Coluna Minas Gerais (22 de Maio de 2020)

Publicado em 22/05/2020 - coluna-minas-gerais - Da Redação

Coluna Minas Gerais (22 de Maio de 2020)

Passos distribuirá cloroquina

A Prefeitura de Passos anunciou o uso de cloroquina para tratamento de Covid-19. Foram adquiridas 200 mil cápsulas do medicamento à base de cloroquina e hidroxicloroquina, além de azitromicina. A decisão foi tomada após protocolo editado pelo governo federal para uso da cloroquina. De acordo com a prefeitura, a cloroquina não será distribuída indiscriminadamente. O paciente precisará passar por uma criteriosa avaliação através de um profissional médico, que vai decidir se o mesmo precisará ou não tomar o medicamento, dependendo do estado de saúde ou de outras doenças. (Folha da Manhã - Passos)

 

Pesquisa vai mapear avanço

Um estudo coordenado pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas busca estimar a proporção de pessoas com anticorpos para a Covid-19 e analisar a evolução da doença no país. Denominada de Prevalência de infecção por covid-19 no Brasil, a pesquisa vai avaliar 133 municípios do país. Uberlândia foi uma das cidades escolhidas para a realização do estudo, que também vai avaliar as maiores cidades das cinco regiões do Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). (Diário de Uberlândia)

 

Toledo adota lockdown

A Prefeitura de Toledo decretou 'lockdown' na cidade na sexta-feira, 22. De acordo com o prefeito, Donizeti Leme, a medida vai valer até o domingo, 24. O intuito é evitar que visitantes venham até a cidade. Vale lembrar que o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, decretou um megaferiado no município. De acordo com Donizeti, a ação vai ser realizada para evitar a proliferação do coronavírus no município. O prefeito ainda deixou claro o medo de uma grande contaminação em Toledo e falta de estrutura local, tendo em vista que a cidade não tem um hospital. (Correio do Sul- Varginha) l

 

Projeto irá desenvolver tecnologias

Para auxiliar no enfrentamento da covid-19 em hospitais da região, o Instituto Federal do Sul de Minas (IF Sul de Minas), por meio do campus Poços de Caldas, vai desenvolver tecnologias em prol dos profissionais da saúde, que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus. Entre as ações, está o desenvolvimento de autoclaves de ozônio, para descontaminação de equipamentos de proteção individual (EPI), rodos de luz ultravioleta (UV-C) e robôs UV-C autônomos e com inteligência artificial, para descontaminação de pisos hospitalares. (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas)

 

Apicultura cresce no NM 

Desde o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil, a comercialização de produtos provenientes da apicultura vem apresentando crescimento no Norte de Minas, especialmente o mel de aroeira. Os destaques nas vendas são o própolis verde, com acréscimo em torno de 300%, e o mel de aroeira, com pouco mais de 30%, gerando aumento de renda para aproximadamente 1.500 famílias de pequenos produtores rurais organizados em 25 associações comunitárias e numa cooperativa regional com sede no município de Bocaiúva. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros)

 

Festival de Teatro será online

De 27 a 31 de maio, vai ser realizado a 6ª edição do Festival Nacional de Teatro, o Profesteatro, produzido pela Cia de Teatro Terceiro Sinal de Congonhas - MG. Idealizado pelo ator, diretor e produtor cultural João Sabará, promete fazer história, já que vai ser o primeiro grande Festival Online de Teatro, de relevância nacional, com envolvimento de grupos de Teatro de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Rio Grande Sul, Amazonas, Santa Catarina, Paraná, Pernambuco e Distrito Federal. (Portal da Cidade- Mariana)

 

Pesquisadores desenvolvem oxímetro

O projeto é desenvolvido na Universidade Federal de Ouro Preto e na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). A ideia é que a nova tecnologia funcione como um oxímetro convencional, com a diferença de que, neste sistema, os resultados são compartilhados com um servidor central e analisados por entidades de saúde competentes. Atualmente, o dispositivo passa por avaliações, principalmente para validação dos sensores responsáveis pela leitura dos dados coletados. (Jornal Voz Ativa- Ouro Preto)


ASCOM