Mão na massa

Publicado em 08/08/2016 - paulo-botelho - Da Redação

Mão na massa

Talvez eu tenha errado a mão ao entrar na contramão do Mário. Assim que me viu, estendeu a  mão, meio contrariado. Observei ter uma mão macia, bem tratada de unhas aparadas, quase feminina. Mário não estava de acordo com o Projeto de Práticas Efetivas de Produção decidido pelo Diretor de Produção e sob minha orientação. A empresa, um laboratório químico-farmacêutico, vinha acumulando perdas em produtividade e qualidade. E o alerta do Diretor de Produção foi dado: “O Mário precisa meter a mão na massa!”

As Práticas Efetivas de Produção são um conjunto de normas obrigatórias que estabelece e padroniza conceitos e procedimentos de produtividade e qualidade; busca atender aos padrões mínimos exigidos por órgãos reguladores governamentais nacionais e internacionais. Na área de saúde - em especial na produção de medicamentos – os fatores de qualidade e desempenho humano estão ligados à garantia de eficiência e eficácia empresarial. Dessa forma, as normas das Práticas Efetivas de Produção se enquadram aos conceitos de Melhoria Contínua da Qualidade Total, isto é: devem vigorar os padrões de não-aceitação de erros ou defeitos de fabricação.

Quatro foram os pontos a destacar no Projeto para aquele laboratório químico-farmacêutico: Qualificação de fornecedores; Infraestrutura de equipamentos; Avaliação de processos produtivos e Realização de auto-inspeções. – Além de cérebros para pensar, corações para sentir e mãos para fazer.

A partir do quarto mês de treinamentos, Mário acabou se envolvendo no Projeto – e continuou a colaborar de forma positiva até sua conclusão. No dia em que me despedi da empresa, não só me estendeu a mão como me deu um grande abraço.

Paulo Augusto de Podestá Botelho é Consultor de Empresas e Escritor. www.paulobotelho.com.br