O Fantasma dos Problemas

Publicado em 08/11/2017 - paulo-botelho - Da Redação

O Fantasma dos Problemas

Todo dirigente eficaz precisa estar atento a trilhas de disciplina dentro da empresa. São duas as principais razões para disciplinar funcionários: problemas de desempenho e conduta imprópria. Essas trilhas refletem o fato de que a conduta imprópria, por ser um ato voluntário do funcionário, é uma transgressão muito mais séria do que as deficiências de desempenho. As duas trilhas fundamentam-se no conceito de ação disciplinar progressiva. A ação disciplinar progressiva significa que você sempre deve escolher a medida menos severa; a que dê oportunidade ao comportamento esperado. Por exemplo, se o funcionário reagir a uma advertência verbal, melhorando o desempenho, ótimo; mas se ele não reagir de forma positiva, você avança para a medida seguinte: advertência por escrito, como tentativa. A expectativa é que o funcionário compreenda a mensagem e corrija o comportamento, antes que você precise recorrer a medidas mais rigorosas, como suspensão ou demissão. - Não tenha medo!

Certa vez, em um povoado de Minas Gerais, houve um homem cuja casa era mal-assombrada. O homem fez de tudo para espantar os fantasmas, mas não conseguiu. Então, resolveu deixar seu povoado. Amontoou todo o que tinha numa carroça e saiu procurando outro lugar para morar. No meio do caminho, encontrou um amigo que lhe perguntou: “Para onde você está indo?” Antes que ele respondesse, veio uma voz lá de fora da carroça: “Estamos pegando a estrada, saindo do nosso povoado!” – Era uma assombração. O homem achou que tinha deixado os maus espíritos para trás, mas eles vieram junto. Moral da história: Não fuja dos problemas; encare-os! Porque se não lidar com eles, estar&atil de;o sempre com você!

Paulo Augusto de Podestá Botelho é Consultor de Empresas e Escritor. Associado-Docente da SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. www.paulobotelho.com.br