Trabalho do Serviço de Atenção Domiciliar de Poços é premiado em Congresso no Paraná

Publicado em 11/04/2018 - regiao - Da Redação

Trabalho do Serviço de Atenção Domiciliar de Poços é premiado em Congresso no Paraná

Aplicação de Ferramentas nos Cuidadores de Pacientes em Processo de Alta Hospitalar – este foi o tema do trabalho do SAD – Serviço de Atenção Domiciliar de Poços, que foi apresentado junto com outras iniciativas do Brasil todo. “Eu apresentei a ferramenta que consiste em um questionário com opções de resposta sim ou não, para perguntas referentes a saber ou não executar os cuidados do dia a dia, com dieta, higiene e medicação, por exemplo. Diante destas respostas, o setor responsável é orientado a capacitar este cuidador com o paciente ainda dentro do hospital, para que ele esteja mais preparado para prestar a assistência após a alta hospitalar. A iniciativa tem diminuído nossas taxas de reinternação precoce”, contou a médica Beatriz Helena Martins Lusvarghi que esteve na capital paranaense, representando a equipe de Poços.

A escolha foi feita pela comissão de seleção da 1ª edição do Mapeamento de Experiências Inovadoras em Gestão do Trabalho e da Educação em Atenção Domiciliar, do 3º Congresso Sul Brasileiro de Atenção Domiciliar, realizado de 5 a 7 de abril, em Curitiba, Paraná. O trabalho de Poços ficou em 6º lugar entre os 23 selecionados. “Foi uma oportunidade especial, aprendi muito, compartilhei experiências e recebi o reconhecimento pelo nosso trabalho”, complementou a médica.

O SAD assiste atualmente mais de 30 pacientes, em Poços. O atendimento consiste em proporcionar a desospitalização de pacientes graves e complexos, com equipe composta por: fisioterapeuta, fonoaudiólogo, assistente social, nutricionista, médico, enfermeiro, auxiliares e técnicos de enfermagem. O atendimento é via Unidade Básica de Saúde para pacientes já desospitalizados ou pela UPA, Margarita Morales, Santa Casa e Santa Lúcia, no caso de pacientes ainda internados ou em observação. “Além de toda a assistência prestada em domicílio, temos também este acompanhamento desde o período hospitalar, com a alta só sendo dada após a verificação de que o cuidador está preparado para atender este paciente em casa”, explicou Miriam Cioffi Ayres, coordenadora do SAD.

Este Serviço de Atenção Domiciliar funciona de segunda a segunda e é fundamental para proporcionar a estes pacientes a oportunidade de estar em casa, além de liberar leitos de hospitais para casos que não podem ser tratados fora do ambiente hospitalar. Com certeza, este reconhecimento pelos excelentes serviços prestados pela nossa equipe é motivo de orgulho para nós da secretaria de Saúde”, finalizou o secretário de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva.

Os dez trabalhos primeiros colocados serão publicados no site da Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS. O endereço é o https://www.paho.org/bra/

ASCOM