New York inspira coleção inverno 2018 da Ouseuse

Publicado em 10/04/2018 - geral - Da Redação

New York inspira coleção inverno 2018 da Ouseuse

Coleção e novo projeto socioambiental serão lançados na 21ª Felinju em Juruaia

A Ouseuse, maior empresa de Juruaia, polo mineiro do setor de moda íntima, irá lançar, durante a 21ª Felinju, a coleção outono/inverno 2018 da marca. Inspirada em New York, o ensaio fotográfico foi realizado na cidade, em pontos ícones como o Central Park e a Times Square.

A nova coleção Ouseuse oferece peças contemporâneas e, ao mesmo tempo, românticas. A luminosidade e o colorido da Times Square, o ar bucólico do Central Park, a vibração das ruas nova-iorquinas e a imponência dos arranha-céus estão presentes nos modelos em veludo, renda, babado, transparência e tiras.  A cartela de cores varia entre o vermelho bordô, o azul marinho, o nude e os clássicos preto e branco. O resultado é uma coleção glamourosa, com detalhes que arrebatam pelos encantamentos típicos de New York.

 Beleza Natural

Para a realização das fotos, a Ouseuse usou o conceito de beleza natural, um tema que vem sendo abordado há bastante tempo no mundo da moda. “A marca sempre se preocupou em oferecer produtos e modelos para todos os biotipos femininos e foi pensando nessas mulheres que resolvemos fazer as fotos em New York dentro dessa tendência. As modelos escolhidas estão próximas da realidade da maioria das mulheres e as fotos não possuem filtros fotográficos”, explica Rosana Marques, diretora executiva da marca.

 Projeto Amiga Recicla

Outra novidade da Ouseuse durante a Felinju será o lançamento do Projeto Socioambiental Amiga Recicla. Com a ideia de ajudar pessoas carentes e a natureza, a marca convida clientes e amigos a doarem calcinhas e sutiãs usados para a Ouseuse. A marca, por sua vez, irá fazer a higienização das peças antes de repassá-las. 

 Depois de devidamente higienizadas, a marca irá entregar as peças para projetos sociais que trabalham com famílias carentes.

 “Além do trabalho social, a Ouseuse também irá ajudar o meio ambiente, já que algumas toneladas de lixo têxtil deixarão de ir para os aterros sanitários. Apenas no Brasil, 170 mil toneladas são geradas anualmente de lixo têxtil. Desse número, apenas 40% vão para a reciclagem, segundo a Associação Brasileira da Indústria Têxtil. Esse projeto, sem dúvida, será de grande valia para mulheres carentes e para a natureza”, diz Marques.

Eliana Sonja - Sakey Comunicação