Coluna Minas Gerais (27 de Maio de 2020)

Publicado em 27/05/2020 - coluna-minas-gerais - Da Redação

Coluna Minas Gerais (27 de Maio de 2020)

Uberlândia disponibiliza cloroquina

O Ministério Público Federal e o Ministério Público de Minas Gerais enviaram uma recomendação ao Governo de Minas Gerais para que tome as providências necessárias para que os medicamentos para o tratamento precoce da Covid-19, incluindo a cloroquina, sejam distribuídos e entregues a Uberlândia e outros 45 municípios mineiros. A solicitação é feita após a publicação da nota informativa do Ministério da Saúde. Uberlândia, por exemplo, já havia adquirido 30 mil comprimidos da hidroxicloroquina e ministra o medicamento em pacientes internados na rede pública de saúde. (Diário de Uberlândia)

 

Especialistas realizam pesquisa

Até 30 de maio, uma equipe de pesquisadores da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) vai estar realizando uma pesquisa on-line com o objetivo de avaliar a saúde mental da população brasileira no contexto pandêmico da Covid-19. A intenção é observar a incidência de sintomas de ansiedade, depressão, transtorno de estresse pós-traumático, uso de álcool e de psicofármacos. A equipe pede a colaboração da população para que responda à pesquisa, através do formulário disponível no link. Desde seu início, em 12 de maio, o projeto já conta com mais de 2.500 participações de todo o país. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

 

Intérprete de libras é obrigatório

Após ter veto do Executivo Municipal derrubado pelos vereadores, na última reunião da Câmara, entra em vigor em Patos de Minas, em um prazo de 180 dias, o Projeto que determina a presença de um intérprete de libras nos espaços públicos e privados da cidade. Tanto em ambientes públicos quanto privados, o projeto de lei de autoria do vereador Lásaro Borges propõe o atendimento prioritário e diferenciado às pessoas surdas ou com deficiência auditiva, por meio de capacitação de servidores e colaboradores, ou através de ferramentas tecnológicas que possam auxiliar na comunicação.(Folha Patense- Patos de Minas)

 

Arquidiocese decide manter fechado

A Arquidiocese de Mariana elaborou um documento com orientações gerais e normas para serem seguidas neste tempo de pandemia. São orientações para a vida sacramental dos fiéis; orientações para as Paróquias com suas Comunidades, Pastorais, Associações, Organismos e Movimentos eclesiais. A decisão foi amparada e tomada em função das determinações da Organização Mundial da Saúde, e em consonância com as preocupações das Secretarias de Saúde dos 79 Municípios que compõem a Arquidiocese de Mariana. (Portal da Cidade- Mariana)

 

Parque das Águas é reaberto

O Parque das Águas de Lambari foi reaberto nesta segunda-feira, 25. O parque esteve por exatos 25 dias fechado. A previsão inicial era de que o parque ficasse interditado por pelo menos três meses. No entanto, a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), liberou o retorno após a prefeitura se comprometer a realizar análises da água. A volta é restrita apenas aos moradores da cidade. Entretanto, a administração municipal determinou várias medidas de segurança visando a prevenção ao novo coronavírus. (Correio do Sul- Varginha)

 

Consultas e exames são suspensas

Com o crescimento do número de casos confirmados e suspeitos de Covid-19 na região e a demanda aumentada pela utilização dos serviços hospitalares nos próximos dias, o Hospital Márcio Cunha (HMC) em Ipatinga, suspenderá suas atividades eletivas. Tal iniciativa se faz necessária para a organização dos serviços de saúde, garantia de de manutenção de insumos, como Equipamentos de Proteção Individual (EPI's) e a mobilização de profissionais para a linha de cuidado do coronavírus, informou o HMC. (Diário do Aço- Ipatinga)

 

Muriaé faz apelo para doação

Com estoques baixos devido ao isolamento social provocado pelo coronavírus, a Prefeitura de Muriaé através da Secretaria Municipal de Saúde faz um apelo para que doadores participem da coleta de sangue. A queda registrada nas doações chega a quase 80%. Enquanto a meta é de 120 bolsas por semana, na última campanha foram coletadas apenas 26. Durante todo o período de pandemia, o máximo alcançado foi de 80 doadores - número que vem diminuindo a cada dia. (Gazeta de Muriaé)


ASCOM