Urca recebe tributo a Clube da Esquina

Publicado em 06/06/2019 - regiao - Da Redação

Urca recebe tributo a Clube da Esquina

Poços de Caldas - No sábado (8), às 20h, o Teatro Benigno do Gaiga no Espaço Cultural da Urca recebe o espetáculo musical “Sede de Viver Tudo – 2ºDP Visita o Clube da Esquina”. Os músicos Pedro Cezar, Douglas Maiochi e Rafael Moreira vão convidar outros artistas para homenagear o movimento musical mineiro. 

Juntamente com o trio, haverá seis músicos convidados no palco: Rafael Acerbi, guitarrista que tem ganhado notoriedade com a banda As Bahias e a Cozinha Mineira, que recentemente lançou o novo álbum ‘Tarântula’ pela Universal Music; os irmãos e percussionistas Roger Barbosa e Ramon Barbosa, que acompanham vários músicos de Poços de Caldas e região; as cantoras Karina Lee, da banda Chocolate Quente, e Tatiana Meirelles; além do tecladista Flavio D’Avila, que atualmente faz parte da banda Pop Mix, mas que ao longo de sua carreira realizou parcerias com diversos artistas e se destacou pela performance impecável nos teclados. 

Segundo os integrantes da 2ºDP, o show foi pensado em um momento no qual cada artista pudesse emprestar suas habilidades musicais para interpretar o repertório do movimento, num formato bem próximo às gravações originais feitas pelo Clube da Esquina na década de 70, agregando qualidade técnica e artística para que o público possa se emocionar ao ouvir cada canção. 

Os ingressos para o show podem ser adquiridos no Âncora Coffee House ou na bilheteria do Teatro (no sábado), onde são vendidos a preços populares. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia entrada. 

Sobre o Clube da Esquina 

O movimento Clube da Esquina nasceu em Minas Gerais, no bairro de Santa Tereza, em Belo Horizonte, no final dos anos 1960 e início da década de 1970. Um encontro singular de músicos e letristas Lô Borges, Beto Guedes, Milton Nascimento, Fernando Brant, Ronaldo Bastos, Márcio Borges, Toninho Horta, entre outros, que produziu um som que se fundia com as inovações trazidas pela bossa nova a elementos do jazz, do rock – principalmente os Beatles –, música folclórica dos negros mineiros com alguns recursos de música erudita e música hispânica. 

O Clube da Esquina lançou apenas dois discos. O primeiro, duplo homônimo, continha canções de Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Fernando Brant. Em 1978, os integrantes se reuniram novamente e lançaram o Clube da Esquina nº 2, também duplo. Mas ante sua magnitude e singularidade, conquistaram o reconhecimento do público e da crítica nacional e internacional.


ASCOM

--