Defensor Público lança livro explorando a face obscura do bolsonarismo e da operação Lava Jato

Publicado em 16/10/2019 - geral - Da Redação

Defensor Público lança livro explorando a face obscura do bolsonarismo e da operação Lava Jato

De acordo com o autor, trata-se de uma obra que todos devem ter acesso para terem uma melhor compreensão e uma visão mais crítica acerca de muitos discursos, teorias e acontecimentos que estão abalando o Brasil nos últimos anos.

 

O Professor Doutor em Direito e Defensor Público em Alagoas, Othoniel Pinheiro, acaba de lançar o livro “Fanatismo e Manipulação: o esquema da nova colonização do Brasil”, que trata do fenômeno do bolsonarismo, da operação Lava Jato e do avanço da direita no Brasil. A interessante obra entrelaça aspectos históricos e atuais para abordar a formação do reacionarismo no Brasil, a criminalização dos movimentos sociais, os programas policialescos de TV, o discurso de ódio, o fanatismo político, a Guerra Híbrida, as manifestações de rua em 2013, a demonização da política, a derrota de Aécio Neves em 2014, o impeachment de 2016, o movimento Escola sem Partido, o avanço do obscurantismo religioso, a prisão de Lula, as fake news nas eleições de 2018, a mentira como arma política, o ativismo político do Judiciário, entre outros elementos que, segundo o autor, têm por objetivo transformar o Brasil em uma mísera colônia em pleno século XXI.

O livro, distribuído e editado pela Pontes Editores de São Paulo, está sendo vendido pela internet, prometendo provocar uma boa discussão em épocas de polarização política e de inúmeras polêmicas que envolvem o contexto do impeachment de 2016, o governo Bolsonaro e o papel do Poder Judiciário, temas que são destrinchados na obra.

De acordo com o autor, o contexto atual de ascensão do bolsonarismo passa a ser melhor entendido mediante análises históricas e sociológicas das raízes da formação psicossocial do povo brasileiro, onde poderemos encontrar respostas para saber os motivos pelos quais indivíduos atualmente manipulados perdem suas autonomias e senso crítico para defender cegamente interesses exclusivos das elites dominantes, que, segundo ele, são formadas pelos bancos privados e pelo sistema financeiro.

No mesmo contexto, a eleição de Jair Bolsonaro é bastante explorada na obra, destacando aspectos como o uso das redes sociais para a propagação de informações falsas, o uso da religião para fins políticos, a utilização de clichês rasos e da mentira como armas políticas, bem como a completa submissão aos interesses norte-americanos no contexto da Guerra Híbrida.

Já as críticas à operação Lava Jato, destacada como um projeto de poder ideológico que destruiu a grande indústria da construção civil nacional, são elaboradas a partir traços primitivos, anti-intelectuais e autoritários de uma parte do povo brasileiro, onde estão presentes o culto à ditadura militar, a demonização da política, o incentivo e a tolerância com arbitrariedades praticadas por agentes do Estado e o uso do Poder Judiciário para influenciar nas eleições presidenciais.

Trata-se de uma obra com 325 páginas que todos devem ter acesso para não serem feitos de imbecis pelas ideias, teorias e propostas empurradas por aqueles que querem colonizar e roubar o nosso país”, finaliza o autor, que se destacou na luta contra os projetos de lei Escola sem Partido.

 

*************************************FIM**************************************FIM*************************************FIM*****************************

Informações à imprensa

[email protected]

16/10/2019

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

 

Link da venda: http://ponteseditores.com.br/loja/index.php?route=product/product&product_id=1251

 

 

OTHONIEL PINHEIRO NETO

Doutor em Direito pela Universidade Federal da Bahia

Mestre em Direito pela Universidade Federal de Alagoas

Defensor Público do Estado de Alagoas

Professor de Graduação e Pós-Graduação na Universidade Tiradentes

Autor do Curso de Direito Constitucional em 3 volumes publicado pela editora Juruá

 

 

SUMÁRIO

CAPÍTULO I – O AUTORITARISMO ELITISTA CONSTRUINDO UM PAÍS      

1. Brasil Colônia: uma história de violência que modelou a sociedade moderna               

2. Brasil Império: o controle social a serviço da classe dominante

               

CAPÍTULO II - A ELITE DO ATRASO NA REPÚBLICA BRASILEIRA

1. O coronelismo na República Velha: marcas profundas de nosso reacionarismo

2. O feminismo no Brasil

3. O surgimento dos direitos sociais

4. Estado de Bem-Estar Social de Vargas: um modelo que a elite do atraso jamais engolirá        

5. “Paraíba masculina, mulher macho sim senhor!!!”

6. A mal-entendida dialética

7. Adolf Hitler e o marxismo cultural do bolsonarismo

8. Getúlio Vargas: uma vítima da vingança, do ódio e da sanha golpista brasileira

9. Golpe Militar e Estados Unidos: manipulação e a farsa do “perigo” comunista            

10. O documentário direitista “1964: o Brasil entre armas e livros”         

11. A ditadura brasileira e as asneiras do século XXI

 

CAPÍTULO III – A NOVA E FRÁGIL DEMOCRACIA

1. A Constituição de 1988: ambiente democrático e esperança popular               

2. A importância dos partidos políticos no Brasil

3. A grande farsa do liberalismo econômico

4. A demonização da política e o endeusamento das privatarias

5. A luxuosa imoralidade no serviço público

6. O discurso contra o “pessoal” dos direitos humanos: a burrice vira moda      

7. Programas policialescos: o sensacionalismo direitista na TV  

8. STF enterra a possibilidade de punição de assassinos e torturadores da ditadura militar        

9. As corporações jurídicas e policiais no discurso público

10. A criminalização da pobreza no Brasil

11. A vigarice retórica da meritocracia e do individualismo         

12. Burros ou vigaristas? O exemplo do professor liberal em sala de aula

13. Cotas raciais: por que devemos defendê-las?

14. A histeria racista com o Dia da Consciência Negra    

15. A questão sobre a “cura gay”

16. O histórico discurso direitista para esvaziar as pautas das minorias sociais

17. A cultura do estupro

18. Retóricas embusteiras

19. A insana corrida para destruir o Estado de Bem-Estar Social

20. Sem noção: empresários embarcam na patacoada do Estado mínimo

21. Muito cuidado com a turma do Mises no Brasil         

22. A falácia discursiva contra o “politicamente correto”

23. O ingênuo republicanismo do PT

24. A manipulação social que gira em torno do termo “elite”

25. PEC das domésticas: a cultura escravocrata vai à loucura

26. Rolezinho no corredor começa a mobilizar a direita nas redes sociais

27. A grande falta de objetividade nos protestos de 2013

28. As manifestações de julho de 2013 e o surgimento dos Think Tanks do mercado

29. Movimento Brasil Livre e os agentes embusteiros  

30. Mundo da pós-verdade: youtubers tomam o lugar dos professores             

31. A seita formada por Olavo de Carvalho

32. A paranoia direitista em torno do Foro de São Paulo

33. É tudo culpa do PT

34. A doutrinação na TV              

35. Marcas da escravidão

               

CAPÍTULO IV - DA DERROTA DE AÉCIO AO GOLPE DE 2016    

1. Aécio Neves não aceita a derrota e estimula uma crise de proporções catastróficas

2. Avança o Judiciário; encolhe-se o Legislativo

3. O STF, o Congresso e os cidadãos: entre a democracia e a juristocracia           

4. A perseguição doentia a quem não se curva aos interesses das elites             

5. As pedaladas fiscais: o teatro da hipocrisia    

6. A guerra cultural contra as universidades      

7. A lenda da ideologia de gênero: a vigarice retórica em seu mais alto grau

8. Como desmontar a farsa do Escola sem Partido?       

9. Escola sem partido e o uso equivocado da Convenção Americana de Direitos Humanos

               

CAPÍTULO V - O GOLPISMO EM AÇÃO  

1. Ponte para o Futuro: o papel sujo do governo Temer             

2. A narrativa picareta e manipulatória da “PEC do Teto dos Gastos”     

3. Marionetes do sistema: senso comum e pautas genéricas nas manifestações de rua              

4. A reforma trabalhista: a rapinagem em execução      

5. Atrair investimentos ou atrair praga de gafanhotos?

6.  A bolha verde e amarela: o mundo paralelo e imaginário construído pelo sistema financeiro no Brasil

7. Desenhando a diferença: conservadorismo e reacionarismo

 

CAPÍTULO VI - O BOLSONARISMO NO BRASIL       

1. Garotos, desinformados e alienados: quem foram os primeiros a se identificar com o mito?

2. O fanatismo religioso assusta o mundo civilizado

3. Evangélicos de direita e os ensinamentos de Jesus

4. A paranoia ataca a arte           

5. Os direitos humanos violados na redação do ENEM  

6. O discurso de ódio avança no Brasil  

7. Fake News como a principal arma bolsonarista           

8. O que é a Guerra Híbrida?     

9. The Movement: Steve Bannon e as fakenews que elegeram Bolsonaro        

10. Bolsonaro deixa claro que vai trabalhar contra as liberdades da pessoa humana      

11. A tacanha ideia de igualdade bolsonarista: terreno ideal para as injustiças sociais   

12. A inconstitucionalidade da liberação de vistos para os americanos

13. Bolsonaro, a extinção da Justiça do Trabalho e o liberalismo econômico de meia-tigela        

14. Governando pelo Twitter: estratégia de coesão da seita     

15. Bolsonaro envergonha o Brasil ao entregá-lo como colônia dos Estados Unidos

16. O fascismo e a destruição da realidade no Brasil      

17. A reforma da Previdência e a instrumentalização da pessoa humana a serviço do mercado               

18. A educação sob o domínio das leis do mercado        

19. A Alemanha nazista dos anos 30 e o Brasil do século XXI      

20. O mundo observa estarrecido o avanço da direita tosca no Brasil

 

CAPÍTULO VII - DA LAVA JATO À VAZA JATO        

1. A Lava Jato a serviço dos interesses internacionais   

2. A vergonhosa e destrutiva partidarização da Justiça 

3. Desenhando a fraude do século: a prisão de Lula      

4. Vazamentos da Vaza Jato e a hipocrisia da direita brasileira  

5. Lava Jato: um verdadeiro projeto de poder  

6. A importância do jornalismo de Glenn Greenwald    

7. A importância da mídia alternativa    

 



ASCOM