Eventos com até 500 pessoas poderão ser realizados em Minas

Publicado em 30/10/2020 - geral - Da Redação

Eventos com até 500 pessoas poderão ser realizados em Minas

Deliberação anterior do Comitê Covid-19 previa limite de 30 pessoas nessas atividades em locais fechados ou abertos.

Eventos públicos e privados no Estado poderão passar a contar com a presença de até 500 pessoas. É o que prevê a Deliberação 97, de 28 de outubro de 2020, do Comitê Extraordinário Covid-19, publicada nesta quinta-feira (29/10/20), no Diário Oficial do Estado.

A Deliberação 97 altera o inciso I do artigo 6º da Deliberação 17, de 22 de março, do referido comitê. Essa deliberação trata de medidas emergenciais de restrição e acessibilidade a determinados serviços e bens públicos e privados cotidianos, enquanto durar o estado de calamidade em função da pandemia.

O artigo 6º determina que os municípios devem suspender todos os serviços, comércios, atividades ou empreendimentos, públicos ou privados, com circulação ou potencial aglomeração de pessoas.

Em seu inciso I coloca no rol dessas atividades eventos públicos e privados de qualquer natureza, em locais fechados ou abertos, com público superior a trinta pessoas.

O número, a partir da mudança, não poderá ser superior a 500 pessoas, observadas as regras sanitárias e a quantidade de pessoas por metro quadrado, de modo a se evitar aglomeração.

Macrorregiões progridem de fase de abertura

Mais duas macrorregiões de saúde do Estado, Triângulo-Sul e Vale do Aço, foram autorizadas a reabrir mais setores da economia, avançando para a onda verde do plano Minas Consciente. É o que prevê a Deliberação 98, de 28 de outubro de 2020, que também foi publicada nesta quinta (29) no Diário Oficial do Estado.

O plano Minas Consciente, do Governo de Minas, orienta as prefeituras na retomada gradual e segura das atividades econômicas, tendo em vista a pandemia de Covid-19. Com a mudança prevista na deliberação, as cidades dessas duas macrorregiões saíram da onda amarela, de média restrição das atividades, para uma fase de maior abertura econômica.

Na onda verde, estão liberados o funcionamento de teatro, cinemas, parques e feiras, por exemplo, a partir do cumprimento de protocolos sanitários.

Integram a macrorregião Triângulo-Sul 27 cidades. Entre elas, Araxá e Uberaba. Já o Vale do Aço é composto por 35 municípios, entre os quais Ipatinga, Timóteo e Coronel Fabriciano.

Segundo o  governo estadual, com a alteração desta quinta (29), cerca de 80% dos muncípios mineiros estão incluídos na onda verde, a mais avançada do plano. Só as macrorregiões Nordeste, Triângulo do Norte e Leste do Sul permanecem na onda amarela.

Ainda de acordo com o governo, neste cenário de estabilidade, nenhuma região está na onda vermelha, a mais rígida, com permissão apenas para funcionamento dos serviços essenciais.


ASCOM/ALMG