Obras de melhoria e ampliação do Centro de Controle de Zoonoses em Poços têm início

Publicado em 10/07/2018 - regiao - Da Redação

Obras de melhoria e ampliação do Centro de Controle de Zoonoses em Poços têm início

Há cerca de dez anos, o antigo Canil Municipal, no Campo das Antas, passou a se chamar CCZ – Centro de Controle de Zoonoses. Mas até então, nenhuma mudança efetiva, além do nome, havia sido feita no sentido de contemplar a necessidade de uma estrutura física diferenciada para um serviço que vai bem além de abrigar animais. Com este objetivo, a Secretaria Municipal de Saúde preparou um projeto que esta semana começou a ser executado, com o início das obras de melhoria e ampliação do CCZ. Na manhã desta sexta, 6, o secretário de Saúde, Flávio Togni de Lima e Silva esteve visitando o local. “Mais uma etapa do Projeto Melhor Amigo, lançado no final de 2017, começa com o início destas obras, reforçando e provando a nossa preocupação com a causa animal nos seus múltiplos aspectos. É importantíssimo lembrar que após a conclusão dos trabalhos, pela primeira vez, Poços de Caldas terá um CCZ com alvará sanitário de funcionamento”, declarou o secretário.

A nova planta inclui: baias individuais de isolamento para cães e gatos, baias para filhotes, sala de atendimento, sala de procedimento cirúrgico, central para lavagem e esterilização de materiais em ambientes separados, espaços pré e pós-operatório, necropsia, laboratório de entomologia, almoxarifado, depósito de ração e insumos e área administrativa ampliada. “Trata-se de uma obra necessária para dar as condições ideais, com a estrutura real que um centro de controle de zoonoses pede e com o rigor que a legislação exige”, informou a autoridade sanitária Andréa Ribeiro Froés de Vasconcelos.

O CCZ faz a apreensão de cães e animais de grande porte, como equinos, bovinos e muares. Atualmente, cerca de 100 animais estão no local. A obra prevê ainda a construção de um gatil cercado, o que vai possibilitar ampliar este atendimento também para os felinos. A execução é da Jemac Prestadora de Serviços Ltda, contratada por meio de processo licitatório. O prazo previsto é de quatro meses e o custo estimado é de 296 mil 360 reais e 65 centavos. “O projeto contempla a restauração do espaço já existente e a ampliação com a construção de novas áreas”, explicou Fernanda Marinoni, engenheira civil da Secretaria de Obras.

Enquanto o CCZ está em obras, somente atendimentos de emergência serão feitos. “Continuaremos com as apreensões de animais agressivos que ofereçam riscos, com os casos de urgência, de animais mortos em vias públicas ou com suspeitas graves de zoonoses. É importante lembrar que o CCZ é para atendimento de animais para controle e combate de zoonoses e não para abrigar animais sadios. Esta obra é fundamental para a melhoria dos serviços prestados”, afirmou Elis Roberti Perlato do Lago, médica veterinária e responsável técnica do CCZ. A solicitação para apreensão pode ser feita pelo 153 ou pelo número do plantão 98871-0479. Os cães em tratamento ficam em quarentena e após receberem alta, são encaminhados para adoção no Abrigo de Animais, no bairro São José, espaço que também passa por obras de melhorias e adequação.

“Trata-se de um passo muito importante, porque pela primeira vez temos uma obra no centro de controle de zoonoses de forma a tornar este espaço realmente adequado e preparado para esta finalidade, trazendo inclusive melhores condições de trabalho para o local”, finalizou o coordenador da Vigilância Ambiental, Jorge Miguel Ferreira do Lago.

ASCOM