Coluna Minas Gerais (20 de Janeiro de 2021)

Publicado em 20/01/2021 - coluna-minas-gerais - Da Redação

Coluna Minas Gerais (20 de Janeiro de 2021)

Associação recebe adesões

                   A Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams) recebeu a filiação de outros dois municípios, que são Curral de Dentro e Glaucilândia, em eventos com as presenças dos respectivos prefeitos, Adaildo Rocha Moreira e Herivelto Aves Luiz. Na reunião com eles, o presidente da entidade, José Nilson Bispo de Sá e o secretário-executivo Ronaldo Dias mostraram a importância da união dos prefeitos do Norte de Minas para lutar pelas causas municipalistas. (Jornal de Notícias – Montes Claros)

 

MG 457 em situação precária

Moradores de Santa Rita de Jacutinga estão convivendo com um problema antigo: as condições da rodovia MG-457, que liga o município a Bom Jardim de Minas e é a principal via de acesso à BR-267. Por conta das chuvas, houve deslizamento de terra que interrompeu a passagem de veículos. Em busca de soluções para o problema já conhecido da população há quase 10 anos, a prefeitura busca respostas junto aos órgãos competentes, através de contatos diretos com o DER e o Governo do Estado de Minas Gerais. (Jornal Panorama - Baependi)

                                                                                                  

Comissionados batem ponto

            O prefeito de Barão de Cocais, Décio Geraldo dos Santos (PSB), assinou decreto determinado que todos os ocupantes de cargos comissionados (de confiança) agora são obrigados a bater ponto. A decisão entrou em vigor esta semana e caiu como “uma bomba” no prédio da Prefeitura. O decreto ainda avisa que quem não seguir a determinação terá que enfrentar processo administrativo. (Diário de Itabira)

 

Universidade inaugura núcleo

Nesta quinta-feira, 21, será inaugurado o Núcleo de Estudos e Projetos do Zoneamento Ambiental e Produtivo (Nepzap) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. A criação do núcleo é resultado de parceria entre universidade e governo do estado de Minas Gerais para aprimorar a metodologia mineira de caracterização socioeconômica e ambiental de sub-bacias hidrográficas, denominada Zoneamento Ambiental Produtivo (ZAP). (Diário Tribuna – Teófilo Otoni)

 

Imunizantes não chega às UBSs

A primeira etapa de vacinação contra Covid-19 em Uberaba não terá doses disponíveis em unidades básicas de Saúde. Com quantidade limitada de imunizantes até o momento, Secretaria Municipal de Saúde optou por imunizar profissionais de Saúde no local de trabalho e montar equipe itinerante para aplicar a vacina em idosos asilados. A secretária interina de Saúde, Juliana Lima, explica que a primeira remessa das doses da CoronaVac não é suficiente sequer para imunizar todo o grupo prioritário da cidade. (Jornal da Manhã – Uberaba)

 

Pouso Alegre mantém decreto

O prefeito de Pouso Alegre, Rafael Simões, se reuniu com representantes do comércio para tratar de uma possível reabertura dos estabelecimentos comerciais no município. No entanto, diante da situação do Hospital das Clínicas Samuel Libânio, ficou decidido que os serviços não essenciais, por hora, permanecem fechados. Durante o encontro, Rafael Simões apresentou todas as dificuldades enfrentadas pelo município nesse momento, como a necessidade de reduzir a circulação de pessoas para inibir contaminação cruzada por covid-19. (Gazeta de Varginha)

 

Lima Duarte reduz horário

A Prefeitura Municipal de Lima Duarte publicou um decreto contendo novos protocolos sanitários específicos para funcionamento das atividades econômicas. No documento, a Prefeitura estabelece novas medidas restritivas e cria o comitê de prevenção e controle no novo coronavírus. Segundo o decreto, estabelecimentos como bares, restaurantes, lanchonetes e similares podem oferecer o consumo no local, de segunda a domingo, no horário de 7h a 20h – anteriormente, o funcionamento estava permitido até as 22h. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

                                                                                   

Renova indenizou 5 mil

O Sistema Indenizatório Simplificado, implementado pela Fundação Renova por decisão da 12ª Vara Federal para o pagamento de indenização a categorias com dificuldade de comprovação de danos causados pelo rompimento da barragem da Samarco em Mariana, vai superar a marca de 5 mil pagamentos até o fim de janeiro. Segundo a Fundação Renova, a velocidade de adesão cresce a cada dia. Pelo novo fluxo de pagamento, mais ágil, os termos de aceite mais que dobraram entre o início de dezembro e meados de janeiro, passando de 2 mil para mais de 4,2 mil. (Diário do Rio Doce – Governador Valadares)


ASCOM