O Sistema que cai

Publicado em 29/01/2021 - paulo-botelho - Da Redação

O Sistema que cai

"O Sistema caiu!" - É a resposta estereotipada mais pronunciada ou escrita na procura de informações em nosso cotidiano; de modo especial, por telefone, ao ouvirmos aquela voz de sovaco ou de robótica. - Por que o sistema cai? - Cai por inércia, cai por falta de iniciativa; contudo, cai por falta de conhecimento ou de consideração.

Sistema é disposição das partes dos elementos estruturais de um todo (do grego, holis = totalidade) que precisa funcionar com estrutura organizada. - Nada vive fora do todo. - Exemplos: Sistema do Corpo Humano; Sistema Windows; Sistema Empresarial.

O Sistema Empresarial (mencionado no exemplo) é o conjunto de fatores que constituem parte do sistema. - Qualquer alteração no sistema pode influir nesse conjunto de fatores. - E quais são os principais fatores? - São clientes, fornecedores, governo, tecnologia, concorrência, empregados.

Uma grande quantidade de empresas no Brasil sofre de depressão crônica; seus funcionários (inclusive o pessoal-chave) vagam pelos corredores como zumbís, desinteressados da realidade ao seu redor, a contar os minutos para o fim do expediente, a aguardar os fins-de-semana; de modo especial os prolongados. - Sofrem de Laborfobia: medo de envolver-se em trabalho real. - Não se busca sistematizar objetivos. - E o que vem a ser objetivo? - É um método de planejamento com base em fatores quantitativos e qualitativos pelo qual (chefes e subordinados) estabelecem os resultados a alcançar. Isso requer a elaboração de um Plano de Ação para servir de controle. O custo da execução de um objetivo deve estar na proporção direta ao retorno do investimento; por isso, o resultado é o que conta. - E qual tem sido o resultado que as pessoas estão mostrando no decorrer dessa pandemia? - Resultado zero. Acho que as pessoas (não todas, é claro) atrasam o seu próprio desenvolvimento intelectual; e quando chegam ao seu ajuste com a realidade param de aprender.

A negligência ao organizar um sistema de combate ao Coronavirus é o pior exemplo para enfrentar essa desgraça na Saúde Pública.

Um general e um capitão, saídos das Agulhas Negras, devem ser responsabilizados por essa imensa perda de vidas. E de tempo. Tempo de uma dura e imprevisível travessia: nada sendo feito de forma correta, vamos ficando à margem de nós mesmos; debaixo desse arremedo de sistema a cair em cima de todos nós. - É isso.

 

Paulo Augusto de Podestá Botelho é Professor e Escritor.

E-mail: [email protected]     Website: https//paulobotelhoadm.com.br