Vencedores do prêmio receberão medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo

Publicado em 03/10/2018 - geral - Da Redação

Vencedores do prêmio receberão medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo

Os dez finalistas do Educador Nota 10, o maior e mais importante prêmio da educação básica brasileira, serão condecorados, ainda este ano, com a medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo, honraria que existe desde 1955 e tem por finalidade agraciar personalidades, nacionais ou estrangeiras, que tenham contribuído de maneira excepcional para o desenvolvimento da educação. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, nesta segunda-feira, 1º de outubro, durante a cerimônia de divulgação dos vencedores do prêmio.

“Estamos cada vez mais precisando de bons exemplos, e fazer isso, utilizando a Ordem Nacional do Mérito, a medalha mais importante da educação no Brasil, é olhar para a sala de aula, para os professores que estão fazendo a diferença lá dentro”, ressaltou o ministro.

Rossieli aproveitou para destacar a importância do Prêmio Educador Nota 10. “Você pode valorizar o professor em várias dimensões – na formação, no salário e nas condições de trabalho –, mas também colocar luz nos grandes trabalhos presentes no Educador Nota 10, que desempenha muito bem essa tarefa e traz esperança para o Brasil, mostra que é possível fazer boa educação pública de qualidade”, destacou.

Educador do Ano – O grande vencedor a receber o título de Educador do Ano foi o carioca José Marcos Couto Júnior, de 34 anos, autor do projeto “Caravanas, limites da visibilidade” e professor de história da Escola Municipal Átila Nunes, em Realengo, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

“O prêmio, na verdade, é um símbolo de resistência”, lembrou José Marcos. ”Tem gente que aponta o professor ainda como um sacerdote, como aquele cara que faz por amor, mas precisamos entender que o magistério precisa ser apoiado de maneira institucional e sistemática. Se tivermos isso, teremos muitos outros educadores nota 10 sendo refletidos e replicados pelo Brasil”.

O prêmio – Criado em 1998, o Educador Nota 10 é uma iniciativa dos grupos Abril e Globo e uma realização da Fundação Victor Civita em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Este ano, foram inscritos 4.186 projetos de educadores de todo o país.

O concurso é aberto a professores com mais de 18 anos, que tenham concluído licenciatura em ensino superior e que desenvolveram trabalhos como docentes titulares em turmas regulares na rede pública e privada, ou em escolas comunitárias ou filantrópicas de acesso público, urbanas ou rurais. Professores, diretores, coordenadores pedagógicos e orientadores educacionais já premiados em edições anteriores também puderam participar desta edição, exceto os vencedores nos dois últimos anos.

Os projetos inscritos foram avaliados por uma comissão composta por especialistas em didáticas específicas, pesquisadores das principais universidades do país e orientadores de graduação e pós-graduação, além de formadores de gestores e de professores em suas respectivas disciplinas.          

Cada um dos vencedores ganhou um vale-presente de R$ 15 mil, além de todas as despesas pagas para participar da cerimônia de premiação. O Educador do Ano recebeu outro vale-presente, também no valor de R$ 15 mil. As escolas dos professores vencedores também recebem uma verba para celebração, no valor de R$ 1 mil.        

Clique aqui para conhecer um pouco sobre os dez finalistas do prêmio e para saber mais sobre o Educador Nota 10.


Assessoria de Comunicação Social