Na primeira reunião, vereadores divergem em Monte Belo

Publicado em 10/02/2019 - politica - Da Redação

Na primeira reunião, vereadores divergem em Monte Belo

No dia 05 de fevereiro, o Poder Legislativo de Monte Belo realizou a sua primeira reunião ordinária do ano de 2019. Agora sob a presidência da vereadora Cida, a sessão aconteceu com muitos debates sobre temas de interesse da comunidade.

COMPROMISSO COM O POVO

O vereador Nilson Donizette da Silva (“Nilsinho”) garantiu que as estradas rurais estão em condições de tráfego. Comentou que há pouco mais de um mês foi realizada a operação tapa-buracos nas ruas da cidade, sendo que o serviço será novamente realizado na próxima semana. Já no mês de março será executado o recapeamento em diversas ruas e travessas. Observando a difícil situação financeira de muitos municípios, Nilsinho argumentou que a administração de Monte Belo está muito bem, pois tem preocupação com o povo e servidores públicos municipais. Assim, entre realizar o carnaval e manter o pagamento do funcionalismo, a preocupação será manter os compromissos em dia com os servidores. Reconheceu que o povo precisa de festa, mas esta deve acontecer no momento correto e com as devidas condições.

Nilsinho manifestou sua concordância com a presidente Cida sobre a transmissão das reuniões pela emissora de rádio local. Explicou que a interrupção vai ocorrer por um período de aproximadamente três meses. Depois, a mesa diretora fará licitação para contratar o serviço. Antes, o valor cobrado era de R$ 875,00/mês. O vereador argumentou que a decisão de interromper as transmissões visou a economia. Agora, o cidadão pode acessar o site da Câmara e conferir a transmissão ao vivo.

A presidente Cida destacou o compromisso da administração com a população citando que os veículos da saúde não interromperam o transporte de pacientes, situação contrária verificada em outras cidades da região. Também falou sobre a situação positiva nas estradas rurais do município de Monte Belo. Mesmo assim, o desejo é que as estradas estejam ainda melhor, pois o povo precisa e ainda existem alguns pontos críticos. “Esta administração tem o compromisso com o povo”, disse. Quanto ao carnaval, entende que a possibilidade deve ser analisada, sendo preciso primeiro pensar nos compromissos.


UM GRANDE ERRO

O vereador Gilmar Ferreira questionou a falta de transmissão das reuniões, seja por qualquer uma das duas emissoras de rádio local (Montana e Independente). Chegou a dizer que a presidente Cida está cometendo um erro neste caso. Até porque os presidentes anteriores não interromperam a transmissão, apesar do custo em torno de R$ 800,00. Gilmar, falando sobre os custos, argumentou que a Câmara tem dinheiro para a participação em cursos, diárias para vereadores e para aumentar salário dos funcionários. Portanto, voltou a falar que a presidente está cometendo um grande erro ao interromper as transmissões.

A presidente Cida confirmou que a transmissão não ocorrerá neste momento através da emissora de rádio. Mas argumentou que a transmissão está sendo feita normalmente pelo site da Câmara, em tempo real e de livre acesso. O jornal A Folha Regional também faz a devida cobertura (há mais de 25 anos). Além disso, o plenário está aberto para toda população. Sobre a participação de funcionários em cursos, justificou que precisa de servidores qualificados. Revelou que uma funcionária está assumindo duas funções num cargo que já existe há muitos anos, representando economia. A presidente ainda falou do objetivo de organizar os trabalhos e “colocar a casa em dia”.

Neste momento, o debate foi intenso entre os vereadores Nilsinho e Gilmar, com troca de acusações. Nilsinho disse que o colega queria a transmissão para “quebrar o pau”, enquanto que Gilmar acusou Nilsinho de ser o autor da medida que interrompeu as transmissões para “fazer as coisas erradas”. A presidente Cida disse que o colega Gilmar está equivocado com as acusações feitas. Nilsinho garantiu que todos os atos tem transparência e não toma sozinho das decisões.


UNIÃO SEM BRIGAS

A vereadora Rosária Aparecida de Souza (“Rosária do Bom Jesus”) defendeu o início dos trabalhos com Deus, sem brigas e com união. Todos devem estar empenhados na conquista de verbas para o município, atendendo as necessidades do povo. Manifestou a sua confiança na palavra da presidente de que voltará com as transmissões pela emissora de rádio.

Rosária ainda pediu o envio de ofício ao prefeito solicitando resposta sobre a mudança de mesa em praça da cidade. Com a devida resposta, acredita que o povo poderá ter conhecimento a respeito. A vereadora também a recuperação de mata-burro na propriedade do Sr. Jair do Henrique. Também aproveitou para reivindicar a operação tapa-buraco na Rua do Joãozinho Paraná.


DEFESA DA CÂMARA

O vereador Valdir Francisco da Silva (“Pezão”) informou que conversou com o Secretário Lilinho, sendo que o mesmo falou da intenção de realizar a operação tapa-buracos nas ruas da cidade na quinta ou sexta-feira. Em seguida, contou que ficou muito contente e confiante do bom trabalho no pátio, sendo possível solucionar os problemas das estradas rurais. “Tenho certeza de que vai melhorar”, disse. Sobre críticas dirigidas aos vereadores e Executivo, Pezão manifestou entendimento de que o prefeito Valdevino está empenho na solução dos problemas do município. A obra da Praça de Esportes, por exemplo, será concluída. Também esclareceu que a Câmara apurou denúncia apresentada, através de Tomada Especial de Contas. Portanto, os vereadores tomaram as medidas necessárias. O caso agora está no Ministério Público.

Na sequência, Pezão comentou que o ex-deputado federal Renato Andrade esteve no município e fez a entrega de uma ambulância e um trator. Porém, ninguém fala das conquistas viabilizadas pelos vereadores.

A presidente Cida também rebateu críticas, reclamando que o autor está se escondendo uma imagem falsa (fake). “Quer falar, mostra a cara”, desafiou. Também esclareceu que a Câmara tomou as providências cabíveis quanto à denúncia apresentada, esclarecendo o fato e encaminhando ao Ministério Público. “É um absurdo essas pessoas ignorantes, escondidas atrás de uma máscara, ficar falando dos vereadores”, reclamou.

Gilmar afirmou que o autor das críticas em rede social “é um laranja”. “Mandaram ele fazer, uma meia dúzia de cascavel”, disse. Afirmou que o sujeito já foi até preso e como não tem voto, fica criticando os vereadores.


ESTRADAS RURAIS PÉSSIMAS

O vereador Cláudio Donizete Pereira (“Claudinho”) agradeceu os elogios do colega Gilmar, que destacou o esforço feito na gestão anterior de manter a rádio e outras divulgações. Parabenizou a atual presidente Cida por dar continuidade à divulgação através da Internet, valorizando também a cobertura pelo jornal A Folha Regional. Claudinho afirmou que a rádio é muito importante para este trabalho de divulgação, contando com a aprovação popular. Também afirmou que entende o posicionamento da presidência, considerando outras prioridades neste momento. Mas acredita ser possível atender as prioridades e manter a rádio.

Claudinho, por outro lado, afirmou que o trabalho de conservação das estradas rurais está muito devagar. Assim, as estradas rurais estão em situação crítica. “Não esteve tão ruim como agora”, disse. As maiores reclamações ocorrem em diversos bairros rurais, como Tormenta e Grama. Comentou que a prefeitura tem três máquinas, mas duas estão quebradas. Sugeriu que as máquinas sejam recuperadas ou que seja feita a contratação. Aproveitou para criticar a falta de apoio da AMOG, que recebe um valor mensal absurdo por parte do município. “Não sei se o prefeito vai continuar pagando a AMOG para jogar dinheiro fora”, falou.

O vereador Antônio Marco Tranches (“Marquinho Tranches”) reforçou o pedido do colega Claudinho de conservação das estradas rurais, citando os bairros Tormenta e Grama. Também falou da necessidade de melhorias na Serra Escura, onde os moradores estão com dificuldades com relação às estradas que estão intransitáveis. Marquinho ainda pediu melhorias de limpeza nas ruas do Distrito de Jureia.

Marquinho desejou um bom trabalho à colega Cida na presidência da Câmara. E que os vereadores desenvolvam as ações necessárias, buscando apoio dos deputados na conquista de recursos para o município. Falou que parte do recapeamento de ruas conta com ação do deputado federal Carlos Melles. Entende que, diante das dificuldades, a cidade de Monte Belo tem sobressaído bem. No final, falou que moradores estão reclamando do ISS, que saiu de pouco mais de 150 reais para 468 reais.


RUAS PRECÁRIAS

O vereador Aloísio Antônio Boneli Almeida (“Biscoito”) apresentou indicação ao Executivo sugerindo a adoção de providências de manutenção na Av. José Alves de Castro e Rua Coronel João Evangelista dos Anjos, no bairro São Mateus. Segundo ele, as referidas vias públicas estão em situação precária.


JUNTO COM TODOS

A vereadora Maria Aparecida Correia de Freitas (“Cida”), presidente da Câmara de Monte Belo no biênio 2019/2020, agradeceu todos os colegas vereadores. Confirmou a intenção de trabalhar junto com todos, informando todas as decisões tomadas. Deseja desenvolver todas as ações de forma conjunta. Agradeceu o apoio de todos. “Vamos trabalhar juntos para o bem do nosso município e da nossa população”, garantiu. Garantiu que em breve as transmissões pela rádio serão retomadas, através da devida licitação. Esclareceu que a participação de funcionária em curso visa uma ação com responsabilidade, competência e compromisso.