Bom dia, está na hora.

Publicado em 23/05/2017 - ponto-de-vista - Da Redação

Bom dia, está na hora.

Alô, só para dizer que já estou acordado e não precisa se preocupar em me chamar. Complicado este negócio de marcar hora, antecipado então, só para preocupar e não dormir direito. Eu sou comprometido com horário. Marcou, estou lá. Mas, à noite, tenho medo de não acordar na hora certa. Se vier me buscar, preocupo-me de o amigo chegar e eu não estar pronto. É um desastre! Tenho medo de perder compromisso marcado. Como fazer? Então, ajeito o relógio despertador. Não satisfeito, ressabiado, acerto o Celular. E, ainda assim, fico conferindo se eles estão mesmo programados. Mesmo parecendo confiante, acordo sempre antes de eles despertarem. Melhor mesmo é aquele jeito: bom, que horas vamos sair? A hora que acordarmos. Tudo bem? Tudo bem nada. E a demora em aprontar, preparar os “precisos”. É assim mesmo. Por que você está achando que é fácil? E quando antes tem que passar ali, por ali, por lá, encomendas, esperas... Puxa, melhor é ficar em casa. Acha que não tem solução? Sabe como gosto de sair? No imprevisto... Sem hora... Vamos embora agora? Sim, embora agora! E vamos nós por aí afora. Hoje é amanhã, vovô? Vamos agora. A professora disse para não atrasar. Vamos, vovô! Sim... Sim... Camila!

Fernando de Miranda Jorge
Acadêmico Correspondente da APC
Jacuí/MG – E-mail: [email protected]