A Folha Regional - Artigos - Marco Regis

INCONFORMADOS AINDA QUEREM A CABEÇA DE DILMA

Em 22/11/2014 - Marco Regis - Da Redação

Se o escândalo da Petrobrás ainda serve de pretexto para o berreiro e as lamúrias de uns poucos, que ainda pregam o ‘impeachment’ da Presidente Dilma Rousseff, vou continuar esgrimindo com os desinformados e com os mal intencionados, porque tenho argumentação oposta. Afinal de contas, não vivemos num regime parlamentarista onde os gabinetes caem conforme as crises. Por duas vezes, em quarenta anos, foi oferecida ao nosso povo a opção dessa escolha, através de plebiscitos, vencendo em ambas o presidencialismo, mesmo que adjetivado e fortalecido como imperial. Parece mesmo que nosso povo gosta disso, que sofre de uma nostalgia, tendo uma preferência escondida pela monarquia, pois são tantos os empreendimentos de comércio e serviços no Brasil, que nos remetem a isso, tais como: Império dos Parafusos, Rei do Mate, Hotel Imperial, Rei da Bisteca, Rei Pelé e tanta coisa parecida.Fico confuso se o jeitinho brasileiro de se levar vantagem é herança de presidiários portugueses, aqui deixados nas primeiras expedições pelos nossos colonizadores, como dizem. A despeito disso, orgulho-me da nossa colonização portuguesa, mais despojada, mais sentimental e mais cristã. Não me simpatizo em nada com a organização e a frieza anglossaxônica nem com a ferocidade destrutiva representada pelos espanhóis, que arrasaram as civilizações azteca e inca.

Veja +

GOLPE DE ESTADO LEVADO A SÉRIO NO XORORÔ DOS PERDEDORES

Em 17/11/2014 - Marco Regis - Marco Regis

*Marco Regis Semana passada, neste jornal, me alonguei no texto “ O  Brasil Reapresenta um Cenário de Golpe de Estado ”, que foi  escrito quatro dias depois da reeleição da Presidente Dilma Rousseff.  Nenhum excesso de contundência, a não ser em parte do trecho, onde exortei os melindrados e ressentidos mauricinhos e patricinhas a  “picarem a mula” do Brasil. Este brasileirismo, que ora acresço,  é uma expressão popular que pode ser encontrada no  Dicionário Koogan/Houaiss, no significado do verbo picar,  ligado ao substantivo quase que apropriado àqueles que imaginam entender que democracia é o poder somente quando eles são os manda-chuvas.

Veja +

Asfalto nas cidades é mesmo sinônimo de progresso?

Em 16/11/2014 - Marco Regis - Da Redação

* MARCO REGIS Em 22 de março de 2010, este semanário publicou artigo de nossa autoria sob o título: “O Prefeito Mazzilli e o Legado das Pedras Preciosas”, que os leitores que se interessarem poderão rever,  clicando o meu nome que aparece do lado direito dentre ‘Colunistas’, buscando, em seguida, o referido título (www.afolharegional.com). Trata-se de texto em que condeno jogar asfalto nas ruas de paralelepípedos de Muzambinho, onde me solidarizo com o que escreveu neste mesmo jornal, no dia 9 do mesmo mês e ano,  o gabaritado professor universitário, administrador e publicitário, Helder de Melo Morais.  Faço este retrospecto, com o intuito de demonstrar posicionamento coerente, diante das notícias publicadas do último mês de outubro para cá, por esta mesma “Folha”, acerca da substituição de paralelepípedos e bloquetes por asfalto na nossa vizinha Juruaia, cujo contraponto passo a fazer. Minha intenção primordial é a discussão em nível ambiental e de mobilidade; jamais de imiscuir-me nas questões políticas juruaienses mesmo que eu ostente o honroso galardão de cidadão honorário desse Município.

Veja +

CONEXÃO GLOBAL: O Brasil reapresenta um cenário de golpe de estado

Em 31/10/2014 - Marco Regis - Da Redação

* Marco Regis No teatro da vida os acontecimentos estão registrados na História. Mas, há pessoas, privilegiadas por vidas mais longas, que se tornam protagonistas ou testemunhas oculares de pequenos períodos dessa História. No entanto, não basta uma longa vida para que isto se realize, há de ser uma existência antenada nas simples e complexas ocorrências do dia a dia, porque nem todos têm a percepção, a oportunidade ou o dom de repórter da Vida. Pessoalmente, julgo ter vivido intensamente as minhas sete décadas, até agora uma imensa dádiva, junto com outras dádivas nela embutidas. Dentro dessa extensa jornada percorrida, procurei observar, estudar e compreender a Política, o jogo de poder. Nesse campo, o meu “start” foi aos onze anos de idade, ocasião em que eu concluía o então chamado curso primário na vizinha Monte Belo.

Veja +

LIBRA, NA BALANÇA: O PETRÓLEO AINDA É NOSSO

Em 25/10/2013 - Marco Regis - Marco Regis

Apesar das mais diversas manifestações – contrárias ou favoráveis - pela definição do processo de exploração do megacampo petrolífero de Libra, importante é que isto tenha acontecido nesta 2ª feira, 21 de outubro de 2013, coincidentemente, um dia do signo astrológico de Libra. Localizado a 170 km da costa brasileira, entre o litoral dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, na camada geológica do pré-sal, estima-se que este reservatório natural venha a produzir, aproximadamente, 12 bilhões de barris de petróleo, equivalente a quase toda a quantidade extraída em toda a existência da Petrobrás. A descoberta do óleo existente em diversas áreas do pré-sal brasileiro se deu em 2007, através do trabalho de prospecção da Petrobrás e anunciada como um novo eldorado pelo Presidente Lula.

Veja +

Programa Mais Médicos socorre os abandonados

Em 30/08/2013 - Marco Regis - Da Redação

Por Marco Regis * Já se vão mais de quarenta anos que me formei em medicina. Entretanto, algumas situações por mim defrontadas durante e ao final da minha formação universitária, bem como nos primeiros tempos do meu exercício profissional, ainda podem ser espelhadas no Brasil de hoje, a despeito da fantástica evolução científica e tecnológica alcançada pelo nosso mundo e da melhoria das condições socioeconômicas da nossa Pátria.

Veja +

Hugo Chaves morre, a utopia sobrevive

Em 07/03/2013 - Marco Regis - Marco Regis

* por Marco Regis Se cansamos a paciência dos nossos caros leitores, tratando de assuntos ideológicos à exaustão, é porque certos meios de comunicação vivem a agredir a nossa inteligência, também à exaustão. Neste sentido, temos de render agradecimentos e homenagens a este e a outros jornais, de suma importância regional, que abrem espaço para as nossas manifestações contestatórias sem que elas possam significar a opinião dos mesmos.

Veja +

ARTIGO ESPECIAL: Das cinzas de Santa Maria

Em 01/02/2013 - Marco Regis - Marco Regis

Do trágico acontecimento do último final de semana, na cidade gaúcha de Santa Maria, conhecida pelo seu esplendor educacional e cultural, trago observações e questionamentos a serem compartilhados com os nossos leitores. Afinal de contas somos nós o “grande público” dos espectadores de canais abertos de televisão, ouvintes de emissoras de rádio, leitores dos grandes jornais e navegadores da internet, a quem se dirigem todos esses equipamentos midiáticos.

Veja +

Ex-Deputado Marco Regis escreve: Outro jeito de ver a guerra ao terrorismo

Em 06/05/2011 - Marco Regis - Marco Regis de Almeida Lima

O artigo 4º da nossa Constituição Federal afirma que a República Federativa do Brasil rege-se por princípios,  em suas relações internacionais, como, por exemplo, o repúdio ao terrorismo.  Antes, o artigo 1º expressa que a federação brasileira é um Estado Democrático de Direito fundamentado na soberania; na cidadania: na dignidade da pessoa humana; nos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; e no pluralismo político. Por outro lado, no capítulo dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos há condenação à tortura e ao tratamento desumano e degradante, assegurando-se o direito à informação, à livre manifestação do pensamento, à inviolabilidade de consciência e de crença religiosa e à liberdade de expressão intelectual, artística, científica e de comunicação. O conjunto de preceitos constitucionais elencados  nos dá a oportunidade de ver, sob ponto de vista pessoal, as ações praticadas pelos ativistas  Cesare Battisti, italiano, preso no Brasil, e Osama Bin Laden, saudita, morto esta semana, sem que estejamos praticando ou fazendo apologia de terrorismo, condenado pela nossa Carta Magna. Além do mais, estamos exercitando direitos constitucionais, principalmente do acesso a todos ao direito de informação, à liberdade de pensamento e de expressão da atividade intelectual. Por isso, temos o direito e a coragem de estabelecer o contraditório diante da contumaz e massacrante manipulação da grande mídia ocidental, que está nas mãos de um punhado de bilionários, inclusive a brasileira.

Veja +

Outro jeito de ver a guerra ao terrorismo

Em 06/05/2011 - Marco Regis - Marco Regis de Almeida Lima

O artigo 4º da nossa Constituição Federal afirma que a República Federativa do Brasil rege-se por princípios,  em suas relações internacionais, como, por exemplo, o repúdio ao terrorismo.  Antes, o artigo 1º expressa que a federação brasileira é um Estado Democrático de Direito fundamentado na soberania; na cidadania: na dignidade da pessoa humana; nos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; e no pluralismo político. Por outro lado, no capítulo dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos há condenação à tortura e ao tratamento desumano e degradante, assegurando-se o direito à informação, à livre manifestação do pensamento, à inviolabilidade de consciência e de crença religiosa e à liberdade de expressão intelectual, artística, científica e de comunicação.

Veja +

« 5 6 7 8 9 10 11 12 13 »