos. É expressão popular - tempo em que se espera que algo aconteça. Já faz parte de nossa rotina. Quem espera sempre alcança, mesma que a espera seja longa. Será? Aqui, aí, ou ali, sempre esperando. Em se tratando de relacionamento, se o amor for grande, a espera não será eterna... Em outras situações, sei lá... Hoje, não temos mais tanta paciência para esperar; mesmo sabendo, será sempre um aprendizado, nunca um tempo perdido. Quantas vezes estamos esperando algo e, nos pensamentos, resolvendo coisas, deixando em dia nossa agenda diária, quem sabe até em conversas fortuitas, em filas de bancos com pessoas, colocando a prosa em dia, marcando encontros e combinando viagens e lazeres. Viram? A espera não é tão ruim assim, apesar de estarmos cansados de saber que o pior golpe vem de onde menos se espera. É! “Nem sempre o sol “volta amanhã”... Mas é preciso esperar por ele depois de amanhã e depois”. E depois de amanhã. A vida não é fácil, porém para quem desiste é impossível. Sempre haverá a espera. Não se iludam. Nunca terminará. A espera faz-me sentir alvissareiro para o futuro. Tenho certeza absoluta: o sol voltará a brilhar! Amanhã.

Fernando de Miranda Jorge - Acadêmico Correspondente da APC /Jacuí/MG – e-mail: [email protected]