Cássio Soares cobra melhorias para delegacia e PPI de Passos

Publicado em 06/02/2018 - politica - Da Redação

Cássio Soares cobra melhorias para delegacia e PPI de Passos

Diante dos problemas enfrentados pela Delegacia Regional de Polícia Civil e pelo Posto de Perícia Integrada (PPI), de Passos, o deputado estadual Cássio Soares cobrou ao chefe adjunto da Polícia, em Minas, Gustavo Adélio, mais investimentos à Regional e ao Posto, como os aumentos nos números de delegados, investigadores e de médicos legistas. As cobranças foram feitas em reunião solicitada pelo parlamentar, realizada na última quinta-feira, 1° de fevereiro, na Cidade Administrativa de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

            Acompanhado do delegado regional de Passos, Paulo Queiroz; do prefeito de Cássia, Marco Leandro Almeida Arantes (Kito Arantes); e dos vereadores de São José da Barra: Pércio Calixto Avelar, Lázaro Antônio (Lázaro do Ganchinho), Regis Cardoso Freire e Maria Cristina Garcia (Cristina da Pingo de Gente); o deputado Cássio Soares destacou as dificuldades enfrentadas pela regional, reforçando a necessidade de mais delegados e investigadores a Passos e região.

                       

IML também sofre com a falta de investimento

            Durante a reunião com o chefe adjunto da Polícia Civil de Minas Gerais, Cássio Soares também solicitou, de maneira urgente, a destinação de mais médicos legistas ao Posto de Perícia Integrada (PPI) de Passos, que possui como o principal órgão o Instituto Médico Legal (IML), além da Perícia Criminal e do Laboratório Científico. Segundo o deputado, atualmente, o IML conta com apenas um médico legista para atender Passos e demais municípios da região.

            Junto a lideranças regionais, o parlamentar também reforçou a importância de que sejam direcionadas verbas ao PPI de Passos, que necessita de melhorias em material e infraestrutura.

             “Além da insuficiência de profissionais, a distância entre os municípios trazem prejuízo à investigação conduzida pela Polícia Civil para determinar a causa da morte, gerando angústia demasiada às famílias que aguardam por várias horas a liberação do corpo do familiar falecido para providenciar o funeral. Por isso, cobramos a destinação de mais médicos legistas, destacando também a importância de se investir no PPI, que sofre com as más condições do imóvel e com a falta de materiais para trabalhos básicos”, finalizou o deputado estadual Cássio Soares.

ascom