Iniciativa promove troca de roupas e brinquedos no Programa Materno Infantil em Poços

Publicado em 09/02/2018 - regiao - Da Redação

Iniciativa promove troca de roupas e brinquedos no Programa Materno Infantil em Poços

As mamães que foram até o Programa Materno Infantil nos últimos dias já conhecem a novidade. Inspirada nas ideias de varais solidários e clubes de troca, uma pequena estante com alguns cabideiros foi colocada na recepção do local. O espaço expõe peças de roupas, calçados e brinquedos. Quem pode, doa e quem precisa, pode ficar à vontade para levar o que vai ser útil. “As crianças crescem muito rápido então é muito comum ter em casa, roupas e brinquedos que já não são mais utilizados. Essa ideia visa estimular esta troca, estimular a doação e a colaboração entre as pessoas”, explicou a nutricionista Ana Elisa Stano Casalinho.

A iniciativa foi colocada em prática há cerca de duas semanas e a adesão do público já é satisfatória. “A gente tinha muito brinquedo no cesto, mas as crianças que vieram com as mães descobriram a novidade, se divertiram aqui e ainda levaram um brinquedo para casa, é muito gostoso de ver isso”, contou a técnica de enfermagem Francisca Rosa Loro.

Qualquer pessoa pode fazer doações ao clube da troca do Programa Materno Infantil, que funciona na Rua Araguaia, 68, no Jardim dos Estados, segundas, quartas e quintas, das 7h às 14h. As terças e sextas, o local também atende no período da tarde, até às 17 horas, as grávidas nas últimas semanas de gestação, no Ambulatório de Saúde da Gestante, por meio de encaminhamento das Unidades Básicas de Saúde e agendamento prévio. “O Ambulatório teve início em novembro, complementando o trabalho de apoio e orientação oferecido pelo Materno Infantil há mais de 30 anos em Poços”, disse Daiana Clélia de Carvalho Morais, coordenadora do Programa Municipal.

O Programa Municipal Materno Infantil oferece orientação às futuras mamães e apoio para a amamentação, por meio de encontros periódicos durante e após a gestação. Para participar é fundamental comprovar a realização do pré-natal durante toda a gestação, por meio da apresentação da carteirinha de gestante. Pode ser paciente do SUS, atendida nas UBSs ou nos Núcleos Especializados, pode ser também paciente atendida na rede particular ou em convênios. Os bebês das mães que frequentam todo o ciclo, composto por seis palestras durante a gestação, podem permanecer no Programa, com acompanhamento de nutricionista e pediatra, no primeiro ano de vida. Em média, são atendidas por ano no Materno Infantil, 900 gestantes e 500 crianças, além do trabalho desenvolvido no Ambulatório.

ascom