COLUNA MG (07 de Março)

Publicado em 07/03/2019 - coluna-minas-gerais - Da Redação

COLUNA MG (07 de Março)

Prefeitura multada por descarte do lixo

A equipe da Polícia Militar do Meio Ambiente de Salto da Divisa em atendimento de denúncia de poluição ambiental, foi até a fazenda Fundação, na zona rural,l onde são dispostos os resíduos sólidos (lixo urbano) coletados pela Prefeitura Municipal da cidade - que foi multada pelo órgão. Durante a fiscalização foi constatado que o local encontra-se cercado, mas, com livre acesso, não possuindo cancelas, placas de identificação, vigia ou responsável, sem nenhuma forma de tratamento. O aterro está localizado a 723 metros do curso de água (Rio Jequitinhonha), a 200 metros da residência mais próxima e a 50 metros da rodovia (BR-367). (Diário Tribuna - Teófilo Otoni)

 

Curvelo abre temporada do GP Gerais

O prefeito de Curvelo,  Maurílio Guimaraes, abriu oficialmente a temporada 2019 do GP Gerais no Autódromo Internacional Circuito dos Cristais. A solenidade de abertura contou ainda com a participação do presidente da Federação Mineira de Motociclismo, Gustavo Jacob, e outras autoridades. Nesta primeira etapa participaram das provas cerca de 100 pilotos em 6 categorias. Eles vieram de várias cidades de Minas e de outros estados, como Amapá, Bahia, São Paulo, Pernambuco, Mato Grosso, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Piauí e Goiás. A segunda etapa, valendo para o Campeonato Brasileiro, está marcada para o início de maio. (Jornal Centro de Minas - Curvelo)

Comunidade recebe captação de água

            A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), junto ao Coletivo Local de Meio Ambiente (Colmeia) de Paracatu, inaugurou nesta semana o primeiro reservatório de água de chuva construído em ferrocimento no município, por meio do Pró-Mananciais, programa realizado pela Companhia. O evento foi promovido na Comunidade Soares, localidade que recebeu e colaborou com a implantação do sistema de captação entre os meses de novembro e dezembro de 2018, durante uma oficina sobre a tecnologia do ferrocimento. (Paracatu News)

 

HNSA se esforça para manter porta aberta

            Ao contrário do que estava previsto, o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA) não deve fechar as suas portas neste momento. Quem tranquiliza a população é o provedor, padre Moacir Ramos. Ele faz um balanço dos esforços da administração para manter as atividades do hospital. Na última semana, uma série de reuniões aconteceram tendo como pauta a situação financeira do HNSA. Em um destes encontros foi nomeada uma Comissão de Acompanhamento. O grupo é formado por representantes das secretarias municipais de Saúde, prefeituras da região e também da Superintendência Regional de Fabriciano. (Diário de Caratinga)

 

 Usina Solar de Sete Lagoas vai a leilão

            Anunciada em 2011 e planejada para entrar em operação naquele mesmo ano, a Usina Experimental de Geração Solar Fotovoltaica de Sete Lagoas foi tida como a primeira instalação de energia solar fotovoltaica conectada à rede distribuição no estado, a segunda no Brasil e a maior da América Latina. Porém, passados oito anos, a obra está abandonada, apesar de 80% concluída, e até hoje não gerou um único watt sequer. Como se não bastasse, há agora uma batalha judicial pelo terreno e o que restou dos equipamentos. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais agendou para o último dia 22 de fevereiro um leilão das benfeitorias, porém, não houve comprador interessado e um novo leilão deve ser marcado em breve. (Jornal Sete Dias- Sete Lagoas)

 

Confirmados 20 casos de dengue em Araxá

            Em reunião realizada na última semana, pelo Comitê Interinstitucional de Enfrentamento à Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, instituído com aval do prefeito Aracely, a comunidade foi conclamada a participar do combate ao mosquito Aedes Aegypti. Responsável por transmitir essas doenças e a febre amarela, o município já está com 162 notificações, sendo que 20 casos são positivos até o dia 23 de fevereiro em Araxá, números que preocupam a Secretaria Municipal de Saúde, e maiores em relação a 2018 com 76 notificados e 1 caso positivo. ( Diário de Araxá)

 

Municípios fazem gestão compartilhada

            A ocupação territorial desordenada do entorno da Represa de Chapéu D'Uvas está mobilizando governos, instituições e órgãos ambientais regionais em busca de alternativas conciliatórias entre a preservação das águas e o desenvolvimento econômico e turístico de municípios locais. Assim é que o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Afluentes dos Rios Preto e Paraibuna (CBH Preto e Paraibuna) reivindica a criação de um consórcio intermunicipal para a gestão compartilhada da Represa de Chapéu D'Uvas, cujo volume d'água é de 146 milhões de metros cúbicos. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)


ASCOM