Ônibus incendiados e terror em várias cidades de Minas

Publicado em 10/06/2018 - policia - Da Redação

Ônibus incendiados e terror em várias cidades de Minas

Seis ônibus da Viação Tuga foram destruídos num incêndio ocorrido na noite de domingo, 3 de junho, no pátio da empresa, que fica no Pólo Industrial. O fogo foi contido pelo Corpo de Bombeiros e o caso será investigado pela Polícia Civil. Militares deram suporte ao trabalho dos especialistas, que evitaram um mal maior, haja vista que outros veículos da frota estavam no local. Com mais de duas décadas de atuação na cidade, a direção da firma de transporte público calcula um prejuízo mínimo de R$ 500 mil.

Os ônibus incendiados estavam na parte de baixo da garagem, sendo dois circulares e quatro escolares. “Eu acabei de manobrar um ônibus e, quando olhei para trás, as chamas já estavam altíssimas. Daí, rapidamente tomaram os outros veículos e não houve o que fazer. Impressionante a cena”, narrou um funcionário que havia lavado os veículos pouco antes. “Eles estavam parados desde quarta-feira, pois são escolares e neste feriado ficou tudo parado”, complementou o trabalhador, que acionou os bombeiros e tentou apagar o fogo.

No local, os socorristas combateram as labaredas com o caminhão-pipa, tendo sido necessário reabastecê-lo com o apoio da Prefeitura. “Houve explosão por conta do diesel dos tanques. Foi feito um trabalho de rescaldo e fogo cessou após muito empenho de nossa equipe, que inicialmente apresentou-se com quatro e depois seis militares. Não se sabe, ainda, a origem do incêndio, mas há indícios de que tenha sido provocado, embora não se possa descartar um curto-circuito. De fato, detalhes com segurança serão dados somente pela perícia técnica”, informou o tenente Josué Pereira, do Corpo de Bombeiros, que chefiou a ação.

Em meio à confusão, diretores da Tuga, que moram em São José do Rio Pardo/SP, chegaram à garagem, quando lamentaram a situação. “Com toda certeza, foi criminoso, pois os ‘carros’ tinham sido lavados e estavam parados desde quarta-feira. O fogo não acontece por acaso. Nosso prejuízo será superior a R$ 500 mil. Hoje, com certeza, é um dos dias mais tristes de minha vida. Somente com a Tuga, temos vinte e cinco anos em Guaxupé, mas nossa história com a cidade começou há cem anos, com a Viação Nasser. A princípio, isto nos afetará muito, pois são seis ônibus queimados e, no momento, não sei nem o que fazer”, disse o dono da empresa, que informou não ter seguro da frota de ônibus.

Por: Carlos Alberto (Guaxupé)