Sistema FAEMG / SENAR e Ocemg se reúnem em busca de aprimoramento em gestão para cooperados rurais

Publicado em 23/10/2019 - agronegocio - Da Redação

Sistema FAEMG / SENAR e Ocemg se reúnem em busca de aprimoramento em gestão para cooperados rurais

Apoios fundamentais do produtor no meio rural, as cooperativas voltadas para o agronegócio estão prestes a ganhar mais uma ferramenta para aprimorar os processos de gestão dos associados e, por consequência, gerar mais benefícios para todos.

Na manhã de segunda-feira (21) a gerente de Capacitação e Promoção Social Andrea Sayar e a gerente de Desenvolvimento e Monitoramento de Cooperativas Vitória Drumond, do Sistema Ocemg, estiveram na sede do Sistema Faemg / Senar Minas, em Belo Horizonte, para identificar pontos de convergência entre as duas entidades e conversar sobre parcerias. O superintendente do Senar Minas, Christiano Nascif, o superintendente técnico da Faemg, Altino Rodrigues Neto, e o coordenador de Formação Profissional Rural (FPR) do Senar, Luiz Ronilson Paiva, receberam as gestoras.

A maior parte das cooperativas atendidas pela Ocemg é de café e leite, conforme as gerentes explicaram. “As cooperativas precisam se desenvolver, assim como o negócio do produtor. As duas coisas caminham juntas – sem uma, a outra não acontece”, disse Vitória Drumond. Para isso, a entidade conta com o Programa de Formação e Acompanhamento da Organização do Quadro Social das Cooperativas Mineiras (Educa OQS), que permite capacitar, definir e estruturar melhor o quadro social das sociedades cooperativas, estabelecendo um processo dinâmico, sistemático e permanente de integração entre associados e cooperativas.

Tendo em vista os objetivos do Educa OQS e de outros programas especiais do Senar, as duas entidades levantaram a possibilidade de customizar o conteúdo do programa da Ocemg com informações focadas no agronegócio, relacionadas ao novo sindicalismo e ao Sistema Faemg / Senar Minas e Sistema CNA, e capacitar instrutores credenciados pelo Senar Minas para aplica-lo. A nova proposta seria ministrada em módulos e ainda pode ser ofertada em conjunto com o Programa de Assistência Técnica e Gerencial – ATeG.

Uma próxima reunião já está marcada para discutir mais detalhes da ideia, que deve iniciar com as cooperativas de produtores de leite. Por hora, será feito um mapeamento dessas entidades para sondar sua participação. Para Vitória Drumond, “esse é um trabalho de suma importância. Estamos assistindo uma dificuldade de gestão e isso está acarretando perdas para os cooperados”. De acordo com Christiano Nascif, a expectativa é ter tudo formatado até o final deste ano.

 


ASCOM /
SENAR MINAS