Lima & Limão - Edição 1130

Publicado em 01/03/2013 - estevao-bortoloti - Estevão Bortolotti "Tezo"

“Baco gritava: mais vinho e mais orgia.

E as bacantes solicitas

E os faunos libertinos

Ocorriam com grandes vasos

Transbordantes de bebida”. (P.K.)

Na manhã de quarta-feira, dia 13, quando finalmente terminou a BACANAL um anjo bom desceu do céu e iniciou a limpeza da imundice moral e espiritual da urbe.

Em seguida vieram os esforçados garis da prefeitura para começar a limpeza material. Ai tudo começou voltar a normalidade. SAUDÁVEL E SANTA NORMALIDADE. O ar voltou a ser respirável, (até mesmo na esquina da Pernambucanas) os pardais e canários passado o susto e o trauma dos 5 dias de caos deram prosseguimento a sua sinfonia, as frágeis pombinhas continuaram a piriricar na calçada da pastelaria e até os cães vira-latas puderam voltar a mendigar seus nacos de pastéis e cochinhas nas portas dos bares sem levar com o bico dos sapatos na costela ou na bunda. Mas como nem tudo é LIMÃO um viva seguido de salva de palmas para DONA CLEUZA, a mulher da carrocinha, que com ajuda dos filhos conseguiu juntar e vender umas trinta carradas de papelão, podendo com o lucro cuidar melhor da família, e também para os catadores de latinhas que pondo de lado a dor nas costas do abaixa-levanta trabalharam pensando na bolsa e na barriga um pouco mais cheias. AH! Tem também a alegria dos que vendem de tudo, até mesmo do que Deus não aprova e não gosta, mas com sua misericórdia vem tolerando como só Ele é capaz. LIMÃO do mais azedo mesmo é para o modo de pensar e agir daqueles que, parece, não estão “nem aí” com o sossego e a segurança das famílias muzambinhenses e principalmente com o comportamento e o futuro dos nossos jovens e crianças que com a farra sodomita assimila, aprende rapidamente tudo o que de pior acontece. A licenciosidade tem que terminar, mas engana-se aquele que pensa que tal LIBERTINAGEM GIGANTESCA pode ser extinta de um ano para outro. Para certos venenos não é fácil encontrar um antídoto rápido e eficaz e é ai que entra a força das autoridades constituídas somada a disposição da parte da comunidade mais cívica, ordeira e cristã. “O mal vem grassando há vários anos e muito já se perdeu sem esperança de retorno, mas nossos filhos, os filhos dos nossos amigos, os filhos dos nossos filhos, enfim nossos pósteros em geral vão precisar muito da nossa luta em prol de uma comunidade melhor em todos os sentidos. Vamos a luta. SEJAMOS HONESTOS COM NÓS MESMOS!

NOTA

BACO: Deus do vinho (e da cerveja) divindade da mitologia romana. BACANTE: sacerdotisa de BACO.

BACANAL: festa em honra de BACO, libertinagem.

SECRETARIA DE SAÚDE

O gentil e competente Fernando demonstrando muito boa vontade para com todos que o procuram e já começando a alavancar o setor, agora sob a batuta do prefeito IVAN e do vice ROOSEVELT. Aliás parece que a nova e capacitada administração com suas secretárias e demais repartições caminha normalmente para importantes conquistas. Atenção leitores: é hora de esquecer a ideologia político-partidária, apoiar e dar as mãos em prol do bem comum!

DESCAMBO

De uns seis meses para cá tudo, MAS TUDO MESMO, dobrou, triplicou, quadruplicou de preço enquanto o provento do ex-operário idoso, enfermo e aposentado pela previdência vem caindo mensalmente numa vergonhosa falta de consideração e respeito para com aquele que REALMENTE trabalhou contribuindo para o progresso da nação. E gente do governo sempre apregoando deflação como se fossemos todos um bando de analfabetos.

Os únicos produtos que nesses seis meses APENAS DOBRARAM DE PREÇO foram a couve e a banana. Alguém aí vive de comer só couve e banana?!

FALANDO EM COMER...

O doce de Lima Limão é no BOMBONS GIOVANA do nosso amigo Moises (que não é o que foi salvo ela filha do Faraó). Sabores de chocolate, côco, morango, uva, nozes, leite condensado, amendoim, banana, abacaxi e mais, e mais, e mais. Varejo, atacado e encomendas para festas em geral. E tudo de primeira, preços convidativos e AQUELE ATENDIMENTO NOTA 10. Fica na Rua Capitão Heleodoro Mariano, 575. Entregas a domicilio.

CÂMARA MELHORADA

Com sua nova composição nossa egrégia Câmara Municipal “entra novamente nos trilhos” com seus edis falando de coisas de real interesse comunitário. MAS SAI DE NOVO se não houver critério na seleção de candidatos à tribuna livre. O radialista Regis Policarpo, para citar um exemplo, foi uma grata surpresa protestando contra a falta do plantão de farmácia. Urge também um sistema de segurança para evitar brigas e impor silêncio no recinto no transcorrer da sessão.

UM alô de admiração para a gentil e simpática atendente do BOMBOM GIOVANA, a senhora NEUSA PAULO. O proprietário da bomboniere, o Moisés, escolheu bem.

CALAMIDADE

Esquinas, becos e calçadas do bairro Barra Funda virando depósito de lixo caseiro, terra solta e mato cortado, que com a ação do tempo irão esparramar-se pelas ruas sujando e dificultando o trânsito. Tem gente que devia mesmo era mudar-se para o brejo, passando a conviver com cobras, sapos, ratos e ratazanas.

Estariam no meio ambiente adequado a sua maneira de pensar, agir e viver. GENTE, NÃO DÁ PARA FICAR CALADO!

UM alô para o Dr. Carlos Coimbra, o popular Carlão, cidadão de grande cultura, mas de uma educação e modéstia sem igual. O Carlão é amigo de todo mundo. Deus te abençoe filho do inesquecível DR. ISMAEL.

ADMINISTRAR uma cidade é bem mais difícil e complicado do que administrar uma escola, mas muitos parece ignorar este fato instando por exigir do novo prefeito urgência nas decisões a serem tomadas e até no que diz respeito a favores pessoais. Uma verdadeira falta de bom senso e conhecimento de causa. Onde tem cinco tentando ajudar o dobro ou triplo fazendo por atrapalhar, mesmo que sem querer, a vitória fica difícil. Que tal todos nós muzambinhenses, esquecermos inimizades, preferências, picuinhas e unidos trabalharmos pelo progresso da nossa terra natal?

DEFINIÇÃO DE CAIPIRA RETARDADO: Um carro, um motorista, uma música vulgar, um som de estourar tímpanos e vidraças.

AOS LEITORES DO LIMA X LIMÃO

O alô do “Tezo Bortolotti”, o colunista e critico semi-analfabeto que “fugiu da escola”, mas não tem medo e não foge de dizer e publicar a verdade investigando, descobrindo e denunciando o que acontece de errado na cidade e é prejudicial aos seus cidadãos.

ATÉ MAIS AMIGOS LEITORES!