Secretaria de Saúde realiza mais de 2.300 cirurgias de castração no primeiro semestre em Poços

Publicado em 25/07/2018 - saude - Da Redação

Secretaria de Saúde realiza mais de 2.300 cirurgias de castração no primeiro semestre em Poços

2.351 animais, sendo 1.394 cães e 957 gatos, estes são números dos atendimentos no primeiro semestre de 2018, do Programa Municipal de Castração de Cães e Gatos da Secretaria Municipal de Saúde. Os procedimentos foram realizados em três clínicas credenciadas, de forma a trazer mais segurança e tranquilidade, especialmente no processo pós-operatório. “Tivemos um número significativo de cirurgias realizadas e sem nenhuma intercorrência, o que comprova a necessidade desta preocupação com a saúde dos animais que o Programa teve desde o início”, afirmou o coordenador da Vigilância Ambiental, Jorge Miguel Ferreira do Lago. 

Até o momento já são 2.515 animais inscritos, sendo 1.488 cães e 1.027 gatos. O número de felinos superou as estimativas feitas para o trabalho. A Vigilância Ambiental se baseou em dados do Ministério da Saúde com  relação ao percentual da população felina em comparação a população canina e o registro geográfico da estimativa do número de animais em Poços, que colocavam entre 30% a 35% o número de felinos e o restante de caninos. “No nosso cadastro, este número de felinos superou os 40%. Como nossa estimativa foi menor, até pela diferença nos valores dos dois tipos de cirurgia, a cota de felinos já foi atingida com 1050 cadastros. Por isso, estamos providenciando um novo credenciamento de clínicas para que os felinos possam voltar a ser atendidos em breve”, esclareceu Jorge. 

O procedimento de credenciamento de clínicas substituiu o Castramóvel, ônibus adaptado para a realização das cirurgias. Registros da Vigilância Ambiental mostram que em 2014, o veículo funcionou nos meses de junho e julho, quando foram feitas 11 cirurgias, apenas em cães e gatos machos. Em 2015, de fevereiro a dezembro, foram 378 cirurgias, sendo apenas uma em um cão fêmea e o restante em machos, cães e gatos. Já em 2016, foram 1.244 cirurgias em cães e gatos machos e fêmeas. Somando todos os períodos, foram realizadas no castramóvel 1.633 cirurgias, sendo 1.032 em cães e 601 em gatos. Foram 12 óbitos registrados oficialmente, em seis diferentes localidades de Poços e além disso, 50 ocorrências de complicações. 

O Programa Municipal de Castração de Cães e Gatos faz parte do Projeto Melhor Amigo, que inclui uma série de ações voltadas para a causa animal. Além da cirurgia de castração, os animais atendidos pelo Programa também recebem um chip que armazena dados de localização. Caso este animal se perca e seja encontrado pela equipe do CCZ – Centro de Controle de Zoonoses, um leitor permitirá a leitura destas informações e o encaminhamento do bichinho ao seu lar. O atraso na entrega dos microchips suspendeu temporariamente o cadastro de novos animais, mas o secretário de Saúde reafirma o compromisso com a ação que tem caráter permanente. “Já superamos a meta inicial que era de 2.400 animais atendidos nesta primeira fase. Os cadastros não estão sendo feitos neste momento mas nós temos ainda 164 animais já cadastrados e que serão operados nas próximas semanas, porque o Programa continua normalmente. Acreditamos que no prazo de 30 dias os cadastros voltarão a ser feitos e as cirurgias que não foram interrompidas em nenhum momento, continuarão a ser realizadas dentro desta nossa preocupação em oferecer a população uma ação completa e que atenda aos diferentes aspectos da causa animal”, finalizou Flávio Togni de Lima e Silva. Dúvidas sobre as cirurgias de castração ou sobre o Projeto Melhor Amigo podem ser esclarecidas pelo 3697 – 5977.