Prefeitura de Paraíso discute redução de despesas com Sindicato

Publicado em 07/11/2018 - regiao - Da Redação

Prefeitura de Paraíso discute redução de despesas com Sindicato

A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso realizou na terça-feira, 6, uma reunião com a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sempre) para discutir uma série de sugestões protocoladas pelo órgão de classe na quarta-feira, 31 de outubro, a fim de reduzir despesas na administração e colocar em dia a folha de pagamento dos servidores. Até o momento, só recebeu o salário de setembro quem ganha até R$ 2.500,00.

Aos professores vinculados ao Fundo da Educação Básica (Fundeb), foi pago a todos até R$ 1.900,00. 

Entre as sugestões apresentadas pelo Sindicato e que foram extraídas de comissões setoriais formadas por servidores de diversos departamentos da Prefeitura, estão a exoneração dos cargos comissionados com recrutamento externo, fusão de secretarias, revisão dos contratos de terceirização e suspensão temporária nos cargos em comissão para servidores efetivos. 

O documento ainda propõe o corte da cessão de transporte para participação em eventos esportivos em outras cidades, corte de apoio a eventos esportivos de terceiros com qualquer tipo de prestação de serviços que gerem custo, corte do contrato da Prefeitura com o time de futsal da Intelli, pagamento de horas extras somente para prestação de serviços assistenciais e imprescindíveis, corte de pagamento de adicionais indevidos e de sobreaviso. 

Participaram da reunião o prefeito Walker Américo Oliveira, a vice Dilma Oliveira, todos os secretários municipais, representantes do setor contábil, de comunicação e controle interno, além de Maria Rejane Tenório Araújo Santos e Rildo Domingos, ambos da diretoria do Sindicato.

Um novo encontro deve acontecer nesta quarta-feira na Prefeitura, às 8h30, desta vez com a participação de vereadores. 

Durante a reunião, o prefeito ressaltou que diversas medidas já foram tomadas pela administração para conter as despesas e vai analisar todas as sugestões apresentadas pelo Sindicato. As respostas serão enviadas por ofício ao órgão classista. Walker destacou, ainda, que o Governo do Estado deve mais de R$ 21 milhões ao município. Deste montante, mais de R$ 1,5 milhão são repasses do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) referente ao período de 25 de setembro a 30 de outubro e quase R$ 500 mil do Fundeb e que daria para a Prefeitura quitar a folha de pagamento do mês de setembro.

 ASCOM / texto: Adriano Rosa Silva / fotos: Denis Menezes