Receita Federal apreende mais de 500g de haxixe nos correios de Poços

Publicado em 24/02/2020 - policia - Da Redação

Receita Federal apreende mais de 500g de haxixe nos correios de Poços

A Receita Federal de Poços de Caldas (MG) intensificou na quarta-feira (19), os trabalhos referente à operação RAIO-X. O objetivo da operação é fiscalizar o envio e o recebimento de encomendas nos Correios do município. 

Segundo a Receita, foi encontrado um pacote contendo mais de 500gr de haxixe. A droga estava escondida em meio a bolachas e foi identificada pelo cão de faro da PMMG e, posteriormente, pelo scaneer. 

Na operação, auditores fiscais e analistas tributários analisaram o conteúdo das encomendas no Centro de Distribuição dos Correios para evitar o envio e o recebimento de produtos contrabandeados. 

Os trabalhos não têm data para acabar, a previsão é que a fiscalização seja feita de forma constante. Durante a manhã da quarta, além da droga, mais de 100 encomendas foram retidas. 

Segundo o delegado da unidade em Poços de Caldas, Auditor Fiscal Michel Lopes Teodoro: “os produtos apreendidos não possuem nota fiscal e ingressaram no país irregularmente. Além disso, o grande beneficiado com a operação são comerciantes locais que possuem o comércio regular, vendem os produtos com nota fiscal, pagam seus tributos e, consequentemente, geram empregos diretos e indiretos.” 

O crime de contrabando está sujeito à pena de dois a cinco anos de prisão. O crime de descaminho prevê de um a quatro anos. Quem compra também sofrerá Representação Fiscal para Fins Penais. 

Ainda conforme a Receita, o suspeito que receberia o pacote foi preso pela Pela Polícia Militar e com ele foi encontrado ecstasy, cristal, cocaína e dinheiro. 

O delegado ainda esclareceu que os Correios não são alvo de investigação. “Eles são nossos parceiros, nós estamos fiscalizando somente as mercadorias que passam pela plataforma dos Correios”. 

O nome da operação faz referência à máquina de raio-x usada pela Receita, que analisa a parte interna das correspondências. O equipamento veio de Belo Horizonte e ficará em Poços de Caldas por tempo indeterminado. 


Fonte: Delegacia da Receita Federal em Poços de Caldas