Vereadores defendem Santa Casa de Muzambinho

Publicado em 03/06/2018 - legislativo - Da Redação

Vereadores defendem Santa Casa de Muzambinho

O Poder Legislativo de Muzambinho, por iniciativa do presidente Jota Maria, agendou a realização de audiência pública para o dia 07 de junho com o objetivo de discutir assuntos ligados ao atendimento no pronto socorro da Santa Casa de Misericórdia de Muzambinho e a área de saúde enquanto responsabilidade do município. Porém, conforme é possível observar, a medida divide opiniões dentro da própria Câmara Municipal.

Na reunião ordinária desta semana, o vereador João Pezão justificou antecipadamente sua ausência. Lembrou que já havia decisão de formação de uma comissão de vereadores para procurar solucionar os problemas da Santa Casa. Entende que isto não aconteceu porque iria atender um grupo menor de pessoas. Mas numa audiência pública, com a Câmara lotada, será possível “jogar para a galera”. 

João Pezão declarou que a Santa Casa de Muzambinho tem toda credibilidade e confiança. O maior problema é o tempo de espera para atendimento, mas nem sempre é possível saber o que realmente está acontecendo. Comentou que o pronto socorro atende entre 120 e 130 pessoas por dia. Para ele, a maior parte da população muzambinhense acredita e confia no trabalho da Santa Casa. “É uma das entidades que funciona na cidade de Muzambinho. Acho que é mais mágoa e perseguição pessoal”, disse.

O vereador Baiano, líder do prefeito na Câmara, também elogiou o atendimento prestado no pronto socorro da Santa Casa. Contou uma ocorrência com seu pai, que foi atendido num caso de urgência e emergência em apenas cinco minutos. Argumentou ainda que o atendimento passa por uma triagem, com algumas pessoas aguardando o tempo maior.