Passeio noturno e feriado garantem agenda especial da Maria Fumaça

Publicado em 16/05/2018 - regiao - Da Redação

Passeio noturno e feriado garantem agenda especial da Maria Fumaça

Dia 18/05 acontece a quinta edição da viagem temática  

Música, arte e história embarcam no trem durante o próximo passeio noturno da Maria Fumaça. A atividade integra a 16ª Semana dos Museus. Entidades de São João Del Rei e Tiradentes irão destacar durante o período (14 e 18) a presença e a influência da tradição africana nos costumes mineiros. 

Quem viajar pela Maria Fumaça na noite do dia 18 vai desfrutar de atividades culturais e apresentações musicais promovidas por artistas locais nas duas estações e durante os percursos. A proposta de um passeio noturno é motivada pela demanda crescente em determinados períodos do ano. As primeiras edições abordaram o Natal, Carnaval, Semana Santa e Tiradentes. “A repercussão tem sido ótima, o público aprova o horário e a programação especial”, aponta Marcelino Carvalho, supervisor do Trem Turístico. A iniciativa tem como parceiros o Circuito Trilha dos Inconfidentes, o Instituto Vertentes Cultural, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de São João del Rei e o IPHAN.          

E se o tema é programação especial, a Maria Fumaça já tem 14 horários extras para o período de 31 de maio a 3 de junho em razão do feriado de Corpus Christi. A locomotiva que faz o trajeto entre as cidades do Campo das Vertentes é uma das poucas unidades a vapor no mundo que ainda rodam em bitola de 76 cm. No passeio de 12 quilômetros, a composição, com capacidade para transportar até 250 passageiros, passa pela antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas (EFOM). Cada percurso dura cerca de 50 minutos.

  

Acessibilidade 

A Maria Fumaça conta com um vagão modificado para facilitar o acesso de cadeirantes. A entrada e uma rampa nas estações têm melhorado não só a locomoção de pessoas com deficiência como também o acesso dos idosos.

 

História 

A rota foi inaugurada em 1881 por D. Pedro II, cruzando rios, montanhas e estações que preservam a arquitetura do século XIX. No trajeto é possível avistar belas paisagens, como o Rio das Mortes e a Serra de São José, área de preservação ambiental também conhecida como Serra de Tiradentes.

 

A estação de São João Del-Rei é uma atração à parte. No prédio, também construído no século XIX, funciona o Museu Ferroviário inaugurado em 1981, ano do centenário da Estrada de Ferro Oeste de Minas. O acervo reúne objetos que contam a história da ferrovia no Brasil e na região, como a EFOM nº 1, a primeira locomotiva da ferrovia. Pela riqueza de materiais, o Complexo Ferroviário da Estrada de Ferro Oeste de Minas é um dos maiores do Brasil.

 

Um dos principais atrativos da região, a locomotiva a vapor roda normalmente nas sextas-feiras, sábados e domingos. Desde 2001, a Ferrovia Centro Atlântica (FCA) é responsável pela manutenção e operação das estações de São João Del-Rei e Tiradentes.

 

Museu Ferroviário de São João Del Rei

 

Aberto

De quinta a sábado

9h às 16h

Domingo

9h às 13h

 

 

Quadro de horários do dia 18 e do período de 31 de maio a 3 de junho

 

Sexta-feira (18) duas saídas de cada estação

São João Del-Rei: 13h30 e 18h 
Tiradentes: 15h e 19h30

 

Quinta-feira (31) duas saídas de cada estação

São João Del-Rei: 10h e 14h 
Tiradentes: 11h30 e 16h

 

Sexta-feira (01) quatro saídas de cada estação

São João Del-Rei: 10h, 12h, 14h e 16h
Tiradentes: 11h, 13h, 15h e 17h

 

Sábado (02) quatro saídas de cada estação

São João Del-Rei: 10h, 12h, 14h e 16h
Tiradentes: 11h, 13h, 15h e 17h

 

Domingo (03) uma saída de cada estação

São João Del-Rei: 10h 
Tiradentes: 11h30

 

As tarifas do passeio custam R$ 60 somente ida e R$ 70 para ida e volta. Estudantes, crianças de 6 a 12 anos e adultos com mais 60 anos têm direito à meia-entrada. Mais informações sobre a Maria Fumaça em São João Del-Rei/Tiradentes: Tel. (32) 3371- 8485 / http://www.vli-logistica.com/pt-br/trem-turistico

 

Sobre a VLI

A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no País, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Escolhida como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar pela revista Você S/A, a VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

ascom