Cássio Soares cobra "Plano B" para superar a crise em Minas Gerais

Publicado em 11/06/2019 - politica - Da Redação

Cássio Soares cobra "Plano B" para superar a crise em Minas Gerais

Durante o primeiro encontro do Assembleia Fiscaliza, o deputado estadual Cássio Soares, líder do Bloco Liberdade e Progresso, cobrou do secretário de Estado de Governo, Custódio de Mattos, um plano alternativo ao Regime de Recuperação Fiscal proposto pelo Governador Zema. A reunião foi realizada na manhã de segunda-feira, 10 de junho, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, com a participação do secretário e equipe, dos líderes de bloco e deputados membros das as Comissões de Constituição e Justiça (CCJ), de Administração Pública e de Participação Popular da Assembleia.


“Estamos cobrando do Estado alternativas para resolver a crise financeira que Minas Gerais atravessa. O nosso déficit estrutural tem aumentado anualmente e a saída apresentada pelo governador – o regime de recuperação – não agrada ao parlamento. Temos aí o exemplo do Rio de janeiro, único Estado a aderir ao plano, que possui hoje um resultado negativo”, apontou o deputado Cássio Soares.


Durante a última sexta-feira, 07 de junho, os parlamentares de Blocos independentes e de oposição na Assembleia Legislativa mineira, se declararam contrários ao congelamento de salários e às privatizações, exigências da União para que Minas entre no regime de recuperação do governo federal. Os blocos informaram que não terão votos suficientes para a aprovação.


Sem votos suficientes para a aprovação do projeto que tem sido bastante questionado, o deputado Cássio Soares apontou durante a reunião que o Estado cresceu economicamente 6% nos primeiros meses do ano. “O governo precisa apresentar projetos estruturantes que irão alavancar a economia mineira, aumentar a arrecadação do Estado e dar condições de suprir as demandas financeiras que Minas Gerais está deixando de cumprir”.


O secretário Custódio Mattos concordou com os apontamentos realizados pelo deputado Cássio Soares e ressaltou que o Governador Zema está se empenhando para sanar a crise, mas que continua apostando no regime de recuperação fiscal para Minas. “Quando os dados e previsões do cenário econômico mineiro com as reformas propostas forem vistos, geraremos convencimento para que o projeto de recuperação fiscal seja bem quisto”.


O deputado Cássio Soares não se deu por satisfeito com a fala do secretário de Estado de Governo e ressaltou que existem meios para sair da crise, além dos planos estruturantes para a economia. “A Nova Previdência precisa de mais participação do Governador junto aos deputados federais mineiros para o avanço da reforma. Outra medida é a Lei Kandir, temos 3 bilhões de reais a receber da União, o governador precisa se impor e exigir o que é dos mineiros por direito”, finalizou o deputado Cássio Soares.

 ASCOM