Lima & Limão - Ed. 1067

Publicado em 09/12/2011 e atualizado em 09/12/2011 - estevao-bortoloti - Estevão Bortoloti

ÚLTIMAS CONQUISTAS DA NOSSA SECRETARIA DE SAÚDE (Período: 01 de Agosto à 10 de novembro de 2011) - Instalação do equipamento de ultrasonografia (concluído); Instalação do equipamento de Raio X (comprado, sendo instalado); uniforme funcionários Secretaria e Unidades de Saúde – Motorista e Administrativo (concluído); organização do setor de marcação de consultas (triplicou o número de consultas agendadas); instalação do Laboratório de Análise Clínica (comprado, aguardando chegada dos equipamentos); conclusão do Projeto Farmácia de Minas (expectativa para recebimento de recursos em janeiro/fevereiro); emenda parlamentar para reforma e ampliação do Posto de Saúde do Alto do Anjo (Deputado Estadual Carlos Mosconi) – R$ 180.000,00; licitação para todas as unidades de saúde para reestruturação e aquisição de equipamentos (aguardando processo licitatório); adesão ao projeto PMAQ onde será disponibilizados R$ 30.000,00 para estruturação das unidades de saúde (PSF); conquista de uma caminhonete S10, cabine dupla, ano 2002, para o setor de Vigilância em Saúde. E vem mais por aí!


HOMENAGENS DO EXECUTIVO E LEGISLATIVO – Prezados leitores desta minha coluna não tão constante, reconheço, mas sempre preocupada na divulgação de notícias e fatos de interesse em geral. Hoje peço licença para me regozijar, pois a partir deste mês de novembro o nome do meu já falecido pai passa a ser nome de rua no Jardim dos Imigrantes, localizado lá nas quebradas do Alto do Anjo. Sou suspeito de julgar mas é uma homenagem póstuma mais que justa, pois meu pai, o saudoso LUIZ BORTOLOTTI, que em vida era mais conhecido como LUIZ PADEIRO, um imigrante italiano que escolheu esta cidade para viver, trabalhar e constituir família, além de padeiro e negociante de secos e molhados, participava com notável entusiasmo de todos os eventos folclóricos que eram realizados pela grande colônia italiana aqui radicada, sobressaindo-se em várias competições. Gostava inclusive de prestar ajuda a patrícios mais pobres recém chegados da península italiana. Recebeu tal homenagem por iniciativa minha, reconhecimento e vontade cívica de nosso prefeito municipal Sérgio e nossos vereadores da Câmara Municipal, UNÂNIMES NA DECISÃO. Assim sendo, no princípio do próximo ano a placa que será colocada na Rua 02 da referida vila terá o seu nome. PARABÉNS SÔ LUIZ PADEIRO, ESPOSO EXTREMADO DA DONA PAULINA BABONI BORTOLOTTI. PARABÉNS QUERIDO E INESQUECÍVEL PAI! Também serão merecida e postumamente homenageados com nome de ruas da referida vila os saudosos muzambinhenses: Miguel Cândido Martins (Miguel Traira), Dona Josephina Bueno Coimbra. E outros mais, futuramente apontados por parentes ou amigos.

É BRINCADEIRA! – Vejam só, tudo, mas tudo mesmo subindo de preço numa seqüência apocalíptica de final imprevisível e estas agências de pesquisas poucas confiáveis em suas estatísticas e previsões –e provavelmente mancomunados com os mais poderosos – teimando em apregoar inflação controlada e até em deflação como se fossemos todos analfabetos de pai e mãe. Como se não bastassem os costumeiros e tradicionais aumentozinhos meio disfarçados que acontecem quase que diariamente e que percebemos muito bem, mas somos forçados a aceitar e dar um jeito de assimilar de uns tempos para cá o salto pra cima tem sido espantoso. Sem espaço para grande demonstração vamos falar das farmácias onde um envelope de quatro analgésicos, em pouco tempo pulo de um para quatro reais. Na padaria, o sagrado pãozinho de cada dia de vinte para quarenta centavos. Na loja de calçados, um par de sapato de cem reais no primeiro tropeção ou poça d´água desmancha-se no seu pé. No mercado ou supermercado a abobrinha, jiló, tomate, limão, triplicaram de preço, uma manga ou um a-ba-ca-te, dois reais cada. Um quilo de Chuchu, três reais. Eu disse três reais, culpa dos fabricantes e dos grandes atravessadores alegam os comerciantes mais pequenos. Seja de quem for a culpa é a triste ambição de ficar mais e mais rico mesmo que para tanto seja preciso passar por cima dos semelhantes. Tudo isso como se Deus fosse mudo, surdo e cego! POBRES ESPERTALHÕES!

ERA SÓ O QUE ME FALTAVA! – Afim de tentar ganhar mais prestígio e fãs muitos cantores sem muita expressão acharam de inventar uma tal de música sertaneja universitária. Sertaneja U-ni-ver-si-tá-ria. Dá pra acreditar? Mas como a maioria das nossas universidades, assim como quais toda nossa educação e cultura andam muito mal de pernas até que o acessório ficou bem de acordo. As inteligente e finas garotas dos auditórios das TVs brasileiras agradecem.

COMPLICADO – Muita gente, principalmente idosos e mães de crianças pequenas, protestando contra o som nos festejos realizados na Avenida. Perguntam até quando terão que suportar tanto abuso e omissão das autoridades competentes.

Abração amigo e conterrâneo Nicolau Anequine que reside na capital de São Paulo, que leva mais em consideração a minha boa vontade e minha coragem de denunciar e protestar contra o que está errado que prestar atenção nos meus erros de português e outros. O Nicolau que já nos honrou com a presença do Domingos da Guia e seu filho Ademir muito em breve promete nos honrar com a presença em nossa cidade dos Veteranos do Palmeiras. Deus te abençoe Nicolauzinho!