A Folha Regional - Artigos - Zé Nário

A PAZ

Em 15/10/2012 - Zé Nário - Zé Nário

A paz? Não tenho boas notícias sobre ela! Definitivamente! A cada dia que passa, ela está sendo impiedosamente soterrada nos escombros das cidades sírias. Se arrasta miseravelmente, ali perto, pelas fronteiras de Israel com a Palestina. No Egito ela se esconde pelos becos, desviando dos aglomerados de pessoas que a caçam pelas cidades. No Afeganistão ela desapareceu por entre os desfiladeiros pedregosos daquele país distante e pobre.

Veja +

Lei de Resíduos Sólidos é desafio para os prefeitos

Em 02/10/2012 - Zé Nário - Da Redação

A Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei 12.305/2010, apresenta-se como um grande desafio para o próximo mandato dos prefeitos eleitos ou reeleitos no dia sete de outubro próximo. Algumas metas contidas na lei já estão atrasadas e parece que não há sinais de movimentação no sentido de atualizá-las.A lei em questão tramitou pelo congresso nacional durante dezenove anos e, depois de várias alterações e depurações, foi aprovada em agosto de 2010.

Veja +

OLIMPÍADAS 2012: VALEU A PENA O INVESTIMENTO?

Em 31/08/2012 - Zé Nário - Zé Nário

O Brasil saiu de Londres com a 22ª posição no quadro de medalhas das Olimpíadas de 2012. Foram conquistadas três medalhas de ouro, cinco de prata e nove de bronze, num total de dezessete. As medalhas mais esperadas, na natação e no atletismo, não vieram. Atletas tidos como os melhores do mundo em suas especialidades, decepcionaram. Inclusive, mais uma vez, o futebol masculino.Mas este fracasso não foi por falta de investimento. Já nas olimpíadas de Pequim, quatro anos atrás, o país investiu um bilhão e duzentos milhões de reais. Em Londres o investimento de dinheiro público foi de dois bilhões de reais. Além dessa fortuna, muitos outros milhões de reais vieram de patrocinadores. Porém, ninguém sabe qual seria esse valor.

Veja +

LITERATURA É ARTE?

Em 20/07/2012 - Zé Nário - Zé Nário

Tenho observado, continuamente, as relações das pessoas com as artes, porque a todo instante vemos manifestações de artes. Elas povoam deliciosamente nossa existência e enobrecem o nosso viver. Porém, infelizmente, a maioria dessas manifestações ainda depende da ajuda do poder público. E distorções acontecem em virtude disso.

Veja +

É MUITO BOM FAZER PARTE DESSA HISTÓRIA!

Em 01/06/2012 - Zé Nário - Zé Nário

Não sei exatamente há quantos anos eu faço parte dessa história. Nunca anotei a data que comecei. Um dia me disseram: “Manda um texto pra lá. Quem sabe o diretor gosta e você passa a ser colaborador”. O diretor gostou, acho que alguns leitores também, e aqui estou até hoje. Como disse, não sei com certeza há quanto tempo meus textos são publicados neste prestigioso semanário.  Quinze, dezesseis, dezessete... Dezoito ou dezenove anos? Não sei... Só sei que faz muito tempo.

Veja +

CADA UM QUE CUIDE DO SEU LIXO!

Em 09/12/2011 - Zé Nário - Zé Nário

O Rio de Janeiro nos dá o exemplo acabado de como não se deve tratar a criminalidade. Durante anos e anos, os morros da cidade foram ocupados por submoradias e problemas diversos, com a ausência total do Estado e até com a anuência dele. Dentre esses problemas inclui-se a criminalidade sob várias formas. O tráfico de drogas encontrou ali as condições ideais para se desenvolver e trouxe junto toda sorte de contravenções. O acesso difícil, as ruas estreitas e uma infinidade de ruelas e becos facilitam imensamente a ocultação de criminosos de todas as estirpes.

Veja +

ROTATÓRIAS

Em 11/11/2011 - Zé Nário - Zé Nário

O trânsito de veículos automotores está se complicando nas cidades, grandes e pequenas, por todo o país. O aumento do número de motocicletas, carros, caminhões e congêneres é evidente e inevitável. Graças a Deus, ainda bem, cada vez mais pessoas podem realizar o sonho do carro próprio. Não deveria ser assim, mas, para a maioria das pessoas, este sonho é maior do que o sonho da casa própria. Acho muito bom que as pessoas possam ter o seu carro e deslocar-se soberanamente pelas ruas e estradas desse nosso imenso país, sem depender dos horários restritos do transporte público, reconhecidamente péssimo nas grandes cidades. Circular livremente, inclusive causando problemas de circulação, é um direito de todos.

Veja +

ROTATÓRIAS

Em 11/11/2011 - Zé Nário - Zé Nário

O trânsito de veículos automotores está se complicando nas cidades, grandes e pequenas, por todo o país. O aumento do número de motocicletas, carros, caminhões e congêneres é evidente e inevitável. Graças a Deus, ainda bem, cada vez mais pessoas podem realizar o sonho do carro próprio. Não deveria ser assim, mas, para a maioria das pessoas, este sonho é maior do que o sonho da casa própria. Acho muito bom que as pessoas possam ter o seu carro e deslocar-se soberanamente pelas ruas e estradas desse nosso imenso país, sem depender dos horários restritos do transporte público, reconhecidamente péssimo nas grandes cidades. Circular livremente, inclusive causando problemas de circulação, é um direito de todos.

Veja +

PITO, PITÔ! A violência nas escolas brasileiras

Em 30/09/2011 - Zé Nário - Zé Nário

Nas últimas semanas os jornais televisivos mostraram várias reportagens sobre violência nas escolas brasileiras, inclusive com duas ocorrências em escolas mineiras. Recrimináveis e assustadores os acontecimentos: uma diretora sofreu agressão de um aluno, uma mãe de aluna espancou a professora da filha, a mãe de uma aluna surrou a mãe de outra aluna. Além disso, imagens de alunas se pegando e rolando no chão após as aulas, gravadas por aparelhos de telefonia celular, foram mostradas à exaustão.

Veja +

PRIMAVERA INVERNAL

Em 23/09/2011 - Zé Nário - Zé Nário

Parece que algumas espécies da nossa rica flora estão meio malucas. Tem árvore verdinha, verdinha, como se as chuvas já tivessem voltado. Mas, opostamente, tem exemplares de ipê, amarelo, roxo, branco, que ainda nem derrubaram as folhas para emitir a floração exuberante. O normal é que já estivessem derrubandoTípica do inverno, a seca prolongada, que já invade a primavera, confunde os organismos vivos. Estamos entrando na primavera e as noites ainda estão frias. A temperatura ao sol chega a ser insuportável. Na sombra, dentro de casa, os pelos arrepiam de frio. Por causa dessas variações, as doenças respiratórias atacam em bloco, principalmente nas crianças e idosos.

Veja +

« 1 2 3 4 5 »