Estado inicia desinfecção contra a Covid-19

Publicado em 09/04/2020 - geral - Da Redação

Estado inicia desinfecção contra a Covid-19

Militares do Exército e do Corpo de Bombeiros capacitam defesas civis municipais na descontaminação de áreas de grandes aglomerações 

Uma das ações realizadas pelo Governo de Minas e demais parceiros na prevenção e combate à pandemia do Covid-19 é o treinamento para a desinfecção de ambientes.  Cerca de 80 profissionais de 14 municípios da região metropolitana e central do Estado participaram desta primeira fase da capacitação. Os agentes foram indicados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) e levarão os conhecimentos e técnicas para serem implementadas em seus municípios.  

Nesta quinta-feira (9/4), os agentes realizaram a última etapa da capacitação com a prática da descontaminação de uma estação de ônibus do Move, em Belo Horizonte. 

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Edgard Estevo, ressaltou a importância de levar o conhecimento e conscientizar as pessoas para a prevenção e combate ao coronavírus. A capacitação foi direcionada, principalmente, para locais de grandes aglomerações, como estações de ônibus.  

“O objetivo foi capacitar as defesas civis municipais, as guardas municipais, para que eles possam levar aos seus municípios, dentro da sua realidade e seu cronograma, o trabalho de desinfecção das estruturas que eles tenham. Mas também estamos deixando um legado para a população, mostrando que podemos fazer de forma efetiva e com baixo custo a redução de contaminação. Estamos dando o exemplo para a sociedade de que todo mundo pode ajudar neste momento tão delicado em nosso país”, afirmou o coronel Estevo. O comandante-geral explicou que foram utilizados produtos facilmente encontrados, como a água sanitária.  

O general Altair José Polsin, comandante da 4ª Região Militar, destacou a parceria com o Governo de Minas para a disseminação do trabalho. “Nós trouxemos uma equipe de especialistas em defesa química, radiológica e nuclear do Rio de Janeiro para atuar juntamente com os especialistas do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais para esta capacitação. Eles tiveram conhecimento sobre os riscos, os meios de descontaminação, os equipamentos de proteção individual e os processos para a descontaminação em locais públicos. Quanto mais gente tiver conhecimento destes procedimentos melhor para a sociedade mineira”, disse o general.  

Segundo o chefe do Gabinete Militar do Governador e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Rodrigo Rodrigues, a capacitação será estendida para outras regiões do estado. “Fizemos uma integração de esforços, pegando a expertise do Exército e do Corpo de Bombeiros de Minas. Vamos realizar mais capacitações deste tipo no interior do estado, multiplicando o conhecimento na luta contra a Covid-19. São ações mitigadoras para diminuir os danos deste inimigo invisível”, reforçou.  

Treinamento 

A capacitação foi realizada entre os dias 7 e 9 de abril, na sede do 12º Batalhão de Infantaria Leve de Montanha do Exército Brasileiro. O treinamento foi ministrado por militares que atuam na Seção de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (DQBRN) da Escola de Instrução Especializada (ESIE) do Exército Brasileiro e bombeiros militares do Pelotão de Emergências Químicas, Biológicas, Radiológicas e Nucleares (PQBRN). 

A instrução permite que os profissionais das Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civil (Compdecs) tenham uma visão geral sobre o risco de contaminação do coronavírus e a importância do procedimento de desinfecção das áreas públicas de grande circulação de pessoas para a prevenção da disseminação do vírus. Eles também foram orientados quanto às soluções disponíveis para a sanitização, os riscos destes produtos e a forma adequada de utilizá-los. 

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) também foram foco da capacitação, que mostrou a maneira correta da colocação e retirada, bem como o descarte correto dos EPI’s e resíduos gerados na desinfecção.   

Os profissionais ainda aprenderam sobre o risco oferecido pelo coronavírus, suas formas de transmissão e o tempo estimado de permanência nas diferentes superfícies. Com isso, a expectativa é que repassem as orientações aos municípios de origem para que o esforço se multiplique em todo o estado.


SEGOV