Ministério do Turismo debate sobre regionalização do turismo no Sudoeste Mineiro

Publicado em 06/06/2019 - regiao - Da Redação

Ministério do Turismo debate sobre regionalização do turismo no Sudoeste Mineiro

Em reunião na AMOG na quinta-feira (06/06) em Guaxupé, a coordenadora-geral de Mapeamento e Gestão Territorial do Turismo do Ministério do Turismo, Ana Carla Moura, apresentou as diretrizes do Programa de Regionalização do Turismo (PRT), executado em parceria com os estados.

O evento reuniu representantes de 92 municípios do Sudoeste Mineiro na sede da AMOG (Associação dos Municípios Microrregião Baixa Mogiana). Bruno Balista, presidente do Circuito Turístico das Montanhas Cafeeiras de Minas, organizador do evento deu as boas-vindas: “É uma oportunidade de apresentarmos ao Ministério do Turismo, as potencialidades do Sudoeste do Estado”, agradeceu Balista na sua fala.

Em seguida, o prefeito de Monte Santo de Minas e presidente da AMOG, Paulo Sérgio Gornati, falou da importância do encontro Regional “Nossos 15 municípios tem potenciais diferentes e mostram suas capacidades em eventos ao longo do ano. O que temos nesta reunião é a oportunidade de unirmos nossos projetos para pleitearmos juntos financiamentos e apoio”.

“Este é um momento importante em que o Mapa do Turismo Brasileiro que está em processo de atualização até julho e falarmos dessa importante ferramenta de desenvolvimento do turismo de forma descentralizada, com priorização de recursos e ações do Ministério do Turismo para os municípios que integram as regiões turísticas em cada estado”, explica Ana Carla.

Nas reuniões do PRT + Integrado, o Ministério do Turismo conta com a participação dos interlocutores do PRT nos estados, que têm autonomia para mapear municípios que compõem as regiões turísticas, para onde são direcionados os programas da Pasta. A coordenadora abordou os programas de financiamento da infraestrutura e dos serviços turísticos, como Prodetur + Turismo e Fungetur, que são voltados para projetos e empreendimentos turísticos localizados em municípios que participam do Mapa.

“O Programa de Regionalização do Turismo é uma das estratégias de gestão do turismo que em nossa região envolve ações que fomentem a economia regional como fazemos há 12 anos com a Agrotur e recentemente com a Festa do Café. Em nível nacional temos no Carnaval, um evento que gera renda para Muzambinho e região e colocou a cidade no circuito da maior festa popular do país, atraindo turistas internacionais”, falou Renato Rezende, Secretário de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo de Muzambinho.

“Atualmente a Federação conta com 40 Circuitos Turísticos associados e mantenedores, envolvendo 496 municípios mineiros.  Desde 2009, com a assinatura do convênio de parceria junto à Secretaria de Estado de Turismo, que, desde então, permite que a Federação realize gestão técnica e administrativa de projetos que favoreçam os Circuitos de Minas”, explicou Igor Araújo, presidente da Federação dos Circuitos Turísticos do Estado de Minas Gerais.

O café atrai turistas e empresas internacionais que procuram o Sul de Minas para negócios e para conhecer as particularidades ligadas a produção das lavouras. O produto agrícola mais famoso do Brasil no exterior é o principal cartão de visitas dos mineiros, enfatizou Marcos Alexandre Costa Buled, Secretário Municipal de Cultura, Esporte e Turismo de Guaxupé.


ASCOM