Coluna Minas Gerais (16 de Março de 2020)

Publicado em 16/03/2020 - coluna-minas-gerais - Da Redação

Coluna Minas Gerais (16 de Março de 2020)

Prefeitura prioriza atendimento digital

Neste momento em que o país enfrenta a pandemia do coronavirus, a Prefeitura de Governador Valadares está pedindo à população que resolva suas demandas com o Município por meio dos serviços on-line ou por telefone, sempre que possível. A medida de proteção é para evitar locais públicos com aglomeração de pessoas. Os serviços que são oferecidos pela Central de Atendimento ao Cidadão (CAC): Emissão de guias de impostos e taxas municipais, Emissão de Certidões e  Emissão de taxas administrativas, formulários diversos e outras consultas. (Diário do Rio Doce - Governador Valadares)

 

Metalúrgicos e horário de turno

Nesta terça-feira,17, os metalúrgicos da Usiminas, em assembleia convocada pelo Sindipa (Sindicatos dos Metalúrgicos) irão votar a proposta da empresa sobre o horário de trabalho. A votação será para definir a renovação ou não, do turno atual, pelo período de seis meses. Segundo Geraldo Magela, presidente do Sindipa, a Usiminas quer renovar o turno e prometeu que vai continuar negociando uma tabela com uma folga maior. (Jornal Classivale - Ipatinga)

 

Agricultura familiar fortalecida

O projeto Semeando o Desenvolvimento em Teófilo Otoni: Fruticultura, Artesanato e Turismo acontece desde 2019, com o objetivo de estimular e fortalecer a agricultura familiar. As ações são pensadas para contribuir com o desenvolvimento regional sustentável e potencializar a fruticultura, o artesanato e o turismo no Vale do Mucuri. Durante os seminários, são oferecidos cursos, oficinas e palestras que visam a capacitação dos agricultores e artesãos. O projeto foi idealizado pela Paróquia São Francisco de Assis, que reuniu diversos parceiros com o objetivo comum de promover o desenvolvimento econômico e sustentável do território. (Diário Tribuna - Teófilo Otoni)

 

Capela será restaurada

            A Prefeitura de Mariana anunciou a restauração integral da Capela de Santo Antônio, que se inicia nesse primeiro semestre. Vão ser investidos mais de R$ 1,7 milhões no restauro integral da capela e do largo, recurso do PAC Cidades Históricas, através de um projeto desenvolvido pela prefeitura. A capela foi construída em 1701, em devoção a Nossa Senhora do Carmo, por Salvador Fernandes Furtado, fundador de Mariana, seguindo recomendações do Arcebispado da Bahia, que determinava "espaço livre à frente e nas laterais e localização topográfica destacada em relação às moradias existentes". (Jornal Ponto Final- Mariana)

 

Visitas a pacientes são suspensas

            A Fundação São Francisco Xavier divulgou em seu site oficial que as visitas aos pacientes do Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, estão suspensas por tempo indeterminado. A medida preventiva, que começou a valer neste domingo, 15, tem o objetivo de minimizar a exposição dos pacientes ao coronavírus, informa a fundação. A determinação também é válida para o hospital Carlos Chagas, em Itabira, e o Hospital de Cubatão, também mantidos pela FSFX. A fundação ressalta que restrição não se aplica aos acompanhantes nos casos previstos em lei, que continuarão sendo recebidos normalmente. (Diário do Aço- Ipatinga)

 

Uberaba é destaque

            O ranking Connected Smart Cities 2019, elaborado pela Urban Systems, apontou Uberaba como a melhor cidade mineira em Empreendedorismo. Entre os municípios mineiros, Uberaba ficou no primeiro lugar, Viçosa na segunda posição e Belo Horizonte, em terceiro. No ranking brasileiro Uberaba está entre as 20 melhores cidades do País em Empreendedorismo, no 14º lugar. Conforme dados da publicação da Urban Systems, a categoria é composta por sete indicadores, contemplando economia criativa, tecnologia, microempresa individual, espaços de inovação e incubação de conhecimento. Foram analisados a presença de Parques Tecnológicos, crescimento de empresas de tecnologia, entre outros aspectos. (Jornal de Uberaba)

 

São Romão recebe imagem

            A Igreja do Divino Espírito Santo, de São Romão, recebeu de volta uma imagem de São Miguel Arcanjo que estava custodiada pelo Museu Mineiro desde que foi apreendida em 2003. A devolução foi realizada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha) na quinta-feira, dia 12 de março, ao bispo da Arquidiocese de Januária, Dom José Moreira da Silva. A identificação da origem do patrimônio cultural, subtraído na década de 1990, ocorreu em consequência de trabalho desenvolvido pela Coordenadoria das Promotorias de Justiça de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico de Minas Gerais. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros) 


ASCOM