Vacinação contra a gripe começa em Muzambinho nas áreas urbana e rural

Publicado em 24/03/2020 - cidade - Da Redação

Vacinação contra a gripe começa em Muzambinho nas áreas urbana e rural

A Secretaria Municipal de Saúde realiza campanha de vacinação descentralizada este ano. “Para evitar aglomeração, os 8 postos da cidade e área rural estão realizando a imunização”, explica o Secretário Luiz Ricardo Bonelli.

Na área rural, o ESF do bairro Patrimônio começou pelo atendimento no bairro do Campestre. A equipe rural de vacinação  recebeu as instruções sobre os procedimentos. O carro da saúde percorreu em uma única manhã mais de 50 quilômetros. “Aqui na família Gregório são quatro pessoas em duas residências diferentes. Dona Durvalina e seu João Antônio são casados há 60 anos e a união é até na hora de ficarem protegidos”, disse a filha que é a cuidadora do casal. Eliana também foi imunizada.

“A campanha está descentralizada este ano. Na área rural estamos atendendo os idosos. Além do atendimento das terças-feiras, também estamos oferendo  a vacina nos atendimentos dos bairros Campestre, Moçambo, Fazenda Ouro Verde e Britamil”, explica Vanessa Bueno.

Para a Andressa Aparecida, o atendimento da médica na área rural é muito importante. “Além de ter a consulta para meus dois filhos, tirei dúvidas sobre o que fazer para proteger minha família e já pequei a receita com a doutora Carolina para a torção do meu pé”, disse. Andressa ainda levou a sogra de 85 anos para ser vacinada contra a gripe.

A  dona  Zaira Campedelli Galante tem 92  anos. Com  mobilidade comprometida e idade avançada está em isolamento por conta da pandemia e foi uma das pacientes rurais que recebeu a vacina da gripe nesta primeira etapa da imunização. “É muito importante receber a equipe da saúde em casa, além de evitar que minha sogra tenha contato com outras pessoas na área urbana. Estamos atentos a todos os cuidados necessários para evitar aglomerações e visitas neste momento”, explica a cafeicultora e nora Raquel Gomes.

Já seu Armando Souza, com 63 anos, sempre morou no bairro rural do Campestre e fez questão de ir até o atendimento do bairro na Fazenda Pena do Tié. “Faço sempre a vacinação e hoje também recebi informações importantes  sobre o que fazer durante o isolamento por conta do corona vírus”, falou.

“Sem a presença da  equipe da vacinação, aqui em casa, seria praticamente impossível”, fala  Marina Lúcia, cuidadora do senhor Pedro Magalhães de 88 anos, que é acamado.

Já Seu Joaquim  Gregório, de 73 anos,  antes receber a vacina teve uma dúvida que a enfermeira logo esclareceu. “Como ele estava sendo medicado com antibióticos e ficou em dúvida se podia ser vacinado, a recomendação médica é que os idosos sejam imunizados,” explica Vanessa.

“Em Muzambinho, além do ambulatório central Itália Franco na cidade, os 8 ESFs urbanos estão realizando a vacinação. A descentralização é para que não ocorra aglomeração”, explica Michel Divino Ap. Novais, responsável pelo setor de Vigilância Epidemiológica.

O calendário de vacinação é nacional e obedece a critérios. A imunização não protege contra o coronavírus, mas evita a pneumonia e faz a imunidade de doenças respiratórias.  Confira o calendário municipal e leve a carteira de vacinação:

 

(Colaborou: Valéria Vilela)