O que interessa ao leitor?

Publicado em 30/03/2021 - paulo-botelho - Da Redação

O que interessa ao leitor?

Em seu livro "On Writing" (Sobre a Escrita) o escritor americano de suspense, Stephen King, diz que não conseguiu obter nenhuma conexão sobre o seguinte parágrafo do livro de um escritor policial, que ele não foi além da página 28:

"Ele se sentou, impassível, ao lado do cadáver, esperando pelo médico legista tão pacientemente quanto um homem espera por um sanduíche de peru".

Bem, caro leitor, eu não teria paciência de ler além da página 18!

O que leva o leitor a ser um participante sensorial de uma história é a boa descrição. A descrição coerente é importante para o entendimento ou compreensão.

Georges Simenon, escritor belga, meu autor policial preferido, escreveu:

"A narrativa pobre deixa o leitor confuso e decepcionado. A narrativa exagerada e prolixa toma o tempo dele". - E é mesmo: Muita abobrinha costuma causar indigestão!

Penso que a escrita, quando boa, é uma ciência tão exata quanto a geometria. - Quanto mais clara for a ideia, mais sonoro fica o conteúdo.

Eis um parágrafo muito bem escrito:

"Duas outras vezes, pareceu-me que a via dormir; mas os olhos, cerrados por um instante, abriam-se logo sem sono nem fadiga, como se ela os houvesse fechado para ver melhor". Missa do Galo, Conto de Machado de Assis.

Escrever é mais que associar palavras e ideias. É fazer chegar ao leitor um entendimento com simplicidade, objetividade e, se possível, com alguma iluminação poética.

A busca em escrever composições musicais (para bons ouvidos) é uma preocupação constante dos autores - aqueles dotados de alta sensibilidade.

Certa vez, o compositor Tom Jobim encontrou-se com o poeta Carlos Drummond de Andrade. Tom pediu a ele a indicação de um bom dicionário da Língua Portuguesa. - Drummond respondeu: "Quem compôs Águas de Março não precisa de dicionário!"

Acho importante a composição de um texto que tenha ressonância; algo que possa ficar na mente e no coração do leitor. - Escrita precisa ser compromisso; portanto, o compromisso do escritor é com o leitor e a página. - É isso.

 

Paulo Augusto de Podestá Botelho é Professor e Escritor. 

E-mail: [email protected]        Site: https//paulobotelhoadm.com.br